• screen shot 2017-06-15 at 1.31.34 pm
    Filmes

    Filme: A Morte Te Dá Parabéns

    ver post
  • large
    Playlist

    Playlist: Outubro

    ver post
  • 60ef470bb4bf66d50938e63f82c34ee9
    Beleza

    Cabelo curto para se inspirar

    ver post
  • n
    Looks, Moda

    O estilo da Noora Sætre de Skam

    ver post
  • September 12, 2012
    postado por

    Vontade de sair, de mudar, de ir embora por algumas semanas, depois voltar e fingir que nada aconteceu. Vontade espontânea de me despedir das pessoas que já me enjoaram e deixá-las para trás sem mais nem menos, dar satisfações ou esperar respostas educadas. Eu bem que poderia falar o que penso ao pé da letra, dizer algumas verdades. Cansa ter que se conter o tempo todo, dizer o que os outros querem ouvir, corresponder a expectativas. Ser obrigada a fazer o que eles esperam. Não quero mais. Não desejo mais dar sorrisos para aqueles que já me machucaram e depois agem como se nada fosse nada: quero distância. Mas elas sempre voltam para me puxar para trás e não deixar eu alcançar o meu futuro.

    Queria conhecer gente nova, gente diferente e que só acrescenta na nossa vida. Personalidades distintas, mudar de rotina, de lugar, de sentimentos e sensações. Essas já são habituais, comuns. Perderam a graça. Anseio pelo novo o tempo todo, e já o experimentei aos poucos nos últimos meses, mas sempre tenho que esperar, e esperar. Esperar ficar mais velha, esperar que as coisas mudem sozinha. Mas eu sei que elas vão demorar muito tempo ainda, e não quero permanecer mais no mesmo lugar de sempre.

    Eu, que sempre quero que as coisas permaneçam iguais e morro de medo de situações novas e outras experiências, agora só desejo que elas entrem logo na minha vida, de um modo rápido e sem aviso prévio. Mas por favor, que sejam boas. Nada de imprevistos, brigas ou problemas. Desses, já estou cheia. A verdade é que já cansei dos mesmos rostos, das minhas dúvidas, dos meus discursos e argumentos que não mudam de rumo.

    Tudo sempre tão igual, previsível demais. E eu sei que isso não é culpa de ninguém. Quem quer mudar sou eu, e por isso, quem precisa tomar as atitudes é apenas eu e não posso colocá-las nas costas de nenhuma outra pessoa. Só queria preencher esses vazios, falta de vontade e impaciência que me enchem cada vez mais. Espero demais dos outros. Para quê? Para saber que o ser humano é capaz das mais loucas ideias somente para nos decepcionar? E que as pessoas podem querer você ao lado delas só quando precisam e depois te deixarem de lado como se não fôssemos nada?

    Mas sempre tem alguém para não querer que eu faça essa mudança. Às vezes, é eu mesma, que me impede de correr riscos. Já corri alguns, e sei que as consequências de fazer coisas sem esperar nada delas pode trazer algumas frustrações, mas esse é o único jeito. Gosto de provar que estou certa, e quando vejo que estou errada, vem a chateação. Mas não dá. Não tem outro jeito. Para descobrir a verdade sobre as pessoas, sobre o mundo, sobre novos rumos que queremos tomar, temos que fazer a nossa vontade, mesmo que caíamos feio de cara no chão depois…

    Não quero esperar mais dois anos, três anos, para experimentar coisas novas. Já esperei demais e por muito tempo por tudo e pelos outros e eles não corresponderam a nada que eu esperava. Simplesmente nada.

    Então chega disso. Chega de incerteza. Só queria a chance, a oportunidade, de revirar tudo e aprender com a vida dos modos mais inusitados que existem. Apenas um voto de confiança e eu provo que consigo fazer tudo isso.

    1. Marcela Sep 13, 2012

      Ai, te entendo tão bem que você nem faz ideia. Essa fase é uma dureza mesmo…
      Se quiser, pode me mandar um email pra reclamar da vida haha
      Eu sou uma boa ouvinte.
      Beijos!

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA