• large-4
    Comportamento, Textos

    Reconstrua

    ver post
  • large-3
    Playlist

    Playlist: Julho

    ver post
  • imagem.aspx
    Livros

    Livro: Outros Jeitos de Usar a Boca

    ver post
  • large
    Textos

    Hábitos

    ver post
  • December 24, 2011
    postado por

    Não existia melhor companhia do que a dela, ela que sempre me escutava, mesmo quando quem precisava ser escutada era ela, ela que brigava comigo por causa das coisas erradas que fazia, mas no final acabava me apoiando.

    Era sempre ela a me dá aquele abraço que tira qualquer dor do qual sinto, aquele abraço que fazia eu me sentir amada. Era ela e mais ninguém que conseguia tirar aquele sorriso de mim mesmo quando eu não estava bem para sorrir. Ela enxugava minhas lagrimas todas as vezes que elas caiam e não parava enquanto enxugava todas.

    Era ela que sentia ciúmes de mim com outras meninas, era ela com quem compartilhava todas minhas risadas e nós duas tínhamos nossos momentos de loucuras, tínhamos códigos que ninguém mais entedia alem de nós mesmas e os outros ficavam completamente perdidos quando os fazíamos na frente deles.

    Como sinto falta de sua companhia, sinto falta de todos os momentos em que passei com ela, sinto falta de suas risadas incontroláveis e contagiantes, sinto falta até mesmo de quando ela passava vergonha em mim, ou quando eu a fazia passar vergonha. Nossos encontros eram marcados por completas loucuras e estes sempre estarão dentro de mim.

    O que eu posso fazer agora além de olhar suas fotos, ou melhor, nossas fotos? Ela já não está aqui comigo para dançar nossas musicas, aqueles musicas que pulávamos até cair no chão de tão cansada que ficávamos. Como não olhar para aqueles travesseiros e não lembrar as nossas guerras de travesseiros em cima da cama? Como não me lembrar de sua companhia, de seu abraço?

    Mas agora essa dor me consome, porque eu a perdi, mas eu não a perdi para outra pessoa, eu a perdi para sempre, ela não voltará, porque ela já não vive nesse mundo. Ela não voltará para matar a saudade… porque ela se foi!

    Agora o que me resta é a saudade do seu “eu te amo” ou do seu “eu te odeio” porque eu sabia que ela não me odiava e também sabia que ela só queria dizer o contrario disso. Saudade de nossas implicâncias…

    Ela se foi, minha melhor e única amiga se foi, para sempre.

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA