• 26e14d287bd9c5f49b36990e398601d0
    Comportamento

    Um recado para o Instagram

    ver post
  • space love xx Scott Brian Madeiras
    Amor, Reflexão

    Antítese

    ver post
  • 71e0db6e93ee0415f7c0c0cb28e2027c
    Looks, Moda

    Looks para o verão

    ver post
  • imagem.aspx
    Livros

    Livro: A Quimica Que Há Entre Nós

    ver post
  • January 12, 2015
    postado por

    Vivemos a vida achando que precisamos de alguém. De uma outra pessoa para nos completar, pra nos fazer companhia, pra não ter que andar sozinho por ai. Pra tapar algum vazio ou buraco que está exposto e não consegue mais ser escondido. Mas a verdade é que não dá pra deixar nas mãos de outra pessoa a sua felicidade ou depositar nela as esperanças que as suas inseguranças sejam superadas de uma hora pra outra. Dizem que fica mais fácil gostar de si mesmo quando outra pessoa também gosta, mas eu não sei, não. Acho que essa história é meio farjuta; no final, a gente sempre vai ficar se questionando se vai conseguir suprir as expectativas de alguém. E não tem nada pior no mundo que achar que as outras pessoas são sempre melhores do que nós.

    Se você não entender quais são as suas qualidades e defeitos, e começar a aceitá-los (porque nós sempre esperamos que os outros façam isso, mas você mesmo aceita os seus problemas, os seus medos?) não adianta. Uma pessoa incrível pode se materializar na sua frente que nada vai mudar. Mas não se supera tudo da noite para o dia. Não se deixa as coisas de lado como se fossem nada.

    Cada um sabe dos seus problemas. Das coisas que tem que enfrentar todos os dias, e mesmo que alguém pareça ter uma vida perfeita, ela não tem. Eu descobri ano passado que as pessoas conseguem esconder muito bem o que elas passam; hoje em dia, todo mundo está correndo o mais rápido possível todos os dias e acaba nem reparando direito nos outros (de verdade). Não digo reparar em redes sociais e na última foto que alguém postou; mas sim no que jeito que os amigos, os familiares, realmente agem. Não espere muita compreensão das pessoas, porque quase ninguém faz muita força pra compreender o próximo, então você mesmo tem que tentar fazer isso por si.

    A gente tem que sempre continuar andando, sem parar no meio do caminho. Sem se arrepender demais ou ter um medo absurdo de deixar as coisas pra trás. O futuro sempre nos aguarda coisas novas. Podem ser boas ou ruins, mas não dá pra desistir. Eu sei que tem momentos que a vontade de jogar tudo pro alto é grande (eu vivo tendo esse sentimento, admito) mas é preciso ter segurança. Ou tentar. E saber que não dá pra viver esperando que alguém satisfaça todas as suas vontades, os seus sonhos.

    As pessoas podem nos decepcionar, nos surpreender, estarem do nosso lado em um momento e no outro não. Mas com o tempo, e com experiência, vamos aprendendo a lidar com as inconstâncias da vida, que não são poucas. E que assim como os outros erram com a gente, nós também vamos errar com eles. Eu percebi que existem momentos em que temos que agradar a nós mesmos. E não os outros. Que é preciso saber enfrentar algumas coisas sozinho. Porque, acredite, você vai ter que passar por muitas coisas na vida em que não haverá outra pessoa ali do seu lado pra te dar a mão.

    1. Maria Clara Aragão Jan 12, 2015

      Disse tudo, a gente precisa só da gente primeiro, de confiar na nossa capacidade, saber o que estamos fazendo pra então poder conviver com as outras pessoas … porque no final todas elas vão nos decepcionar de alguma maneira e precisamos estar preparados pra aguentar o tranco. Adorei seu texto ?

      Sinceramente Blog ?

    2. Camila Faria Jan 13, 2015

      Ninguém sabe o que o outro está passado de verdade (por mais que as suas fotos em redes sociais sejam sempre lindas e “felizes”). E sim, a nossa melhor companhia deve SEMPRE ser a gente mesmo! :)

    3. Natz Sodré Jan 14, 2015

      Falou e diiiiiiisse Ana! Como a gente pode curtir alguém se antes não curtimos nós mesmos? Não aproveitamos os nossos momentos, nossas particularidades? Nem sempre o que parece é, o que parece feliz pode ser a pessoa mais triste do mundo, só quem sabe o que acontece conosco, somos nós, então precisamos nos amar *—* ameeeeeei o texto!

    4. Gabi Barbará Jan 16, 2015

      Concordo! É preciso se conhecer, se curtir e principalmente gostar e estar confortável com a sua própria solidão e consciência. A gente nunca sabe o que rola com o outro, e na verdade, isso meio que nao importa. A nossa saga e a viagem é muito pessoal.

      bjs de Filipinas,
      Gabi Barbará
      Barbaridades!

    5. Juliana Jan 26, 2015

      Excelente texto. Depois de muito sofrer, na adolescência, eu entendi que não precisava de ninguém, o mais importante era EU. Eu precisava apenas de mim mesma e ser forte e encarar a vida. Muito mudou depois que comecei a pensar assim, fui bem mais feliz :)

      Beijos!

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA