• 71e0db6e93ee0415f7c0c0cb28e2027c
    Looks, Moda

    Looks para o verão

    ver post
  • imagem.aspx
    Livros

    Livro: A Quimica Que Há Entre Nós

    ver post
  • 004
    Playlist

    Playlist: Novembro

    ver post
  • ae1067a142b75a763d994266c27335b3
    Reflexão

    O que eu quero te dizer

    ver post
  • June 17, 2014
    postado por

    Odeio me sentir boba. Ou iludida. Ou as duas coisas ao mesmo tempo. É uma sensação de vazio no estômago ou meio amarga ver que aquilo que você tinha tanta convicção que ia acontecer, não aconteceu. Ou que muitas verdades estão sempre na nossa frente, expostas bem ali, pra todo mundo ver. Mas não é sempre que queremos ver. Então a gente finge que não enxergou nada. E continuamos a nossa vida acreditando nas coisas que a gente sempre acreditou e nossos hábitos diários.

    É meio triste, e talvez meio engraçado ao mesmo tempo, perceber que as pessoas não são totalmente certas ou erradas. Elas agem de modos diferentes o tempo todo; às vezes você se surpreende, em outros momentos não. E a graça deve ser que elas nunca vão fazer sempre o que a gente espera. Mas, vamos ser sinceros. Seria muito bom se às vezes tudo seguisse o curso da nossa cabeça, o nosso roteiro, a história que criamos ou o último sonho que tivemos, aquele que possui cenas que a gente queria muito que virassem realidade.

    Mas as coisas não são assim. É duro aceitar. Porque existem momentos em que só queremos que as coisas deem um pouco certo. Que os problemas não apareçam do nada o tempo todo, que a vida fosse um pouco menos complicada. Que a semana fosse menos cansativa, que rir fosse mais fácil, que nossas vontades acontecessem de maneira mais natural, sem termos de penar tanto. Que a gente não se irritasse de maneira rápida, que não quisesse voltar pra cama quando ainda não deu nem 9 da manhã.

    Eu nunca reparei nisso, mas ultimamente ando seguindo um ciclo meio estranho de triste-feliz-alegre-triste. Não sei se isso é muito saudável. Não sei os motivos direito. Mas os sentimentos vão, voltam, ás vezes aparecem de maneira tão rápida e desaparecem logo depois. É tudo meio inconstante, apressado. Sufocante.

    A verdade é que eu guardei tantas expectativas, tantas vontades, idealizei tantas coisas, e não ver nem metade se realizando é decepcionante. A vida consegue te decepcionar de muitas maneiras. Ou seriam as pessoas? Eu não sei. Não quero por a culpa em ninguém, nem em mim. Só sei que tudo sai muito do nosso controle o tempo todo. Foge das nossas mãos, e a gente não pode controlar, e eu acho que no fundo, eu só gostaria de poder controlar as coisas um pouco mais. Não vê-las correndo tanto de mim e no final da história, ficar sem nenhuma maneira de achar o caminho de volta.

    1. Julie Jun 18, 2014

      Ótimo texto!
      Beijos,
      Julie | http://www.juliechagas.com/

    2. Camila Faria Jun 18, 2014

      A gente tem que aprender a usar essa falta de controle, essa imprevisibilidade, a nosso favor. É difícil, mas acho que tem jeito sim… : )

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA