• 26e14d287bd9c5f49b36990e398601d0
    Comportamento

    Um recado para o Instagram

    ver post
  • space love xx Scott Brian Madeiras
    Amor, Reflexão

    Antítese

    ver post
  • 71e0db6e93ee0415f7c0c0cb28e2027c
    Looks, Moda

    Looks para o verão

    ver post
  • imagem.aspx
    Livros

    Livro: A Quimica Que Há Entre Nós

    ver post
  • Resultados para: georgia

    February 7, 2017
    postado por
    Foto 21-01-17 18 13 53

    No meu primeiro final de semana na Georgia nós fomos visitar Atlanta, principal cidade do estado. Era 21 de Janeiro e esse dia ficou super marcado na minha memória, pois estava ocorrendo a Womens March, uma marcha realizada em todos os Estados Unidos como um protesto contra as ações recentes do Trump, as suas declarações e a campanha política extremamente sexista, homofóbica e racista.

    Poder presenciar essa marcha de perto foi incrível e emocionante. Eram milhares de pessoas unidas, segurando placas, com camisetas apoiando o feminismo e contra todos esses absurdos que andam acontecendo no mundo inteiro que nos deixam revoltados. Eu confesso que naquele momento me surgiu uma esperança de que a nossa geração seja mesmo uma mais politizada e que luta contra as injustiças sociais que as minorias são vítimas.

    O movimento Black Lives Matter também foi citado diversas vezes na marcha

    O movimento Black Lives Matter também foi citado diversas vezes na marcha

    As ruas da cidade estavam lotadas, e o trânsito, paralisado. Eu vi muitos grupos de jovens indo juntos para a Marcha, animados, cheios de cartazes, e alguns com camisetas apoiando o ex candidato Bernie Sanders.

    hard rock

    Logo depois foi o momento de conhecer o Hard Rock Cafe, no centro de Atlanta. Eu já tinha visto o restaurante algumas vezes, mas não entrei. Eu queria conhecer a decoração, que é especial para quem ama música. Cheio de guitarras de artistas importantes do rock (e da música pop também), é difícil não se impressionar. O ponto forte com certeza é o ambiente.

    Foto 21-01-17 18 56 52

    Os Beatles possuem uma parede só com fotos memoráveis da banda, um violão que já foi usado pelo John Lennon, um desenho feito à lápis pelo mesmo, e outras coisas que fariam qualquer fã surtar. O meu pai, que ama a banda, adorou tudo. E nada mais justo do que eles ganharem um espaço grande no Hard Rock Cafe, né?

    Foto 21-01-17 19 00 00 Foto 21-01-17 18 57 59

    Dica: Os preços de alimentação do Hard Rock são bem mais salgados do que nos outros lugares. Então, se você quer economizar, dá para conhecer o local e ir almoçar/jantar em outro lugar. Ah, e sempre tem uma loja lá dentro (alguns preços são acessíveis) e dá para levar lembranças e camisetas para você ou para algum amigo.

    De volta para os arredores de Duluth, eu visitei um shopping aberto bem interessante, o The Forum, na Peachtree Parkway. Na verdade, o que me fez entrar nele foi que eu enxerguei a placa da Barnes & Nobles, uma livraria que eu sempre quis visitar, e que é uma das mais famosas nos EUA. As minhas expectativas foram atendidas! Eu passei mais de uma hora no local olhando tudo e desejando os livros.

    Foto 01-02-17 15 45 49

    Foto 01-02-17 15 04 57

    Eu passei um tempão na seção Young Adult, olhando os lançamentos (sabe aquele livro que você espera há meses a continuação sair no Brasil?) decidindo o que eu poderia levar. Os livros com capa dura são mais caros, custando em torno de $19 dólares. Os com capa mole são bem mais em conta: eles são no máximo $10 dólares. Mas vamos confessar que a capa dura é quase irresistível.

    Foto 01-02-17 15 12 25

    Foto 01-02-17 15 13 45

    Os fãs de Harry Potter possuem um espaço especial na Barnes & Nobles, com promoções de livros e a série com capas e versões diferentes. Eu não fotografei tudo, e tem muita coisa legal, de acessórios ao livro em formato HQ de HP. Eu fiquei impressionada. Quero começar a ler a série novamente, só que gostaria de comprar com uma capa alternativa (tem várias!).

    Foto 01-02-17 15 33 34

    Quem ai é fã da Nora Robers? Nessa parte da livraria eu encontrei todos os livros por preços incríveis (os de capa mole, que eu comentei a cima). Foi aqui que eu escolhi os dois que eu levaria: “The Summer I Turned Pretty”, da Jenny Han, e “That Summer”, da Sarah Dessen. Juntos eles custaram $20, e eu escolhi estes porque eu dificilmente achava aqui no Brasil (e eu sou fã das duas autoras).

    Foto 01-02-17 15 22 43

    A seção de vinil é imperdível! Tem desde os discos mais clássicos até os atuais, passando por The Beatles, Pink Floyd, The Smiths, até chegar em Ed Sheeran. Eu achei até mesmo o primeiro CD da carreira da Taylor Swift, que nunca foi vendido aqui no país. Fiquei desejando muito os vinis.

    Dentro da livraria também tem um Starbucks, e a galera toma um café ali enquanto lê os livros que comprou. Legal, né?

    February 5, 2017
    postado por

    Esse é o primeiro de muitos posts que eu planejei sobre a viagem que fiz recentemente. Desembarquei de volta hoje, e já quis escrever para compartilhar com vocês como foi incrível conhecer a Georgia, um estado que fica no Sudeste dos Estados Unidos. Com uma população de mais de 9 milhões de habitantes, o estado tem como cidade principal Atlanta. Atualmente é inverno nos EUA, e a temperatura era amena, chegando ao máximo de 22 graus durante o dia e podendo chegar a 3 graus durante a noite.

    1

    A primeira parada foi em Duluth, uma cidade “pequena” que fica próximo de Marietta e Roswell. A estrada é ótima, e em 20 minutos você chega rapidamente na outra. Duluth é um dos lugares mais charmosos que eu já visitei. Aliás, todo o estado é assim: a vegetação é cheia de árvores enormes, muitas folhas no chão para dar o clima de inverno, e uma quantidade grande de verde. É tudo muito bem cuidado, limpo e organizado.

    Foto 19-01-17 16 46 18 Foto 19-01-17 17 06 35 Foto 19-01-17 12 26 05

    Além das paisagens lindas – que me impressionaram muito – a cidade possui um centro bem interessante, com alguns monumentos históricos, como o teatro City Hall, construído em 1876, e que sofreu uma reforma em 2007. A praça também tem palco e atrações (rolam festivais em determinadas épocas do ano). O clima de small town é complementado com diversos cafés, lojas de doces e sorvetes. O que eu mais gostei é que a cultura também é super valorizada. São diversos os ateliês de arte, que ficam numa mesma rua no centro da cidade, e escola de música.

    Foto 20-01-17 17 24 42 (1) Foto 20-01-17 17 32 09 Foto 20-01-17 17 29 19 Foto 20-01-17 17 15 01

    Uma das lojas que eu mais gostei foi a Peace, Love & Decorating, que é uma boutique de roupas femininas e design de interiores. Os produtos são todos feitos por designers que fazem as peças manualmente e com muita delicadeza. É de ficar de queixo caído! E as roupas são maravilhosas, e trazem aquela vantagem da exclusividade. Cada coleção de um estilista traz algumas peças selecionadas, e marcas que destinam os seus lucros para ONGs também vendem seus produtos no local.

    Foto 20-01-17 17 56 55

    Vale super a pena conferir o Facebook da loja para entender mais do que eu estou falando. Eles também tem blog e loja online!

    Apaixonada por esse grafite

    Apaixonada por esse grafite

    O almoço neste dia foi na Dreamland Barbecue – ou simplesmente BBQ – que é um restaurante no estilo que os norte-americanos adoram (é semelhante ao Outback). Ele possui unidades na Georgia, Alabama, Tennessee e Florida. Para quem curte uma batata frita com queijo maravilhosa, carnes (no estilo costela) e uma comida com tempero, mas sem exageros (já que muitos restaurantes dos EUA exageram na pimenta) o local é uma ótima opção. Dá para conferir todo o menu.

    Dica: se você está viajando com mais de três pessoas, a Dreamland é uma boa escolha, porque os preços são bons e os pratos vem em grande quantidade.

    Foto 20-01-17 17 07 27
    Deu fome?

    Deu fome?

    September 18, 2017
    postado por

    Eu já comentei aqui no blog como vlogs de viagem é uma das minhas categorias favoritas no Youtube. Eu já peguei muitas dicas assistindo vídeos e anotando o que me interessava, principalmente se é de algum destino que você vai em breve. Pensando nisso, selecionei os meus favoritos (mais recentes) que mostram um pouquinho de cada cidade, seja na América Látina, América do Norte, ou em outros locais legais.

    No início de 2017 eu fiz alguns posts sobre o estado da Georgia e a cidade de Nova York. No final de Dezembro e início de Janeiro eu pretendo trazer também alguns vídeos aqui para o blog, como se fosse um diário de viagem, mostrando alguns lugares legais que valem a pena conhecer! Vocês curtem a ideia?

    Peru

    Argentina

    Londres

    Portugal

    Nova York

    August 16, 2017
    postado por
    large

    Eu não sei vocês, mas todas as coisas que acontecem no mundo me afetam pessoalmente. Eu sempre fui uma pessoa que se revoltava com as coisas (desde criança) e quando eu cheguei na adolescência isso só aumentou; principalmente porque essa é a época em que nós entramos em contato com outras ideias, movimentos e opiniões que não estávamos acostumados a ouvir e que não foram os que os nossos pais nos ensinaram. E assim vamos crescendo, amadurecendo e nos tornando pessoas diferentes. Com as nossas próprias opiniões e ideais.E nos últimos anos os meus ideais se tornaram ainda mais importantes para mim. Desde que eu conheci o feminismo comecei a participar também de outros movimentos, que estão interligados, como o de direitos dos LGBTQs+.

    É algo que faz parte do meu dia dia faz algum tempo, pois os amigos que eu convivo também fazem parte de tudo isso, e diferente de mim, tem que lidar com os preconceitos e visões da sociedade sobre eles todos os dias, pelo simples fato de eles amarem alguém do mesmo sexo. Fazer parte de algo que luta por igualdade é importante. Quando você percebe que outras pessoas também compartilham a mesma opinião, você se sente mais forte. 

    Mas às vezes eu confesso que fico em uma bolha em que todas as pessoas que estão no meu círculo de amigos respeitam as diferenças e apoiam os outros. E quando eu me deparo com a realidade – em que o extremismo e o preconceito parecem ganhar mais força a cada dia – eu fico surpresa. Meu estômago embrulha, a minha ansiedade bate e eu tenho uma sensação horrível de impotência.

    E foi exatamente isso que eu senti nesse final de semana, quando vi as notícias do “evento” (eu me recuso a chamar aquela aglomeração de protesto) em prol do nazismo nos Estados Unidos na cidade de Charlottesville. No inicio eu fiquei com muita raiva. E depois, me bateu uma tristeza enorme. O racismo, a homofobia e o machismo não param de sair dos noticiários. Toda semana nós vemos milhares de exemplos de pessoas intolerantes, que simplesmente não se importam com o direito dos outros indíviduos. Todo dia eu ouço alguma coisa ruim sobre os homossexuais, sobre os negros, sobre as mulheres. Eu reajo, ao mesmo tempo que sinto uma sensação de impotência. Porque eu queria fazer alguma coisa, mesmo que fosse pequena.

    large-2

    E é claro que isso não está ocorrendo apenas na América do Norte. Nós, brasileiros, sabemos melhor do que ninguém que o nosso país possui um racismo velado fortíssimo. Somos uma nação miscigenada, com etnias e culturas diferentes – o que só contribui para a riqueza cultural do país – mas infelizmente a maioria dos brasileiros carrega pré-conceitos enormes consigo. Um exemplo é os ataques de islamofobia que aconteceram recentemente com um refugiado sírio no Rio de Janeiro, em que ele foi ofendido enquanto trabalhava, por alguém que mandou-o “voltar para o seu país”.

    “Mas eu já sei de tudo isso”, você pensa. É, eu sei. É muita coisa negativa para pensar. Se você, como eu, não consegue ignorar (e também tem dificuldade em lidar com tudo isso e principalmente com os sentimentos originados pela raiva e a insatisfação), esse post tem como intuíto de te lembrar de cuidar de você mesmo, enquanto luta pelas suas ideologias. É complicado encarar o mundo e as nossas lutas de vez em quando.

    Não é fácil buscar os seus objetivos enquanto o mundo parece andar milhares de passos para trás, regredindo. Mas é importante saber que, por mais que as notícias na TV mostrem o contrário, existem muitas pessoas que ainda apoiam a igualdade e a harmônia entre as culturas e etnias distintas. Na internet, nós temos muitos exemplos disso. São ONGs, projetos e personalidades que divulgam uma mensagem consciente com êxito.

    Então, no meio de tudo isso, pratique o self-care, o ato de estar observando você e a sua rotina. As suas atitudes, a sua respiração e se você não está se sentindo ansioso ou sobrecarregado. Eu já falei sobre yoga aqui no blog, que é algo que me ajuda muito neste objetivo de estar mais segura e tranquila.

    large-2

    A atriz e ativista de 18 anos Amandla Stenberg fez um vídeo bem interessante para a revista Teen Vogue, inspirado na ideia de que a nossa geração precisa prestar mais atenção à sua saúde mental (principalmente nesta época tão conturbada, onde tudo acontece ao mesmo tempo).

    Eu vi muitos adolescentes e pessoas da minha geração desenvolver doenças mentais sérias, normalmente devido ao que está acontecendo na política e como é assustador se tornar um adulto, enquanto o mundo te joga nesse ambiente caótico. (…) Esse vídeo é para ser uma espécie de recurso, para que os leitores da Teen Vogue possam tomar como referência, toda vez que eles precisarem de um pouco de ajuda.

    June 7, 2015
    postado por

    Eu confesso que não sou viciada em Instagram (raramente posto fotos no meu, mas coloco a culpa no fato de eu não ser fotogênica) mas ultimamente tenho passado bastante por lá. O motivo é que essa é uma rede social que pode te inspirar bastante (sim!). Seja vendo fotos de looks, de ilustrações ou simplesmente dos seus artistas favoritos.

    Gosto de ver fotos de visuais diferentes e acompanho o Instagram de algumas meninas incríveis. E de muitas blogueiras brasileiras também. É legal ver como é o lifestyle, ou o estilo próprio, de alguém do seu país ou que mora no outro lado do mundo.

    Amandla Stenberg


    here's to highschool

    Uma foto publicada por amandla (@amandlastenberg) em

    Talvez você não lembre da Amandla, mas ela ficou conhecida no mundo do cinema por interpretar a Rue, no primeiro filme da saga Jogos Vorazes. Amandla agora tem 16 anos, e a sua conta é uma das minhas favoritas; ela divulga pinturas que os seus seguidores fazem dela, e posta selfies com as amigas. Eu achei muito legal as dela com o Jaden Smith: os dois foram juntos ao prom lá nos EUA. Amandla também tem um tumblr muito legal, do qual discute temas importantes. Aliás, ela divulgou um vídeo em Abril na internet, falando sobre a apropriação cultural, que virou viral, e vale muito a pena ser assistido.

    Luanna Perez


    A Luanna é uma das minhas blogueiras gringas favoritas há um bom tempo. Morando em NY, ela posta fotos do seu dia-dia e principalmente dos seus looks, que são maravilhosos. É impossível não desejar o guarda-roupa dela! Ela é dona do Le-Happy, mas pela sua conta dá para acompanhar tudo de modo mais rápido. Espere também por várias fotos ótimas de Nova York (e de sapatos).

    Melina Souza


    About tonight! ???? @guidocarol @gmichelato @dougpicussa

    Uma foto publicada por Melina Souza (@melinwonderland) em

    Se você gosta de ideias para decorar o seu quarto, quer descobrir algum livro legal para ler ou dar uma olhada nas paisagens de Londres, o Instagram da blogueira Melina, do Serendipity é a melhor opção. Eu adoro as resenhas de livro que ela faz e os vlogs de viagem, e pelo Ig é possível saber o que está por vir no blog dela. As fotos são bem fofas.

    Halsey


    ????????????

    Uma foto publicada por H A L S E Y ???? (@iamhalsey) em

    A Halsey é uma das minhas cantoras favoritas do momento. Eu comentei sobre ela em um post aqui no blog no ano passado, e não é que ela está estourando agora? O seu primeiro álbum solo, intitulado de Badlands, será lançado em Agosto. É divertido acompanhar as fotos e os vídeos (meio loucos) que ela posta. Ah, e ela está sempre mudando a cor do cabelo (já foi azul, roxo, rosa, e até uma mistura de azul com amarelo) e seu estilo na minha opinião é bem alternativo e fashion. Tudo ao mesmo tempo.

    Geordie Gray


    it was a real sunny day we were chilling in the land, of the camperdown park nobody had a frown ???? photo by @moloneygeorgia

    Uma foto publicada por geordie gray (@suburbanblues) em

    Ela tem 18 anos e mora na Austrália, e é dona de um dos meus Tumblr’s favoritos, o MTV Generation. Além de ser bem engraçada (os tweets irônicos dela são hilários) eu adoro o estilo bem pessoal que ela tem, que às vezes é mais girlie e em outros momentos, um pouco mais hippie. Ela afirma que compra a maioria das suas roupas em brechós, em Sydney. Ela também vai em vários shows e sempre faz boas indicações musicais.

    Ambivalently Yours


    Ok, eu já falei mil vezes do quanto eu amo as ilustrações feministas desta garota anônima, que mora na Escócia. Mas se você não tem tumblr, a maneira mais fácil de ver todos os desenhos dela é pelo Instagram. Ela faz bastante sucesso por lá e eu adoro por acompanhar tudo diariamente (já que fica difícil navegar na internet todo dia).

    Kaykay Blaisdell


    let's take a ride down mulholland drive • photo by: @chasermccurdy

    Uma foto publicada por kaykay blaisdell (@kaykayblaisdell) em

    Alguém me transporta para Los Angeles, por favor? Meu sonho é conhecer a Califórnia, e por isso eu fico fuçando muitas contas de quem mora por lá para tentar captar, pelo menos um pouco, de como é a vida neste estado, e principalmente em L.A. A Kay Kay é dona, junto com a sua melhor amiga, do blog Sugar & Spice onde elas postam vários textos e poemas (que são lindos!). Recentemente, as duas fizeram uma palestra no Ted sobre como uma selfie pode te tornar mais seguro de si mesmo, e como as redes sociais influenciam a busca pelos nossos objetivos. Eu achei bem interessante.

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA