• large-4
    Comportamento, Textos

    Reconstrua

    ver post
  • large-3
    Playlist

    Playlist: Julho

    ver post
  • imagem.aspx
    Livros

    Livro: Outros Jeitos de Usar a Boca

    ver post
  • large
    Textos

    Hábitos

    ver post
  • April 26, 2015
    postado por

    Taylor Swift é a mais nova capa da Glamour UK de Junho. A publicação britânica fez um ensaio fotográfico incrível com a Taylor e além dela ser a matéria principal, a cantora também virou “editora chefe” da revista naquele mês e assinou algumas matérias; sim, ela escreveu alguns artigos. O tema da edição era empoderamento das mulheres. Ela escreveu uma matéria sobre as garotas que mudaram a sua vida, outra citando as que a inspiram, e dando dicas dos melhores restaurantes em NY, Los Angeles e Sydney.

    A cantora comentou sobre como foi fazer o primeiro álbum pop da sua carreira, quando a própria equipe que trabalhava com ela ficou na dúvida se aquilo daria mesmo certo, até porque, Taylor sempre fez sucesso no gênero country.

    “A única coisa que eles tiveram um problema foi comigo fazendo um álbum pop. Eles estavam bem assustados que eu não conseguiria manter o nível de sucesso que eu tive com o Red. Mas eu não me importei. Seria minha culpa se nós não vendêssemos nem a metade do que eles queriam, e eu sabia disso. Mas eu sabia que não poderia deixar os fãs confortáveis com o que eu estava fazendo. Nós temos que entreter as pessoas. Repetir uma coisa de novo e de novo não entretém.”

    O trecho mais polêmico da entrevista foi o que a Tay comentou sobre as críticas que a mídia faz dela sobre os seus supostos namorados, que já rolam faz anos, mas com o lançamento do novo CD acabaram abaixando um pouco. O 1989 foi o álbum mais vendido nos Estados Unidos em 2014 (e olha que ele foi lançado em Novembro!) e já alcançou as 7 milhões (!!!) de cópias, batendo muitos recordes. Um álbum, na indústria musical atual, alcançar só 1 milhão já é um grande feito, pois o mercado dos CDs físicos anda perdendo muitas vendas todos os anos (por causa do iTunes e serviços de streaming como o Spotify).

    “Acho que a mídia me passou uma mensagem bem injusta nos últimos anos, no qual eu não era permitida a namorar por alegria, diversão, ou novas experiências, ou aprender lições. Eu não sou “permitida” à namorar se não for duradouro, ou uma relação que dure vários anos. Se não, eu sou uma “namoradora em série” ou “louca por garotos.” A narrativa tem sido tão errada, toda vez é a mesma coisa. É: “Taylor é vista com um cara, ela está perseguindo ele.” Eles criavam um início para uma história que não acontecia na maioria das vezes, então eles precisavam criar um final. Eles sempre tinham que ir com uma alguma coisa fabricada, então eles usavam o mesmo final que todos os outros tabloides, como “ela é muito pegajosa”, “Taylor tem muitas emoções, ela assustou ele.” O que, honestamente, nunca foi a razão para nenhum dos meus términos. Sabe qual foi a razão? A mídia. Você pega algo tão frágil, como tentar conhecer alguém, e é como andar no meio de uma arena de gladiadores com alguém que acabou de conhecer. E de repente toda a mídia e o público tem permissão de aprovar ou não. Então, eu nem tento mais.”

    Ela também revelou o motivo de não fazer músicas com referências sexuais, mas deixou claro que aprecia as garotas que cantam o que elas querem cantar.

    Você sabe, todo mundo tem prioridades diferentes como artista. Toda mulher tem diferentes coisas que a fazem se sentir fortes e poderosas. Para mim, eu não tenho uma necessidade ou impulso de escrever sobre sexualidade explicitamente. Apenas nunca me ocorreu. Eu aprecio garotas que cantam sobre o que elas querem, porque é isso que elas querem cantar.

    Ela também revelou que não sente muita prioridade em tentar parecer legal ou que não se importa com as coisas que acontecem ao seu redor.

    Eu não dou muita prioridade em tentar ser legal. E acho que aos 25 anos, estou finalmente OK em me sentir assim. Eu já falei isso antes. Acho que existe uma prioridade em tentar ter essa personalidade que aparenta ser legal ou da moda, ou tediosa. E todas essas coisas são sexy. Todas essas coisas são chiques, quando você aparenta não ligar para nada, a não ser você mesmo. E eu não compro isso. Fico muito empolgada com várias coisas. E eu não fico entediada com nada disso, então eu não me esforço para parecer assim.

    Confira uma das matérias que ela escreveu também (e a própria cantora publicou no Twitter) sobre as mulheres mais importantes de sua vida.

    1. Debrah Apr 28, 2015

      Ainnn como essa Tay é diva, eu amo ela de todo o meu coração <33333 A Lorde e a Tay formam uma bela dupla, já tenho acompanhado as duas juntas e já até foram objeto de preconceito por serem lésbicas, a Tay, fofa, defendeu! Ou foi o contrário?? Não sei, mas sei que foi lindo *——–* Adorei o blog, fofo e criativo. Voltarei sempre *—*

      http://theprincess-warrior.blogspot.com.br/

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA