Livro: Eleanor & Park
12/07/2014 | Categoria: Livros

Título: Eleanor & Park

Autor (a): Rainbow Rowell

Editora: Novo Século

Preço: Nas livrarias é R$39,90, mas no site da Saraiva eu paguei R$20 e agora tá R$14!

Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

Eu já estava namorando esse livro há um tempão, vamos assim por dizer. E quando minha amiga do inglês trouxe ele para a aula, a vontade de ler só aumentou. A capa é linda e me conquistou, sem falar nas críticas elogiando muito o livro. E eu adoro histórias assim, um pouquinho mais alternativas. E a proposta do assunto música também estar presente no enredo chamou a minha atenção. Ele me lembra o jeito diferente de “As Vantagens de Ser Invisível” de contar histórias adolescentes, mas eu gostei ainda mais de Eleanor & Park.

Se você já comprou e vai ler, não esqueça de ter o seu iPod ou celular ao seu lado. Ou qualquer fone de ouvido! Sério, esse é exatamente o tipo de livro que você precisa ler com uma playlist rolando, isso só deixa a leitura ainda melhor, e se você apostar nas diversas referências musicais dos personagens – The Smiths, Joy Division ou um mix no 8 tracks – a experiência só vai ser melhor. Aqui a música faz parte do livro (a autora já me conquistou eternamente só por esse motivo!).

Os dois protagonistas são dois jovens de 16 anos. Eleanor, uma ruiva que adora usar roupas largas, bem chamativas e tem os cabelos cacheados e vermelhos como fogo, e vive numa família completamente desestruturada, chefiada pelo seu padrasto cruel e a mãe submissa, e os os seus cinco irmãos. E o coreano Park, que tem pais estáveis, uma família praticamente exemplar, mas ele vive com o medo de fazer as suas vontades; de ser quem é, e está sempre querendo ser invisível, pra não correr o risco de sofrer bullying na escola. Resumindo: ele não assume suas vontades. Park é apaixonado por quadrinhos e boa música.

Primeiramente, os dois se conhecem no ônibus escolar e não querem assunto um com o outro. Eleanor, porque tem medo de ser zoada, e Park, por que não quer ser um alvo e ela por si só se destaca demais, o que poderia estragar todos os seus planos de não ser notado. Com o tempo, eles vão se aproximando, com medo e insegurança, aos poucos. Mas as HQs de Park e as mixtapes dele acabam conquistando Eleanor, que acaba achando um pequeno refúgio em todas essas coisas, para tentar suportar a vida insuportável que tem em casa, sempre temendo o padrasto e sem poder pedir ajuda à mãe.

Eles começam uma amizade sincera, que demora para se desenvolver, e Park começa a perceber todas as qualidades de Eleanor, todas as coisas interessantes que ela possui e mais ninguém quer enxergar. Ao mesmo tempo, se revolta com tudo o que ela sofre na escola, todas as provocações dos colegas, e começa até a gostar do estilo muito peculiar que ela possui. Os personagens funcionam tão bem juntos que é impossível não criar uma afeição por eles. Os dois são honestos, ingênuos, nunca se apaixonaram de verdade e encontram muitas coisas em comum. Eles se entendem.

O amor de Eleanor e de Park passa por muitas fases. É difícil para Eleanor se entregar, já que ela tem medo de que ele nem goste dela de verdade. E Park não consegue mais pensar ou dar bola pra mais nada, além dela. E Eleanor de certa forma o influência a ser mais corajoso e bater de frente com o pai quando necessário. Prepare-se para muitos quotes sensacionais e declarações de amor lindas de deixar qualquer um suspirando. Ao mesmo tempo, o livro tem uma atmosfera triste. Eu me emocionei muito enquanto lia!

Algumas pessoas não tiveram a mesma opinião que eu, pelo que eu conferi. Alguns acharam que era só mais um romance, mas a diferença na minha opinião é que o livro traz um aprofundamento grande dos personagens, das suas personalidades, e do crescimento grande  que é possível observar neles do inicio ao fim do livro. É uma história sobre descobertas e momentos difíceis. E se tudo isso vem junto com uma trilha sonora maravilhosa, então seria muito impossível não amar.

P.S: E eu chorei muito no final. Não é nada estilo The Fault In Our Stars, mas talvez seja porque eu estava emocionada no dia, ou sei lá… Mas não me segurei, nas últimas folhas foram só lágrimas.


Camila Faria

Só essa capa linda já fica difícil de resistir, né??? E só li resenhas positivas até agora, então…

[Responder]

Miguel Alexandre Pereira

Não conhecia o livro , mas fiquei bastante curioso. Quando for a uma livraria vou ter que espreitar com grande atenção :)

http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

[Responder]

Juliana

AMEI a resenha! Nunca tinha lido resenha sobre esse livro, apenas visto a capa e lido a sinopse, e AMEI! Você foi super a fundo, mas sem spoiler, me deu uma vontade de imensa de ler 😀 Adorei! Espero ser uma leitura futura 😉

Beijos!

[Responder]