• large
    Viagens, Videos

    Vlogs legais de viagens

    ver post
  • 18033802_1425737924156032_8579091541036371031_n
    Música

    Bandas que vale a pena ouvir

    ver post
  • Arte: Juliana Rocha
    Comportamento, feminismo

    #MeuCorpoNãoÉPúblico

    ver post
  • large
    Séries

    Série: The Defenders

    ver post
  • January 16, 2012
    postado por

    Entrei em choque…! Foi assim que fiquei quando te vi entrando por aquela porta, não conseguia acreditar que você estava ali, para falar a verdade estava tão fora de mim que não reconheci sua voz, não consegui enxergar seu rosto… foi só quando você saiu para dar um ultimo recado ao seu pai que consegui voltar ao normal, na verdade, normal não, porque nessa hora meu coração começou a acelerar, comecei a tremer e até me disseram que minha boca ficou branca. Mas não fui só eu quem teve reação de nervosismo, você também teve, quando você foi falar com minha mãe, percebi que você estava nervoso porque até mesmo sua voz mudou…

    Lembro de quando sentamos naquela mesa, um de frente para o outro, os dois ainda em choque por estar juntos depois de tanto tempo, eu ainda tremia, mas aos poucos fui voltando ao normal e me descontraindo, por sorte você também. E eu não posso deixar de citar o momento em que comecei a te dar suco, para falar a verdade eu ainda estava em estado de choque.

    Você cochichando que me amava e eu também, nossos silêncios olhando nos olhos, segurando nas mãos um do outro disfarçadamente e logo as tirando, a vontade de beijar e não poder. Como esquecer os sorrisos bobos dos dois?

    Quando dei por mim já não estávamos mais naquela mesa e sim andando na rua, juntos, pela primeira vez, estávamos tão bobos que não parávamos de rir, riamos a toa, de qualquer coisa. Lembro-me que peguei em sua mão duas vezes, mas você as afastou por medo de alguém ver, achei isso tão engraçado, foi protetor.

    Finalmente cumpri com uma promessa que fiz: bagunçar seu cabelo. Te surpreendi fazendo isso, foi tão engraçado, mas você também me surpreendeu, me distraindo, fazendo eu olhar para o lado somente para bagunçar meu cabelo também. Mas há algo injusto nesta historia, enquanto eu precisava pular e fazer o maior esforço para tocar seu cabelo, você apenas bagunçava o meu, com a maior facilidade, mas claro que isso ia acontecer, sou tão pequena ao seu lado, não é a toa que você me chama de sua pequena.

    Fomos brincando assim até chegarmos perto da loja, nos assustamos encontrando meu irmão e sua namorada, você se assustou tanto que nem quis entrar na loja, acho que você queria mostrar ao meu irmão que não iria fazer nada. Dessa vez quem se surpreendeu fui eu, assim que sai da loja você bagunçou meu cabelo. Até você fazer uma brincadeira e eu fingir que emburrei, essa parte foi uma gracinha, você ficou tão preocupado em me fazer voltar a brincar que você me chamou de todos os nomes possíveis de apelido, até mesmo de marrentinha, mas nada disso adiantou, foi então que do nada sinto seu beijo em meu rosto e foi questão de segundos para aparecer aquele sorriso que você tanto gosta.

    Nosso momento estava chegando ao fim, tínhamos que nos despedir e foi isso que fizemos, apenas demos beijos nos rostos e viramos as costas um para o outro. Aquela tarde havia acabado, mas nunca será esquecida por mim, porque foi a melhor tarde da minha vida…

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA