• large-2
    Comportamento, Textos

    O que fazer em tempos de ódio?

    ver post
  • large-2
    Playlist

    Playlist: Agosto

    ver post
  • large
    Amor, Textos

    Ser sensível é corajoso

    ver post
  • imagem.aspx
    Livros

    Livro: Siga Os Balões

    ver post
  • November 25, 2012
    postado por

    Título: Tamanho 42 Não É Gorda

    Autor (a): Meg Cabot

    Editora: Record

    Preço Sugerido: R$39,90

    Sinopse: Neste novo sucesso, Meg Cabot nos apresenta Heather Wells, uma cantora pop que chegou a um ponto nada desejado de sua carreira artística: o fundo do poço. Nenhuma gravadora se interessa por suas músicas, o pai está atrás das grades e a mãe fugiu para Buenos Aires com todo o seu dinheiro… Mas, quando Heather arruma um trabalho de inspetora em uma faculdade, tudo muda… ou, pelo menos, é o que parece.

    Que fase de Meg Cabot aqui no blog, hein? As últimas duas resenhas foram de livros da autora também, mas prometo que na próxima já irei falar sobre um livro de outro autor. Eu não havia lido nenhuma obra estilo chick lit, e não sou a pessoa que mais sabe desse tema, mas consigo ver que “Tamanho 42 Não É Gorda” se encaixa muito no perfil, principalmente pelos diálogos com muito humor e a protagonista, Heather Wells, que já está chegando quase aos trinta anos. No alto dos seus 27, Heather não está na fase mais lucrativa ou feliz da sua vida.

    Ela é uma ex-cantora pop que está sem nenhuma expectativa para a sua antiga profissão, que era cantar para o público pré-adolescente músicas que dessem ainda mais dinheiro para a gravadora do pai do seu até então, namorado, Jordan. Porém, os dois se desentenderam e agora não estão mais em um relacionamento, depois que ele a traiu com outra celebridade. E para “ajudar”, sua mãe fugiu com o empresário para a Argentina com todo o seu dinheiro.

    Mas mesmo com todos esses episódios dramáticos que ocorreram em sua vida, Heather faz comentários sarcásticos e engraçados durante o livro, sem falar na sua paixão (até um pouco platônica) com o seu companheiro de casa, Cooper… irmão de Jordan. Ele é um personagem feito para o leitor gostar e torcer para que o casal fique junto. No início do livro, a história se arrasta (todo mundo sabe que nesse estilo de livro, a escrita  é cheia de narrações sobre pensamentos e assuntos aleatórios), e o início pode ser um pouco parado. Mas depois a história alcança força e prende quem está lendo.

    E uma grande surpresa também é que o tema principal é mistério policial. Isso mesmo! E a autora, mesmo inovando, consegue fazer uma história incrível. Heather trabalha no alojamento estudantil da Universidade de Nova York, e os problemas começam quando duas alunas morrem “acidentalmente”, no elevador. Ela insiste que aquilo foi causado por alguém, e tenta provar a si mesma, e até para Cooper, que está certa.

    O mistério do assassino é o maior gancho do livro. E se tem algo que se aprende desde cedo em livros é que ele nunca é o suspeito principal. Sempre há outra pessoa, agindo por trás, e confundindo leitor e personagem. Por isso achei a revelação bem surpreendente. Sem falar que ele tem mais duas continuações. Irei ler logo, logo. Ótimo para se divertir com uma história mais leve, mas com enredo convincente, que não é clichê.

    1. Brenda Andrade Jan 07, 2013

      Adoro Meg Cabot,mas ainda não li esse livro.Parece muito bom.
      Parabéns pela resenha =)
      beijos !

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA