• 26e14d287bd9c5f49b36990e398601d0
    Comportamento

    Um recado para o Instagram

    ver post
  • space love xx Scott Brian Madeiras
    Amor, Reflexão

    Antítese

    ver post
  • 71e0db6e93ee0415f7c0c0cb28e2027c
    Looks, Moda

    Looks para o verão

    ver post
  • imagem.aspx
    Livros

    Livro: A Quimica Que Há Entre Nós

    ver post
  • January 26, 2014
    postado por

    Já te falaram que as experiências são como uma bagagem? É como se fosse uma mala que levamos conosco pela vida toda, não importa onde a gente vá, ou as pessoas que nós acabamos conhecendo durante o trajeto. E não importa o que digam, elas sempre vão permanecer dentro de nós. Ah, e tem as memórias também. Que podem ser registradas em um milhão de fotos em aparelhos tecnológicos, mas só você mesmo vai saber no fundo do seu coração as sensações e sentimentos que te fizeram viver aquele momento. Ou superar aquele desafio.

    A rotina é normal na vida de todo mundo. Temos horários marcados, os nossos melhores amigos, aquele lugar que adoramos ir nos finais de semana. Ou aquela lanchonete com o seu prato favorito. São coisas que nos lembram a nossa casa, o lugar do qual amamos (ou nem tanto), aquele em que estamos acostumados a viver. Percorremos por anos o mesmo corredor da escola. Vemos as mesmas pessoas todos os dias.

    Eu sempre tive medo de mudanças. De imprevistos. Sou aquele tipo de pessoa que programa algo com vários dias de antecedência, planeja tudo mentalmente, cria expectativas de como aquilo vai acontecer. Mas no último ano, eu quase fui obrigada à perder esse hábito. Fiz coisas diferentes e ao mesmo tempo que eu não esperava. E também aprendi a lidar com pessoas que não são parecidas comigo: que decidem para onde vão, o que irão fazer, ou que decisões vão tomar, literalmente nos 45 minutos do último tempo.

    Cheguei a conclusão de que uma vida sem graça é aquela no qual nós não nos desafiamos de verdade. É claro que dá um medo gigante na hora de enfrentar situações novas. Eu sei muito bem disso. Praticamente morro de ansiedade quando tenho que fazer alguma coisa que nunca fiz antes, ou lidar com a opinião de muitas pessoas e julgamentos. Mas é tão boa a sensação que vem depois, quando você consegue olhar para si mesmo e dizer: “eu consegui.”

    Temos a oportunidade de conhecer pessoas novas todos os dias. Nem todas elas valem a pena, eu sei. E não é na balada que você vai encontrar um amigo super fiel (é raro!) ou um futuro namorado (essa última opção mesmo, está quase fora de questão). Mas é interessante ver como as pessoas agem de maneira diferente, como existem personalidades tão distintas da sua, e como os outros vivem vidas, rotinas, bem distantes da nossa. E mesmo assim temos a chance de conhecê-los. Acho que crescemos como pessoa quando vemos um outro lado da vida, sob outra perspectiva sabe? Uma que não tem nada a ver com a nossa.

    Eu descobri que ainda tenho muitas coisas para viver e me manter parada no mesmo lugar não vai me fazer crescer. Não vai fazer eu ganhar novas bagagens, ou novas ideias e conceitos. Continuo não sendo fã número um de mudanças drásticas, mas comecei a apoiar as menores. Uma atitude diferente, fazer algo que você nunca teve a oportunidade de fazer antes. Ver outros ambientes. Tem tantas pessoas interessantes para conhecer. Por quê ficar sempre no mesmo lugar? Sem nunca apostar em algo diferente?

    É claro que algumas vezes nós nos frustramos. Já aconteceu muito comigo. Mas em outras situações, tive bons momentos. Que nada nem ninguém poderá me roubar. E também pude superar medos que eu sempre tive, guardados na minha cabeça, e que nunca achei que seria capaz de enfrentar.

    1. Camila Faria Jan 27, 2014

      Sair da nossa zona de conforto é sempre difícil, né? Ainda mais quando isso exige mudanças muito radicais. Mas concordo com você, essas mudanças podem ser sim muito positivas. E a sensação de “eu consegui” é maravilhosa!!!

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA