Automutilação
06/07/2011 | Categoria: Comportamento

Um ato perigoso conhecido como a automutilação ou cutting é mais conhecido no mundo quanto você pensa. Geralmente são garotas que praticam esse ato onde pode até levar a morte. As garotas que praticam esse tipo de violência contra si mesmas acreditam que podem substituir uma dor psicológica por uma dor física. Essa é uma violência que tem como o objetivo se cortar, na maioria das vezes as meninas escolhem os pulsos, mas também pode ser realizado em outros locais do corpo.

O pior é que os cortes causam sim uma sensação de alivio, mas são temporários, isso ocorre porque enquanto a garota está se cortando por alguns instantes bloqueia no cérebro outros tipos de dor, de sensação ruim ou pensamentos além da dor física. As garotas recorrem a esse perigoso ato para tentar fugir de seus problemas. A automutilação pode ter inicio até mesmo aos 10 anos.

Pode ser dificil de descobrir, mas a pessoa também mostra sinais dessa pratica como só usar blusas de manga comprida mesmo no calor, preferem ficar sozinhas, se isolam e ficam quietas mesmo com outras pessoas por perto. Quando mais a garota se joga nessa doença, quanto mais tempo ela praticar o cutting mais dificil será para ela deixar esses atos para trás. O pior é que isso pode haver marcas para o resto da vida.

Se você pratica a automutilação ou conhece alguém que a pratica, entre em contado o mais urgente possível em alguém de confiança, e procure mais informações sobre essa violência terrível, não deixa isso passar despercebido por você. Se quiser alguns conselhos, mas não quer falar para alguém que conheça, pode se abrir aqui, estarei sempre ajudando.

Informações tiradas: Revista Capricho


Anna Carolina

Olá meu nome é Anna Carolina, tenho 15 anos, há dois anos venho fazendo automutilação, mais eu não faço isso por diversão, faço isso pois tenho uma doença reconheço isso, minhas amigas descobriram que eu me corto, a primeira vez foi horrível, eu entrei em panico, eu havia brigado com o meu namorado, ele tinha ficado com a minha melhor amiga, eu entrei em depressão, não saia do meu quarto, não comia e nem ia pra escola, não queria que ninguém soubesse que eu fui traída, fiquei durante um mês em casa, quando eu voltei a escola eu não falava com ninguém, então pedi para minha mãe me trocar de escola, na outra escola eu fiz novas amizades e conheci um garoto perfeito, mais eu não parei de me cortar, me cortava de sair muito sangue foi dificil de esconder da minha familia, mais ate hoje eu guardo esse segredo comigo, as unicas pessoas que sabem isso são as minha amigas que insistem pra mim parar mais eu não consigo,meus braços já não tem espaço, todo noite eu entro no banheiro e me corto um pouco depois eu entro no chuveiro de roupa e vejo a agua escorrer em meus braços, eu digo para todas as meninas isso é horrivel e depois é dificil de esconder das pessoas que você ama, principalmente aquelas que estão com você a tempo. Isso é uma doença e precisa ser tradada, eu peço a todos que sabem que tem um amigo ou amiga que se mutilão por prazer, peça pra eles pararem pois isso pode levar a morte, eu posso dizer isso por que ontem eu conversei com a morte.

[Responder]

Anibras Itterom

Eu me corto pra aliviar a dor que tenho por dentro, são tantas coisas que fikam dentro de mim que as vezes para os outros e infantilidade mais pra mim doi mesmo, eu me corto pra me aliviar pra melhorar, nao queria fazer isso, mais a sensação na hora e ate boa, e tb eu jogo alcool em cimas das feridas recém abertas pra aumentar a dor e melhorar a dor emocional, e eu prometi nao faze mais isso, mais acho que vou acabar fazendo e mais forte que eu :(

[Responder]

Luh

Olá! Pratico automutilação também :(
E minha mãe sabe, mas disse que se eu não parar vai me internar num hospício ou vai mandar fazerem um exorcismo em mim para tirar os demônios que estão se manifestando em meu corpo. Preciso de um tipo de ajuda mais realista. Mas se eu não tenho o apoio ”real” da minha mãe, como é que eu venço essa batalha? Minha mãe ultimamente anda meio fanática religiosa, acredito em Deus, mas ultimamente ela anda falando coisas ridículas a respeito das coisas. Disse que o Diabo me seduz para me autocortar e bla bla bla. Não estou endemoniada! E quer saber mais? Preciso de um tipo muito diferente de ajuda.

[Responder]

Júlia

Meu nome é Júlia, tenho 15 anos.. comecei a me cortar tem uns 3 meses.. começei com uma briga com meus pais (eu estava me sentindo sozinha, sentia como se estivessem arrancado um bom pedaço do meu coração .. sempre tive bastantes amigos.. e sempre fui muito feliz.. mais fui crescendo e vendo que tinha muitas pessoas “falsas” do meu lado .. e hoje por mais que meus pais e meus amigos estejam comigo me sinto muuuito SÓ :( .. Normalmente me corto a noite, no banheiro, e quando me corto me sinto muito bem.. mais depois , quando estou bem e vejo as marcas no meu corpo sinto uma dor no peito, fico meio pra baixo.. (pois eu não quero mais me cortar, mais é mais forte que eu, é uma necessidade ) fico pensando ” pq eu não sou igual as outras meninas que não precisam ficar escondendo o braço com pulseiras e tals) fico olhando os pulsos dos outros qe queria o meu assim lisinho sem nenhum corte :´(
sendo que eu graças a Deus tenho um amigo que me ajuda muuuuito (só ele e minha melhor amiga sabem) sendo que ela meio que me julga .. sei que esta preocupada comigo mais odeio que ela fique me julgando .. ja ele conversa muito comigo, ele me entende e não me obriga a nada .. ja me da conselhos e faz com que eu não me sinta tão mal assim !!! Mais se Deus quiser eu vou conseguir para.. e torço pra todas vcs meninas que fazem isso consigam parar tambem !

[Responder]

Zelinhaa

Eu pratico faz pouquíssimo tempo…e sabe?? de certa forma até me ajuda…

[Responder]

elasdiss

Meninas, é importante dizer que a automutilação é super prejudicial a saúde, ao corpo, e a mente. O melhor é ir ao um psicólogo, enfrentar seus problemas e medos sempre!

[Responder]

Thayná

Meu nome é Thayná e tenho 16 anos, comecei a me cortar a pouco tempo, quando alguns colegas observaram meu pulso cortado me chamaram de louca e demoniaca!
Não estou endemoniada, faço isso pra amenizar minhas dores, eu não tenho muitos amigos, sou meio sozinha !
Minha família sempre fala mal de mim e meus pais estão brigando direto, e colocam a culpa em mim, me xingam e as vezes jogam na minha cara que estão gastando dinheito atoa comigo !
As vezes tento esquecer tudo, mas quando cai a ficha me disispero e me corto, cortes pequenos mas me corto :\
Mas sabe eu tenho Fé em Deus que tudo ira se acertar !
Então para quem se corta, parem de se cortar e sigam os problemas de cabeça erguida .

[Responder]

Zelia

Oi, meu nome é Zelia,tenho 14 anos e me corto faz um ou dois meses, apesar de que já me cortei algumas vezes em meados do ano passado que foi quando a minha depressão começou…Algumas das minhas amigas sabem que pratico cutting e metade delas me olha com pena(detesto isso) e metade dessa metade me julga louca…Eu digo que não sou eu que me corto, eu digo que foi a Clarisse(personagem que tirei da música Clarisse do Legião Urbana)…Meus cortes são superficiais e eu também me bato as vezes, também já furei meus pulsos com agulhas de seringa…como eu disse antes pratico a pouco tempo e até tá me ajudando…eu sei que é loucura dizer que se cortar e se esmurrar ajuda mas, por alguns segundos eu tenho a sensação que estou bem…meninas eu sei que vocês talvez tenham preferencia pelo anonimato mas, se puderem me adicionem no msn para que eu tenha um base sobre o que e como vocês praticam, o meu é:zelialemos@hotmail.com…acho que eu devo dizer algo que se encaixa bem na descrição do cutting: Quando dói demais, você não sente mais nada…

[Responder]

Thays

Oi meu nome é Thays, eu tenho 14 anos, eu nao sei por que, mais sempre que choro e que estou perturbada com alguma coisa, eu me pego olhando pra gaveta de facas daqui de casa, eu ja tentei me cortar, só que sempre aconteciam coisas, do tipo, alguém chegar na hora, ou me ligarem.. coisas do tipo, eu nao tenho coragem de contar a ninguém, mais as vezes essa é a unica forma de amenizar a minha dor psicologica… eu ja falei com o meu de talvez eu procurar um psicologo, mais ele disse que isso é besteira, que nao vai me levar a lugar nenhum, e é so gastar dinheiro atoa… eu só me cortei uma vez, mais por encrivel que pareça, qnd me cortei a dor nem era tanta em comparação a qq eu ja estava sentindo ! é muito dificil le dar com esse problema, qnd ninguém te apoia ! EU PRECISO DE AJUDA !

[Responder]

Rafaella

Meu nome é Rafaella e tenho 13 anos, comecei a me cortar a pouco tempo, quando alguns colegas observaram meu pulso cortado me chamaram de louca e demoniaca!
Não estou endemoniada, faço isso pra amenizar minhas dores, eu não tenho muitos amigos, sou meio sozinha !
Minha família sempre fala mal de mim e meus pais estão brigando direto, e colocam a culpa em mim, me xingam e as vezes jogam na minha cara que estão gastando dinheito atoa comigo !
As vezes tento esquecer tudo, mas quando cai a ficha me disispero e me corto, cortes pequenos mas me corto :\
Mas sabe eu tenho Fé em Deus que tudo ira se acertar !
Então para quem se corta, parem de se cortar e sigam os problemas de cabeça erguida .
+1
Eu pratico faz pouquíssimo tempo…e sabe?? de certa forma até me ajuda… +1

[Responder]

Samantha

eu tenho 14 anos, me corto todos os dias, já fui internada mas não ajudou em nada tenho cicatrizes grandes nos pulsos, nas cochas na barriga. Não consigo parar de me cortar.

[Responder]

Renata

Olá, tenho 14 anos. Desde que me mudei de colégio é como se a minha vida estivesse sendo um inferno. De certa maneira não consigo fazer amigos. Tenho uma melhor amiga, que mesmo tendo um peso acima da média ela tem váaários amigos e garotos que gostam dela. Meio que a invejo por conseguir isto, mas uma inveja boa. Me sinto feliz por ela, mas é que vendo tudo isto eu penso : ” O que tem de errado comigo? ”
Já tentei várias vezes me cortar, mas não o fiz por medo.
Então, já tomei várias gotas de remédio para dormir.
Neste novo colégio minhas notas são péssimas, principalmente de matemática. Se continuar deste jeito, acho que vou começar com a automutilação. Talvez seria uma forma da “dor no coração” parar.
Mas primeiro vim aqui, pra vê se eu arranjo alguma solução. Já que não é normal uma pessoa chorar e implorar pela morte.

[Responder]

Yasmin

Olá meu nome é Yasmin , eu tenho 13 anos , no começo desse ano venho me mutilando , não porque quero e nem por diversão , faço isso pra poder esquecer todas as coisas ruins que acontecem comigo tipo : minha amiga ta doente,minha mãe e meu pai vivem brigando comigo,um dos meus melhores amigo se afastou de mim quando soube que eu tinha essa doença , parece que tudo de ruim aconteceu justo comigo.As únicas que descobriram esse problema foram minha duas melhores amigas,elas vivem me apoiando a para de fazer isso e tentam fazer eu contar pra minha família que eu tenho essa doença.Mais eu tenho muito medo de contar para ela e se ela me internar ou pensar que eu estou loca,não quero ser internada e nem chamada de loca ,eu queria tanto não ter esse problema grave.Queria muito a ajuda de alguém ! PRECISO DE AJUDA!

[Responder]

Ree

Oi, meu nome é Renata e eu tenho me cortado faz um tempo,eu chorava mto por varias coisas e ficava mto triste, mas ai eu fiquei sabendo da auto mutilação e começei a fazer, realmente faz me sentir melhor mas eu tenho conciencia q isso faz mal, parei de me cortar faz um tempo e acho q estou melhorando, contei q faço isso para duas amigas minhas pq ñ tenho coragem de contar para os meus pais, quero mto parar com isso, antes ñ pensava em parar mas sou mto fa da Demi Lovato e como ela tbm ja sofreu com isso ela me deu motivação para buscar ajuda! se quiserem me adicionar no msn para nos conversamos e trocarmos experencias e nos ajudar a parar o meu e-mail é: renatinhaeliane@hotmail.com

[Responder]

luiza

quero ajuda pratico a automutilação há 3messes e quero parar me ajude

[Responder]

JannaN

Ola meu nome é Janayna Nunes e tenho 16 anos .
Eu pratico isso desde dos meus 5 anos de idade e com o tempo venho piorando as coisas bem smp foi assim bem numca pensei em parar alias não é do meu gênero essas coisas, pois venho da depressão qual a familia que não tem problemas.. E eu fui me segurando chega no ponto onde vc não suporta mais akilo e acaba praticando o ato… bem as marcas são deixadas em meu braço ja perdi amizade e não parei por aii ate pq eu nem ligo e sou uma pessoa muito solitaria gosto da solidão nunca liguei pra o que as pessoas pensam de mim se eu ajo dessa forma talvez nn é pq eu queira é uma doença que pra não mim ou ate pra certas pessoas nn tem cura !
talvez um dia eu exergue com outros olhos a felicidade não acho muito provavel !

[Responder]

ana clara

ooi meu nome e ana clara tenho 15 anos, eu me corta a pouco tempo, mais não consigo mais parar, minha mãe ja sabe eu jurei pra ela que nunca mais ia fazer isso, mais eu continuo me cortando, e nem sei mais o que fazer

[Responder]

Leticia

Oi , Eu tenho 12 anos ( sim eu sou nova) e comecei a me cortar esse ano . No começo foi por bobagens e depois eu comecei com isso direto agora qualquer coisa que me deixa triste eu faço isso. Eu odeio ter que ser assim , mas eu não consigo parar , minhas amigas me dão apoio e dizem que isso não vai me levar a nada e eu sei disso, só que por alguns segundos eu me sinto melhor , aliviada. Mas depois que saio do meu quarto os problemas vêem em mutirão e eu fico mais praa baixo ainda , e começo a me cortar de novo . Os meus pais não sabem e não estão nem ai. Eu acho que na maioria das vezes é por causa do jeito que a sociedade me julga , todos me xingam e criticam minha decisões. Eu sei que poderia dizer “foda-se” mas eu sou FRACA e admito isso. Meu conselho é : NÃO COMECEM A SE CORTAR , depois fica dificil parar ):

[Responder]

Marcella

Oi, meu nome é Marcella e tenho 12 anos. Eu pratico a automutilação desde os 11 anos. Eu comecei por causa de amores. Hoje me corto por causa de “amigas”, e até mesmo da família! Isso me ajuda, alivia muito e eu não consigo mais parar. Eu acho que eu acostumei e sempre que tenho problemas eu me corto. Alguns amigos descobriram e começaram a me chamar de doida, que eu era idiota e tals. Isso me deu mais motivo pra me cortar. Começaram a me julgar. Eu quero parar, mas não consigo, eu preciso de ajuda

[Responder]

Carol

Olá! Na verdade eu nem sabia que outras pessoas praticavam a automutilação, muito menos que era considerada transtorno psicológico. Passei a saber de uns tempos pra cá. Bem, comecei a me cortar aos 13 anos de idade, foi quando passei a ser molestada pelo meu padrasto, mais acreditem essa não é a pior parte. Minha mãe é uma fanática religiosa e machista, quando contei a ela o que estava acontecendo, a única atitude que ela teve foi o de dizer: “Vamos orar”. Ela nunca fez nada! Aos 18 anos consegui pôr uma câmera escondida no meu quarto, as filmagens não ficaram boas, mas ele não sabe disso. Eu o ameacei. Disse para ele sair da nossa casa e me deixar em paz, pois eu iria até a policia. Ele finalmente se foi, não graças a minha mãe. Ele ainda mora no mesmo bairro que o nosso e a minha mãe ainda continua casada com ele, onde nada nunca mudou para ela.Me culpa todos os dias dizendo que isso só aconteceu por minha causa, que eu sou muito bonita e ficava desfilando pela casa de roupa de dormir, (Que por sinal são de algodão e estampada com bichinhos) ah! esqueci de mencionar eles são casados desde quando eu tinha 6 meses de vida, ele me viu crescer. Mas o que dói mesmo são atitudes da minha mãe. Agora ela implica com meu namorado, odeia ele, não o aceita aqui em casa, aonde ele está ela nem entra.

[Responder]

Isaa

Eu também pratico isso, hoje minha mãe quase viu porque estava super calor, e ela me obrigou a colocar uma regata, escondi o máximo possível, ela não sabe, tenho 13 anos, e não sei como contar pra ela. Ela é brava, e as coisas que estão acontecendo a estressa mais ainda, o que eu faço? Eu tenho medo, não quero contar. Se alguém quiser conversar: isaraimundo@live.com :/

[Responder]

ana clara

Oi meu nome é Ana Clara , tenho 12 anos,comecei a me cortar quando começou o ano,primeiro foi por causa da familia,depois amigas e depois amores.e isso começou a crescer , como se isso fosse droga!eu seria o usuário e as laminas a droga , acho que ja perdi o controle eu e mais 2 amigas minhas . nao quero contar pra ninguem isso , e também nao acho que devo pessoas acham que isso é idiotice e bã , mais nao ! isso e vazio , tristezas . nao consigo me livrar disso. e eu tenho medo , medo de enfrentar , de me abrir , eu sei que isso e doença , sei que pode matar , sei que faz mal a saude , mais do meso jeito nao consigo me livrar !

[Responder]

Tais Mendes

Bem, meu nome é Tais Castro de Lima Mendes, eu tenho 13 anos e infelizmente me multilo.
Bem, isso começou quando eu tinha 11 anos depois de uma briga que eu tive com os meus pais, na verdade eu nem sabia o que era alto multilação, eu só me cortei pra me punir mesmo, eu tinha errado e precisava de punição.
Meus pais não notaram, e eu parei por alguns meses, até que no final do ano passado eu voltei com o meu problema.
Foi quando uma menina que se dizia minha amiga começou a infernizar minha vida escolar, colocando um monte de gente contra mim.
Eu me sentia triste, isolada então entrei dentro do meu banheiro e peguei um gilete que ainda estava novo e comecei a me cortar.
Acho que aquele foi um dos piores dias da minha vida, foi horrivel quando o meu pai abriu a porta do banheiro e viu meus braços totalmente cortados, e eu estava usando uma camiseta branca que ficou cheia de sangue.
Meus pais sabem do meu problema, o que eu não queria que acontecesse.
É horrivel quando minha mãe vê que eu me cortei novamente, a expressão dela, a decepção de achar que tem uma filha endomoniada é triste.
Eu tento parar, mas toda vez que estou triste eu volto a me cortar e é uma coisas que não se Sacia.
Eu preciso de ajuda, não aguento mais ver minha mãe chorar quando eu me corto, e eu mesma quero parar mas não consigo, é terrivel.
É como uma droga e eu assumo que estou viciada em me alto multilar.

[Responder]

Thais

Eu sou uma menina simples mais tenho ótimos amigos e 1 deles fás a mesma coisa que eu corta o punho eu cor por pressão na escola na família e dentro da minha propiá casa e Faso isso minha mãe já me perguntou que cortes etão esse no seu punho eu dose “e o cachorro que me mordeu” mas como minha mãe não liga pra min ela mudou de sunto e foi falar sobre o trabalho dela! meu nome e Thais e eu sofro com isso!

[Responder]

Daniella

Meu nome é Daniella, tenho 13 anos, e eu nao sei bem mais eu acho que sofro de depressao. Já me cortei algumas vezes, quando a pressão da escola aumenta, as minhas notas caem, tudo em casa piora, brigo com Meus pais o tempo inteiro, normalmente por cauza das minhas notas. Ja tomei remedies pra dormir, Pra tentar acabar com o aperto no coracao que sinto, ja tentei de tudo. As vezes nao entendo por que eu foi tão infeliz, se tenho uma boa familia, tenho muitos amigos e todos dizem que sou muito bonita. As vezes me sinto ingrata Por desejar a morte deste jeito que desejo, mais tem horas que nao da pra aguentar. Nessas horas, eu rezo. Falo com deus tudo o que sinto, e choro, muito, e lhe pesso a morte. Logo depois me corto. E choro denovo. E nao consigo mais parar até quando eu tomo algum remédio pra dormir. E no dia seguinte, todo o inferno recomeça, junto com minha tristeza,que nao passa.

[Responder]

Daniella

E ainda tem a enorme saudade que sinto dos meus avos que morreram. Quando choro, as vezes, desejo imensamente que eles estivessem comigo, e me sinto envergonhada de me cortar, como se de alguma forma, eles estivessem comigo, mas nao me censurando, como a maioria faria se soubesse do meu problema. Sinto como se o pouco de força que me resta pra passar por isso viesse deles. Amo eles muito, incondicionalmente, e faria tudo pra ter eles comigo, aqui, por que ai, talvez nada disso tivesse acontecendo. A saudade que sinto e imensa e incontrolavel. Quando penso neles, nao consigo ficar imune a crise de soluços e choro, mais ao mesmo tempo, nao me corto. Obrigada por me ouvirem.

[Responder]

Giovana

Meu nome é Giovana e tenho 13 anos e a alguns meses venho fazendo automutilação , não consigo parar de me corta , quando me corto me alivio , preciso de ajuda , ninguém da minha familia sabe tenho medo de falar para munha mãe , tenho medo do que ela pode pensar , toda vez que discuto com minha mãe ou meu padrasto , me corto e choro muito , já virou um vicio para mim , toda vez que me sinto um ”lixo” ou brigo com quem eu amo meu objetivo é logo me corta , não consigo para preciso de ajuda , estou com medo insegura , não sou a mesma menina de antes , alegre , que se dava bem com a familia , mudei muito depois que comecei a Automutilação .
Preciso para com isso mais não consigo , ME AJUDEM ….

[Responder]

Dih

Oiiw meu nome é andressa tenho 17 anos, sofro d automutilaçao á 1 ano e meio tudo começou quando eu nao conseguia emagreçer e começei tambem a praticar bulimia dai p me corta foi um passo, quando via q nao conseguia chegar ao meu objetivo eu me cortava.há 3 meses faço tratamento sozinha isso é ruin!

[Responder]

Maria

Oii,meu nome é Maria, tenho 14 anos, e há mais ou menos 2 meses eu me corto … Me cortei poucas vezes, mas até agora tenho as marcas como se eu tivesse me cortado ontem ! Não faço isso por diversão, mas sim para amenizar minhas dores. Eu acho que estou sofrendo de Depressão, já pedi pra minha mãe me levar ao médico… Toda noite eu choro até cair no sono, teve um dia que eu contei para minha Melhor Amiga o que eu fazia. E por minha causa ela também se cortou … Estou tentando não me automutilar mais, pois estou vendo que estou prejudicando as pessoas que amo !
E indico as pessoas a não fazer isso, pois há marcas que você poderá levar para sempre !

[Responder]

Renata

Olá minha meninas!!!
Que triste a história de vocês, vim procurar informações sobre auto-mutilação por estar com membro familiar nessa condição.
A adolescência é um estagio terrível para todo mundo, precisamos nos auto afirmar e nos reconhecer no mundo como um ser que não só respira, come, estuda e dorme, mas sim como alguém que sente. Que precisa ser valorizado pelo que pensa e pelo que está descobrindo no mundo.
Os adultos não nos dão espaço quado somos adolescentes, e tudo para eles é drama ou bobagem de adolescente, e ainda não podemos mudar o mundo pois nem podemos trabalhar ainda para poder sair de casa e nos auto afirmar, não é mesmo??
Mas uma coisa eu digo a vocês não usem seu corpo para mostrar ao mundo sua indignação e tristeza, o seu corpo é sagrado e deve ser repeitado, amado e serve para te fazer existir, ele existe para te ajudar, a andar a pensar, a pegar as coisas etc.
Quem manda nas tuas atitudes não é o seu corpo, mas sim o seu cérebro, que está em transformação nessa fase da vida , ele sim é o culpado, mas nem por isso, vá bater com o cérebro na parede, isso seria pagação de mico,não iria adiantar nada ele continuaria em transformação e te fazendo sentir-se triste, depressiva etc…
Algumas adolescentes passam por isso sem muitos danos, outros não, outros não entendem, e a vida se torna muito dura para ele entender e por infelicidade não há ninguém por perto que os compreenda…Minha meninas conversem sobre o que está acontecendo com alguém que confie e peçam que ajude o seu cérebro a funcionar melhor levando vocês a um psicologo, ou psicanalista, e isso não quer dizer que vocês são loucas…na verdade todo mundo precisa de um pouco de loucura, mas sim que vocês são pessoas comuns e normais que sabem que precisam só de carinho e compreensão para passar por este momento da adolescência.

[Responder]

elasdiss

Concordo com tudo!
Também sempre me surpreendo com os depoimentos deixados aqui nos comentários do post.

[Responder]

danielle

eu tenho 14 anos e a 4 anos pratico o cutting fiz isso primeiro para descontar a raiva de um amor mao correspondido e acabei td vez q tinha um problema acabava me cortando para esbossar a raiva. éhorrivel mas me sinto aliviada mas logo depois vem a culpa. é horrivel mas vc quase nunca cosegue parar

[Responder]

Luisa

Pratico a alguns meses, e não melhora as dores psicologicas, mas aliviam por um tempo. É uma sensasão muito boa na hora eu esqueço de tudo que vem me causando problemas.

[Responder]

EVY

Queridas meninas, só quem já fez sabe , como é horrivel o que vc sente eu seu coração para fazer isso, eu sei , mas com ajuda de outras pessoas carinho e compreenção , e com ajuda de vcs mesmas , se amem , se valorizem , se ajudem e quando não puderem pessam ajuda , pq vcs não estão nessa sozinha ,Deus nos fez para sermos felizes e não para acabarmos com nos mesmas , somos Princesas de Deus eles nos ama , e nos da “anjos” ( pessoas que nos ajudam ) para nos auxiliar , nossas amigas , mães , primas . Queridas abram seus corações , contem como se sentem , se caso precisem de mais , procurem um psicologo , uma ajuda espiritiual para aprenderem a lidar com fé e compreenção com os obstaculos que a vida nos impoem e machucam fazem doer tanto nossos corações . Caso queram falar comigo meu imail é vevezinha_star@hotmail.com . Bjs

[Responder]

Tainá Borges

Oi , meu nome é Tainá Borges tenho 16 anos . Quando comecei a me cortar tinha uns 15 anos, eu sei que isso faz mal em todos os sentidos mais essa é a uma maneira de me trazer alívio, um dia eu contei a uma amiga não pq eu quis simplesmente contar foi pq saiu de repente não consegui me conter, ela pede pra mim parar com isso por ela , mais eu não consigo qndo tô nos meus momentos de fraqueza eu me corto isso é tão ruim isso traz alívio pra mim eu sei mais é tão ruim pq eu vejo que mtas pessoas que me amam pedem pra mim parar com isso, porém eu não consigo isso que faz doer ainda mais no meu peito faz com que eu me sinta totalmente inútil. Às vezes qndo eu estou me cortando eu me pergunto pq eu estou fazendo isso, será se isso vai mudar alguma coisa. De algum modo eu sei que não vai mudar, e nem corrigir os erros que cometi mais eu sei que através disso eu me sinto bem .

[Responder]

carla

eu nao sou adolescente e uso a automutilaçao a muitos anos,neste momento tenho 38 anos e ainda o faço

[Responder]

Raquel

Meu nome é Raquel, eu tenho 13 anos. Me corto há quase um ano. Foi no inicio de junho do ano passado, esta sendo um ano horrível, eu estava tendo problemas com o meu corpo, estava perdendo amizades, eu me sentia muito sozinha, não aguentava mais gente me traindo e mentindo pra mim, então, teve um dia em que um garoto disse que realmente gostava de mim, e eu acreditei, não sei por que, eu acho que estava gostando dele, e confiei nele, mas no dia seguinte, ele nem olhou na minha cara, e eu fiquei tao mal, foi como se enfiassem uma faca no meu peito, como eu estava na escola, apenas me arranhei, mas quando cheguei em casa, me cortei, nunca tinha me passado pela cabeça que um dia eu iria fazer isso, mas eu fiz, e gostei, não sabia no que estava me metendo, e comecei a me cortar direto, no inicio, todos os dias, eu não parava de me cortar, com o tempo foi piorando, eu tinha vergonha e medo de que descobrissem, então não tirava mais a blusa de frio, por mais calor que estivesse, eu usava moletom, muita gente achava ridículo, mas eu não tirava, não queria que descobrissem, toda vez que alguém vê, eu entro em panico, não sei o que falar, fico desesperada. Eu já tentei parar de me cortar varias vezes, mas não consegui, é um ciclo vicioso. Você se sente um lixo, você se odeia, “gorda, feia, ninguém se importa, mal amada”, cortes estúpidos não chegam nem perto da dor que você esta sentindo, é horrível, você sabe que depois vai se arrepender, mas na hora não se importa, a unica coisa que você deseja no momento é arrancar essa dor do peito. Para enquanto é tempo, porque chega uma hora, em que você vai ter repulsa disso, e ainda assim, não vai conseguir parar.

[Responder]

Ma

Oooi, sua situação é realmente muito parecida com a minha, bom eu me corto há um pouco mais de 2 meses e tenho 13 anos, perdi varias amizades, descobri outras e um pouco depois mudei de escola, ai ja viu, eu conheci uma garota q tbm se cortava na época ( final do ano passado) e eu estava com essa vontade de me cortar, para ver se aliviava a algum tempo, mas só esse ano q eu comecei e essa mesma menina, que é minha amiga, descobriu e mais algumas pessoas, minha mae ja viu 2 vezes, mas sempre dei desculpa e sei q se ela ver ela vai me internar… bom, na hora é como vc disse: vc se sente um lixo, nada importa, mesmo q vc tenha feito promessas, vc acaba fazendo, pq na hora alivia, mas na HORA!! depois vc se arrenpende e ja aconteceu cmg de, por cause de me arrepender, me cortar. Eu tinha parado por um tempo, mas acabei voltando e mais uma vez vc tem razão: é um ciclo vicioso… mas minha amiga foi forte e está a boooom tempo sem fazer, ela realmente superou e vc, eu, todo mundo vai superar! Stay Strong

[Responder]

Marcely

Eu tenho 12 Anos

E me auto-motilo
Ninguem sabe disso a não ser minha amiga
eu presiso de ajuda :(

[Responder]

Anna Marcely

Bom , meu nome é Anna Marcely , eu tenho 12 anos .
E me Auto-Motilo .
Bom .. na minha familia , ninguem se importa comigo .
A minha mãe me diz coisa q acabam comigo , tipo , ” Eu não sei o que eu fiz para ter uma filha dessa ”
O meu pai mal fala comigo , e as minhas irmãs nem querem sabe se estou viva ou não .
A unica pessoa que sabe q eu me Auto-Motilo é a minha amiga Isadora , ela é a unica ,com quem eu posso contar .
As pessoas me veem sorrindo , elas devem pensar que eu sou a pessoa mais feliz do mundo .
Mais a tantas coisa por tras desse sorriso que elas nunca vão saber ..
Os cortes não são muito profundos , mas são visives ..
Eu presiso de ajuda !!

[Responder]

Sofia

Olá, meu nome é Sofia e há mais ou menos 1 e meio eu me automutilo. Eu já me cortei, me arranhei com as unhas ou com qualquer coisa que eu tivesse na mão, já me queimei com garfo quente, já me esmurrei até deixar hematomas enormes. Eu me odeio, teno aversão a qualquer coisa relativa a mim, não acredito quando as pessoas me elogiam, sempre acho que elas estão tentando me enganar para rir de mim depois, sou tímida, não tenho vida social, pois moro em um sítio, não sei me relacionar, não tenho amigos e me sinto perdida e deslocada em meio as pessoas com as quais convivo na escola, não tiro duvidas na escola por medo de parecer fraca e burra coisas que eu tenho certeza que sou, fico as vezes sem a pessoa saber em disputa doentia na sala por nota ou qualquer coisa do genero. Me apaixonei por um garoto que não estava nem aí para mim e ainda ficou com duas de minhas “amigas”. Meus pais cobrem muito de mim por eu ser a mais velha e ficam colocando pressão para eu fazer atividade física porque dizem que eu estou gorda. E o que mais me aborrece é que eu sei que existem pessoas que possuem problemas maiores que os meus e nem por isso sai por ai se cortando e tentando se matar, isso faz com que eu perceba o quão estúpida eu sou por não aproveitar a vida maravilhosa que eu tenho e os meus pais que me amam como muitos dizem, porém ao invés de parar eu me mutilo ainda mais como uma forma de amenizar tamanhas a estupidez que eu tenho e me punir por ser tão idiota, insensível, sensacionalista, burra e melodramatica. Eu não quero viver sendo eu…

[Responder]

Ravena

Tenho 15 anos, e ando fazendo isso,
li alguns comentarios e me identifiquei com uns ou outros
é triste eu ter chegado a esse ponto, é mto ruim saber que me rebaixei tanto, isso era uma coisa q eu nunca tinha imaginado q faria, nunka msm, agora direto me pego pensando nisso ou até fazendo isso.
Me sinto sozinha, sem liberdade e amigos,
apesar de ter um namorado q eu amo mto mas nao é sempre q poosso ve-lo pq a distançia atrapalha(conheçi ele ano passado). Me sinto mal assim a uns 4 anos, me mudei pra cá com 10, deixei td lá, amigos, familia, mas assim q fizer 18 anos volto pra lá e quem sabe as coisas nao melhoram pra mim e até no meu namoro vai ajudar pq meu namo mora lá msm e assim eu me sentirei menos sozinha. Eu até peço a Deus pra me ajudar a para com isso e me dar força pra suportar a dor q sinto para nao mais prejudicar a mim mesma, e pço tbm q ele me perdoe pelos meus atos e pensamentos em relaçao a vida, e q por mais q um dia eu venha a pedi-lo pra morrer, pra tirar minha vida de mim(coisa q eu fiz a umas semanas atras) q ele nao tire, pois eu acho q isso td um dia vai passar e eu verei q td isso foi só uma grande fraqueza( q eu tive por um bom tempo), mas q passou, e entao viverei bem, sabendo lidar com as situaçoes boas ou ruins (isso é oq eu espero q aconteça), apesar de um lado meu me dizer pra desistir, me dizer q eu nunca serei ninguem ou feliz; eu me esforço para me controlar e nao deixar q o outro lado tome conta de mim. Eu tbm sou mto inutil sabe… as vezes nem consigo me cortar direito, outras vezes sim. Ao mesmo tempo q sinto vergonha do q faço, um outro lado me faz ter orgulho e esse mesmo lado me faz querer me cortar mais e mais, ele tbm me chama de covarde quando nao consigo fazer isso, mas eu espero q meu lado bom q tenta me autoajudar prevaleça e q td isso acabe um dia

[Responder]

Juliana

Olá, meu nome é Juliana, tenho 13 anos e faço automultilação há dois anos. Comecei a fazer isso quando o meu irmão mais velho faleceu. Uma dor horrível e um vazio me invadiu, então a única coisa que me restou foi me cortar.
“Uma dor mais forte cura outra.” Lembro quando meu pai me dizia isso, quando eu ia tomar injeção e ele me fazia morder o dedo para não sentir a dor da ajulha. Hoje, levo em conta isso, a “dor” (coisa que eu praticamente não sinto mais) dos cortes, me faz esquecer a dor dos meus problemas.
Muita gente vem notando (inclusive um dos meus amigos do colégio) que eu me corto, pois meus pulsos e minhas pernas estão sempre cheias de marcas. Alguns dizem que é idiotice, mas foi a única forma que eu achei de me manter mais “feliz” e… Viva.

[Responder]

Fernanda

Oi , tenho 13 anos e venho praticando automutilação a uns 2 meses , fazia isso na escola todos se preocupavam comigo principalmente um menino , pois foi por ele que eu me cortei . Até que um dia ele disse para minha mãe , ela ficou muito brava e disse para meu pai , ele ficou mais calmo , e depois disso o menino nunca mais falou comigo , só depois de um bom tempo me mandou uma mensagem no facebook pedindo desculpas e disse que estava namorando e que queria me esquecer :/

[Responder]

Karol

Bom, eu também faço isso, mas é pra aliviar a dor que vem de dentro. Tenho 18 anos, saí da casa da minha mãe, moro com 2 colegas, amo demais uma pessoa, mas ele nem liga pra mim, depois que saí de casa quase não fala comigo e é nesse momento que mais preciso dele. Eu escrevo o nome dele no pulso, quando penso muito nele choro, dói demais você ver a pessoa que você ama vivendo feliz, da sua maneira e você sofrendo, precisando dela do teu lado… Peço tanto a Deus para que ele esteja do meu lado, mas não está… Não por falta de tempo. Mas porque não quer mesmo… Ele é rico, pode ter a pessoa que quiser do seu lado, e eu depois que saí da casa dos meus pais sou apenas uma garota que precisa lutar pela sobrevivência. Até a facul eu parei de fazer. Dói muito, meus amigos que só se interessavam no meu dinheiro me abandonaram, e nem isso eu tenho mais… Só espero não ter que fazer outras coisas pra viver…

[Responder]

Raquel

É horrível, a automutilação me da raiva, mas com ela eu me sinto viva. Durante um ano fiz isso como forma de punição, ou para me sentir melhor, mas agora faço isso para me sentir viva, para tentar sentir alguma coisa. Eu não consigo sentir nada, nada alem de infelicidade. Então procuro adrenalina, procuro sentir dor, qualquer coisa é melhor do que nada. Qualquer coisa é melhor do que esse vazio.

[Responder]

Amamda

Eu tenho 14 anos e me corto a 1e 7meses n consigo me lembrar pq começei isso e como foi q aconteceu.eu tenho uns 60cortes no minimo e mts sicatrizes nos pulços e na barriga eu tbm me queimo me arranho soco meu corpo na parede ate ficar roxo meus pais sabem mais deve ter so 3meses q eles sabem me pegaram duas vezes me cortando e foi a pior coisa q ja me aconteseu eu estudava em outro colegio e tinha me apegado a todo mundo de la e derrepente eles me trocaram de colegio e eu pirei com isso e des de entao no novo colegio eu n consigo ter animo pra ir pra escola n quero sair de casa n to ligando pra menino pelomenos mt meus tios sao rigidos comigo e eu tenho q fazer oq eles mandao n intendem oq eu tenho q superar dizem q e bobera e q eu tenho q crescer e levar uma surra pra ter vergonha na cara e minha mae so sabe reclamar e me chamar de bixo do mato ou suicida n sei oq fazer n tenho coragem de contar a ningem pq quando contei eles me zoaram e me chamaram de picicopata assasina

[Responder]

Maria Luísa

Olá garotas.
Meu nome é Maria Luísa Duarte, tenho 15 anos e me mutilo há alguns meses (6 aproximadamente).
Bom.. Sei que não justifica.. mas tenho motivos.. como todas vocês aqui..
Desde muito tempo antes de eu nascer, meu pai tem problemas com drogas e bebida e isso já vinha sendo considerado normal até a minha adolescência.
Ele chegava em casa bêbado e drogado ocasionalmente (não era todo dia). Às vezes ficava na dele e só queria chamar nós (eu, minha irmã mais velha e minha mãe) para dar sermões ou dizer que pararia com aquilo tudo..
Há dois anos atrás, minha mãe teve seu primeiro câncer.. foi na mama.. Fez quimioterapia, perdeu cabelo, teve que tirar uma mama. Estava curada.
E meu pai sempre aumentando as doses…
Este ano meu pai começou a beber todos os dias, e se drogar também.
Fui surpreendida com outro câncer da minha mãe. Desta vez era uma metástase no acetábulo.. Este tipo de câncer “come” partes do osso, causando fraturas. Minha mãe fez radioterapia para poder matar o câncer e aparentemente matou e toma uma injeção chamada “zometa” todo mês para tentar fortalecer o osso.. ele nunca será totalmente reconstituído… é impossível de ser curado..
Bom.. Minha mãe decidiu internar meu pai há 3 meses atrás numa clínica de reabilitação de álcool e drogas… e ele saiu aos dois meses por más condições da clínica.. no início ele estava muito bravo, brigando com todos, não queria ver ninguém.. Mas, com as visitas ele foi melhorando.
A internação ele foi quase um choque para mim… Vieram 4 homens enormes na minha casa as 22hs para buscá-lo e levá-lo à Bragança Paulista. Ele estava dormindo e todas as coisas dele já estavam arrumadas em malas e sacolas no meu quarto…
Esses homens chegaram, abriram a porta e explicaram a ele o que estavam fazendo ali. Meu pai gritava: “EU ESTOU NA MINHA CASA”, “POR QUE VOCÊS ESTÃO FAZENDO ISSO?”, “VOCÊS ESTÃO SABENDO DISSO?”.
Até que ele foi para o carro deles. E minha mãe com a minha vó estavam no carro atrás seguindo-os.
É meio desnecessário eu falar sobre isso..
Desde que comecei a me mutilar, nunca deixei meu braço cicatrizar para poder começar outros cortes..
Mas, durante o primeiro mês de sua internação, eu me mutilava de forma descontrolada. Fiz muitos cortes.. cortes grandes.. fundos… Muitos cortes!

Minha mãe descobriu que eu me cortava nos primeiros 3 meses.. e meu pai dizia que se eu voltasse a fazer isso, ele me bateria.. e minha mãe não entendia.. só chorava e me perguntava o que ela tinha feito de errado. Só quem sabe que me corto são 3 amigas minhas de escola… Uma delas parece meio falsa às vezes.. mas chora quando vê meu braço.
A outra me chama de louca..
E a outra diz que se eu não parar, perco a amizade dela..

Odeio meu corpo. Sou muito magra e baixa.. Tenho 1,54 de altura e peso 37kg…
Sou “estranha”, me visto como quero, tenho um estilo meio Indie rockeiro…
As pessoas nunca me aceitaram…

Estou, agora, há 2 meses sem colocar uma lâmina sequer no meu braço..

Minha mãe marcou psiquiatra pra mim e agora estou tomando um antidepressivo chamado “sertralina”, que tenta controlar minha ansiedade.. Mas fico mais ansiosa..

Fico mais mal do que ficaria sem ele.. ele estimula qualquer sentimento. Se eu estiver feliz, ele me deixará mais feliz. Se estiver triste, ele me deixará mais triste..

Comecei a tomar o remédio numa terça-feira.. Estamos no domingo..

Esta foi a semana que mais chorei..
Meu melhor amigo tem problemas com bebida.. e ele se mete em muitas confusões.. Nunca sei quando ele pode aparecer morto em algum canto..
E essa semana ele não queria me contar o que estava acontecendo.. e eu, como sempre, me preocupo demais com ele e com qualquer outro amigo meu…
E comecei a chorar.. começou a vir pensamentos de mutilação à minha mente. Mas consegui me controlar…
Mas sei que, se acontecer agora algo muito forte, eu não me aguentaria.. Estou a poucos passos de voltar a me mutilar.. e não quero isso.

EU PRECISO MUITO DE AJUDA!

Não quero jogar esses dois meses no lixo.. Quero ser forte e sei que não preciso disso pra viver.. Mas isso é mais forte que eu..

Devo ter comentado muitas besteiras desnecessárias aqui.. e até peço desculpas por algo rs’

Bom.. Se alguém quiser conversar ou desabafar:
- Tumblr : http://thepain-queen.tumblr.com
- Celular (TIM) : 981619254
- Facebook : https://www.facebook.com/MariDuartee

[Responder]

Karol

Oi, tenho 13 anos, e me cortava .. Desde setembro praticava isso, tentei parar várias vezes .. E há alguns dias consegui .. Eu sei que vocês são fortes e podem , assim como eu consegui ! Existem várias formas de tentar parar isso, uma delas é o Projeto Borboleta, consegui com a ajuda deste !
Stay Strong Minhas Pequenas !

[Responder]

elasdiss

O Projeto Borboleta é ótimo e realmente ajuda muitas meninas; estou até pensando em fazer um post sobre a campanha no blog!

[Responder]