• 26e14d287bd9c5f49b36990e398601d0
    Comportamento

    Um recado para o Instagram

    ver post
  • space love xx Scott Brian Madeiras
    Amor, Reflexão

    Antítese

    ver post
  • 71e0db6e93ee0415f7c0c0cb28e2027c
    Looks, Moda

    Looks para o verão

    ver post
  • imagem.aspx
    Livros

    Livro: A Quimica Que Há Entre Nós

    ver post
  • August 29, 2013
    postado por

    O tempo todo eu quero coisas novas. Quero experiências novas, momentos diferentes, conhecer outras pessoas, sair da zona-de-conforto, aquele lugar que eu conheço tão bem e estou tão acostumada. Porque eu sou assim: quando acho um lugar que me agrada, minha vontade é ficar lá pra sempre. Então eu conheço cada detalhe, cada coisa, e guardo dentro de mim; nunca mais esqueço. Mas e quando as coisas começam a dar errado? Quando você tem aquela sensação que você não pertence mais aquele lugar que você tanto achou que ia ser o seu em todos os momentos?

    A vontade é de sair correndo e levar as pessoas que você ama junto. Mesmo que você odeie muito algo ou uma situação, a coisa mais importante de todas é ter alguém ao seu lado que você sabe que pode contar sempre, que ajuda a segurar a barra e eu tenho isso. Então, se eu pudesse realizar um desejo, seria conseguir alcançar todos os meus sonhos, mas sem deixar as pessoas que eu mais amo, os meus amigos de verdade, para trás. Sem eles, eu acho que não conseguiria muita coisa.

    Mas o maior inimigo dessa história não é a solidão. Claro, ela também atrapalha. Também impede, esse medo de se arriscar no novo, de se jogar no desconhecido, e ficar solitário. E se durante toda uma nova empreitada, você não achar que ninguém que se identifique? Então vai desistir de tudo e voltar pra onde achou que não deveria ter saído? Não. Quando se abraça realmente uma ideia nova, um objetivo novo, não pode deixá-lo inacabado e voltar para o começo.

    O maior medo é que as coisas deem errado. Que ninguém seja compreensivo, que ninguém te entenda, que as coisas não sejam do jeito que você quis. Que a vergonha, a timidez, as palavras que não saem da boca e o medo do que os outros vão pensar sejam maiores do que tudo. Que o medo de arriscar te impeça de fazer tudo o que você quer. Que ele te deixe completamente imobilizado e você não consiga enfrentar nada.

    Não é a coisa mais simples do mundo fazer planos, fazer objetivos, e nunca colocá-los em prática? Não é mais fácil não se arriscar e deixar que as coisas continuem do mesmo jeito? O que eu aprendi é que se a gente não faz nada, se a gente só pensa, as coisas não vão mudar. Não adianta esperar sentado por algo que nunca vai vir. Não caia naquela ideia furada de “as coisas acontecem quando tem que acontecer” ou “é só esperar pela surpresa que algo bom vai vir.” Então, vamos ser sinceros: não vem. Nada vai vir se você não buscar por isso.

    Eu não sei se todo mundo compreende. Provavelmente não. A maioria das pessoas não quer pensar o mesmo que eu ou simplesmente ignora os meus planos, finge desconhecê-los. Não seria tudo bobagem de alguém de 15 anos? Eu não sei. Mas eu sempre tive isso nos meus pensamentos, mas o medo atrapalha. Ah, o medo. Sempre se coloca na frente de tudo.

    E talvez o maior desafio seja, afinal, não deixá-lo nos controlar.

    1. Camila Faria Aug 29, 2013

      O medo sempre vai existir, né? O negócio é não deixar ele controlar a gente!

    2. Thami Aug 29, 2013

      Depende de como vai ser a mudança. Se for mudar o ser, por alguém, não vale a pena (só se o “alguém” for muuuito importante). Agora, mudar alguma coisa que vai ser novidade depois, eu não consigo. Não consigo me imaginar, saindo de casa e largando meu quarto querido aqui (por mais que ele seja pequeno e bem bagunçado), tipo… Eu quero e ao mesmo tempo não quero.

    3. Gabi Barbará Aug 29, 2013

      Te entendo e como. Desde pequenininha eu sinto meio vontade de me jogar no mundo. Sentia que não pertencia a lugar nenhum, sabe? Acabei me jogando no mundo mesmo e deixei família e amigos pra trás, e quer saber? Mesmo com a distância eles nunca me abandonaram. Quem te ama não vai te abandonar. Essa é a verdade.

      Medo é normal. Frio na barriga. Nervoso. Ansiedade. Mas se tiver medo, vai com medo mesmo. E se não der certo você ganha experiência e não perde absolutamente nada com isso. Só ganha.

      A idade de experimentar é essa!

      bjs,
      Gabi Barbará
      Barbaridades!

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA