Aposte para ver
04/05/2014 | Categoria: Amor

As pessoas dizem que amor não tem explicação. E no fundo, eu acho que não tem mesmo. Não há fórmulas, frases clichês ou textos que expliquem coisas que nem todo mundo descobriu ainda. Que expliquem coisas que muitas pessoas não sentiram ou nem sabem direito o que é.

Talvez gostar de alguém seja uma coisa meio estranha, que surge do nada. Não há controle sobre isso. A gente pode até saber quando deve se apaixonar ou não. Existem pessoas que vem quase que com um aviso na testa: “Não se apaixone por mim. Isso vai acabar mal.” Mas quem disse que a gente liga? Ignoramos. Pulamos num mar imprevisível assim mesmo. Não obedecemos a nossa intuição, que em alguns momentos é melhor que qualquer conselho no mundo e pode ser uma alternativa poderosa pra escapar de burradas.

No final da história talvez a gente deva se permitir. Permitir que se faça escolhas erradas, decisões que podem não ser as melhores do mundo. Está escrito em algum lugar que não devemos mudar de ideia? Não. Alguém definiu que é regra qual é o tipo de pessoa que você tem que gostar? Também não. Não precisamos saber de tudo o tempo todo. Não precisamos ter a resposta de todas as nossas milhares dúvidas. De vez em quando indecisão ou confusão é bom. Você passa a se conhecer melhor.

Existem amores platônicos, não correspondidos, recíprocos, ou aqueles que não vão te levar pra lugar nenhum, mas quem liga? Nós não temos o direito de julgar ninguém. Não é nossa decisão de quem o coração dos outros vai pertencer. Nunca é. Podemos tentar, mas isso não cabe a nós, acredite. Não se decide os sentimentos alheios. Nunca.

Eu sei que tem pessoas que evitam tudo isso ao máximo. O amor traz consequências e às vezes elas não são muito boas. É pensar negativo? Não, é tentar ser realista. Porque é de conhecimento do mundo inteiro que quando você confessa que sim, está apaixonado, diz quais são seus sentimentos, vai estar vulnerável e a chance de sair magoado é muito maior. Ninguém é obrigado a sentir o mesmo, e nos negamos a entender isso.

Talvez a gente só devesse parar de ser um pouco amargo de vez em quando. Não esperar sempre o pior. E se isso der certo? E se o que você realmente quiser acontecer? O futuro é imprevisível e é impossível saber que rumo as coisas vão tomar. Mas eu acho que de vez em quando é necessário um pouco de coragem. É o que dizem: amar é só pra quem tem coragem. Se você não tem ou não quer assumir os riscos, é melhor sair dessa. Se você quer, então pode colher surpresas ruins, mas outras incrivelmente boas no caminho também.

É o que eu sempre digo: a gente nunca sabe. É o legítimo “pagar pra ver.” De vez em quando tem coisas que só vamos saber se valem a pena, se a gente tentar. Ficar só na imaginação nunca é uma opção muito boa. As pessoas podem te surpreender positivamente. Quem sabe, né?


Tati Lemos

Oiii,

Adorei o texto, a reflexão sobre o q seria o amor.

Estamos todos no mesmo barco tentando entender o por que.
Na vdd quem já está amando e sendo amado nem se pergunta mais.

Beeeijo na testa!
http://www.portiprati.com/

[Responder]

Miguel Alexandre Pereira

Que bonito texto sobre o amor, achei fantástico. As vezes o mais complicado mesmo é pagar para ver, mas quando damos o passo em frente tudo fica mais fácil :)

http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

[Responder]