• 26e14d287bd9c5f49b36990e398601d0
    Comportamento

    Um recado para o Instagram

    ver post
  • space love xx Scott Brian Madeiras
    Amor, Reflexão

    Antítese

    ver post
  • 71e0db6e93ee0415f7c0c0cb28e2027c
    Looks, Moda

    Looks para o verão

    ver post
  • imagem.aspx
    Livros

    Livro: A Quimica Que Há Entre Nós

    ver post
  • December 31, 2013
    postado por

    “Página 1 de 365.” Além das milhares de frases clichês que lemos na internet nesse dia (que aliás, chega ao ponto de ser meio irritante né, gente?) tem todo o clima de ano novo, da galera empolgada, postando frases inspiradoras para o próximo ano. Não que eu não goste desse clima; aliás, eu sou fã dele. É sempre bom sentir que suas esperanças são renovadas. Mas se tem uma coisa legal que eu aprendi em 2013, e talvez tenha sido uma das maiores lições desse ano, é que pode ser 31 de Dezembro, Janeiro, Julho, ou qualquer outro mês e dia aleatório do ano, as mudanças não dependem de uma data no calendário. Elas dependem de uma boa dose de coragem (no meu caso, talvez uma dose muito grande!), boa vontade e pé no chão para ir em busca do que se quer mudar.

    A verdade que muita gente custa a acreditar é que listinhas de objetivos, resoluções e planos impossíveis não vão se realizar de um dia para o outro. É preciso realmente querer alguma coisa, de verdade, para conquistá-la e isso não vai vir pelo destino, acredite. Não vai aparecer, ou brotar na porta da sua casa do nada, por intervenção divina ou alguma corrente (não usem o Whatsapp para isso, por favor) que você compartilhou. A mudança vai vir de dentro da gente.

    E para incentivar isso é preciso de auto confiança, vontade própria, apoio dos amigos, quando se quer fazer algumas mudanças drásticas. E não é isso que quase todo mundo busca quando está esperando a virada? Porém, eu não culpo ninguém que fica sentado no computador esperando as coisas acontecerem, porque eu mesma já fiz muito isso, e sei o quanto é difícil se arriscar nesse mundo cheio de imprevistos por ai. Onde você simplesmente não sabe onde vai parar, qual vai ser a reação das pessoas, se quando voltar naquela noite, você vai estar muito feliz ou muito machucado. A gente nunca sabe. Mas eu garanto que muitas vezes vale a pena dar a cara à tapa.

    Não vou mentir e dizer que nossas expectativas sempre são correspondidas quando resolvemos mergulhar no que é imprevisto. Eu já me decepcionei muitas vezes durante esse ano quando fiz isso, e em outras tive surpresas realmente maravilhosas. É muito legal quando o que não esperamos acontece, muda o rumo das coisas, e quando tudo isso que vem de novo na nossa vida é positivo, sabe? Você sente que está finalmente dando um passo para frente. Eu sei quando algo valeu a pena se eu olho para trás e vejo que consegui tirar alguma lição ou aprendizado disso.

    Aprendi a confiar mais em algumas pessoas, escolher por quais brigas eu devo lutar, aprendi que uma aparência boa não define ninguém, e que só porque alguém está no centro das atenções não quer dizer que ela vale a pena. Na maioria das vezes, quem está escondido é que te mostra coisas legais de verdade. Também sei me conformar mais com coisas que não posso mudar, com histórias que não vão ter um final alterado. A minha parte eu fiz, eu faço. Se a outra pessoa não quer fazer dela não é mais problema meu.

    Superei muitos desafios. Muitos medos que me faziam querer se trancar no quarto, dormir pra sempre e nunca mais enfrentar o mundo. E posso dizer que não foi paixão, festa, bebida ou qualquer outra coisa que me trouxe uma das sensações mais importantes de todas: aquela no qual você sente que é capaz. Que consegue. Que nem de longe as coisas são fáceis, mas provar para si mesmo (e não para os outros) que você é corajoso e confiante, e pode enfrentar muita coisa que nem imaginava antes, é demais. Eu garanto!

    2013 foi um ano bem turbulento. Teve muitas brigas, discussões, momentos de lágrimas, outros de raiva, onde eu juro que tinha que me esforçar para me controlar. E com essas história todas, de reconhecer que existem momentos que devemos dar um tempo de tudo e de todos, e que não devemos dar um pingo de atenção para quem se sente feliz vendo os outros tristes, eu finalmente me impus e deixei de ser bobinha. Porque pior que ser ofendido é não saber se defender.

    Sobre o próximo ano: eu sei que muita coisa vai depender de mim. Boas surpresas podem me aguardar, e muita coisa vai mudar. Então, é sorriso no rosto e aguardando os próximos meses. E é claro, novos desafios para superar.

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA