• large-2
    Comportamento, Textos

    O que fazer em tempos de ódio?

    ver post
  • large-2
    Playlist

    Playlist: Agosto

    ver post
  • large
    Amor, Textos

    Ser sensível é corajoso

    ver post
  • imagem.aspx
    Livros

    Livro: Siga Os Balões

    ver post
  • March 4, 2014
    postado por

    Saio de casa com o intuito de achar algo que me inspire a escrever. Estou numa caçada do irrisório cotidiano. Motivado a encontrar algo circunstancial e poder relatar o comportamento humano. Seja em um jovem bêbado saindo de uma festa, numa criança fazendo birra ou num adulto desinteressado que só pensa em poder colocar a cabeça no travesseiro e descansar. Torno-me um simples observador, alheio ao tempo e espaço. Chove. Mas eu não me preocupo em estar molhado, é só uma pequena garoa e a aceito de bom grado.

    Ando sem direção pelas ruas escuras e movimentadas do bairro desconhecido do qual fui parar. Mais a frente encontro um café. Resolvo entrar, talvez tire a sorte grande. Sento-me no balcão localizado ao fundo do local. Tiro da bolsa meu caderno e uma caneta. Peço um cappuccino e ponho a me observar o ambiente. Rústico e acolhedor. Passo os olhos ao redor, há pessoas de todos os tipos aqui, mas não posso absorver histórias delas. Todas agem da mesma forma. Conversam, alimentam-se, agem naturalmente. Não há mistério nisso.

    Meu cappuccino chega, tomo um gole e continuo a observar. Meu olhar encontra um casal com atitudes diferentes e por isso destacam-se entre todos ali. Ao contrário de muitos, eles não estão se divertindo, trocando carinhos e muito menos apreciando a companhia do outro. Não sei o que conversam, mas a discussão é obvia entre eles.

    O rapaz está de cabeça baixa, tem o semblante triste e decepcionado. A moça, com um olhar firme e acusador, parece determinada e enquanto esta fala o moço só balança a cabeça concordando seja lá com o que ela diz. Apesar da discussão desse casal, ambos continuam sentados próximos. Movem-se em sintonia, o que na minha visão representa o quão importantes são na vida um do outro.

    O moço levanta a cabeça e olha firmemente nos olhos da companheira. Noto dessa vez uma suplica oculta nesse gesto simples. Fico perguntando-me o que ele fez, ou será que foi ela? Não sei. Mas concluo que eles vão se resolver e, se não, fico a imaginar como será a vida deles dali para frente. Há amor em volta desse casal, mas só isso não basta.

    A moça percebe meu olhar e sustenta-o, o rapaz acompanha seu gesto. Logo estou sendo encarado pelos dois e entendo que estou invadindo a privacidade deste casal. Por fim, sinto que está na minha hora. Desvio o olhar, guardo meu caderno e caneta, tomo o ultimo gole do meu cappuccino já frio, deixo o dinheiro em cima da mesa e saio do café para entrar na fria e solitária noite.

    1. Julie Mar 04, 2014

      Adorei o texto! E ah, sua escrita é incrível! Parabéns!!
      Beijos,
      Julie | http://www.juliechagas.com/

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA