• Kennedy em Porto Alegre. Foto: Guadalupe Bastos @_lupe
    Música

    The Maine no Brasil

    ver post
  • large-4
    Comportamento, Textos

    Reconstrua

    ver post
  • large-3
    Playlist

    Playlist: Julho

    ver post
  • imagem.aspx
    Livros

    Livro: Outros Jeitos de Usar a Boca

    ver post
  • October 12, 2011
    postado por

    Alimentava-se de sonhos e alegrias. Vivia sempre pulando e dançando, como se não houvesse o amanhã. Fazia o que tinha vontade quando queria e na hora. Não se importava com o que diziam ou achavam sobre ela e suas atitudes… Ah, era tão pequena. Tão ingênua. Tão pequena e tão cheia de sonhos… Toda vez que tinha vontade, sentava-se debaixo da grande árvore e lá tinha os mais belos sonhos. Esquecia-se do mundo aqui fora, da dura realidade qual vivia, de tudo aquilo que era ruim e lhe fazia mal. Podia imaginar o mundo como ela gostaria que fosse: Sem maldades. Via o mundo com outros olhos… Com seus olhos ingênuos. Com olhos de criança sonhadora. E quando seus olhos fechavam-se lá vinham seus sonhos e pensamentos de criança. Soltava gargalhadas, algumas lágrimas… Assim como todos os dias. Todos que por lá passavam, achavam-na louca.

    “Louca, eu?” Ela pensava. “Louco são vocês, que só conseguem enxergar um mundo mal”, respondia em seus pensamentos e logo se perdia, novamente, na melodia da vida e dos sonhos. E nada era capaz de estragar aquele momento, nem seus piores medos. De crescer e perder toda essa inocência, essa maneira de ver o mundo… Mas, não se importava.

    — Pare de sonhar, criança. — Dizia um homem que por ali passou e a viu. — Vá viver sua realidade! — Todos à volta soltaram uma gargalhada. Ela fechou os olhos e viajou à um lugar distante, perdido em sonhos.

    Este texto faz parte de um mini-conto, escrito por mim, que talvez poste aqui no site. Especial para o dia das crianças. Porque dentro de todos nós ainda existe uma criança.
    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA