• 26e14d287bd9c5f49b36990e398601d0
    Comportamento

    Um recado para o Instagram

    ver post
  • space love xx Scott Brian Madeiras
    Amor, Reflexão

    Antítese

    ver post
  • 71e0db6e93ee0415f7c0c0cb28e2027c
    Looks, Moda

    Looks para o verão

    ver post
  • imagem.aspx
    Livros

    Livro: A Quimica Que Há Entre Nós

    ver post
  • July 18, 2015
    postado por

    Conhecer um lugar novo traz uma das melhores sensações, na minha opinião: aquela que você tem quando descobre que o mundo é muito grande. Surpresa, talvez? Ou ansiedade, ao pensar que o futuro pode nos aguardar coisas que a gente nem espera? Eu não sei dizer exatamente, mas acho que ando deixando para trás uma característica que sempre esteve na minha personalidade: eu nunca gostei de mudanças. Mas já faz uns dois anos que eu percebi o quanto é importante deixar a sua zona de conforto, às vezes arriscar em situações que você não sabe se vão dar certo ou não, e dizer mais “sim” ao invés de “não.”

    Meu primeiro instinto quando surge uma oportunidade que eu não planejei é a negação. O motivo? Eu sempre fui aquela pessoa que vai planejando as coisas na cabeça: detalhe por detalhe. É por isso que eu também sempre criei muitas expectativas (outra coisa que estou conseguindo controlar. Ainda bem!). Confesso que ainda tenho medo de coisas que surgem do nada. De uma situação que eu não esperava, uma viagem que eu não tinha me preparado. Isso acontece até em situações simples; se alguém me chama para ir à algum lugar e eu não tinha pensado em fazer aquilo naquele dia, minha reação imediata é não querer. Mas eu vi que vale muito mais a pena aceitar mais as coisas que fogem do roteiro que você tinha planejado. E arriscar.

    Isso não quer dizer que todos os riscos vão dar certo, é claro. Já mergulhei de cabeça em situações imprevisíveis, achando que tudo iria se acertar, e as coisas se tornaram uma bagunça. Mas tudo que deu errado acabou ajudando a me tornar a pessoa que eu sou hoje: mais experiente. E valeu a pena, mesmo que no momento eu estivesse carregando aquele sentimento de culpa, pensando que eu devia ter ouvido os conselhos que ignorei.

    A rotina faz parte da nossa vida, mas é chato demais viver sempre sabendo tudo o que vai acontecer no seu dia. Ou quase tudo. É mais divertido encarar coisas novas, diferentes, e que talvez você nunca tenha gostado muito, mas que podem não ter nada a ver com o que você imaginava. E te surpreenderem de um modo positivo. Até por quê, não é para isso que serve a vida? Eu não consigo me imaginar fazendo as mesmas coisas sempre. Frio na barriga dá um nervoso horrível, eu sei, mas é meio emocionante ao mesmo tempo.

    Gosto de descobrir uma cidade nova. De conhecer alguém que não tem a ver comigo, mas mesmo assim encontrar algumas coisas em comum. Ouvir uma banda nova, ler um livro de gênero que eu nunca comprei antes.

    Quando faço pequenas ou grandes coisas que me tiram daquele lugar conhecido, que eu já sei tudo, eu noto como é importante tentar conhecer sempre mais. Conhecer outros lugares, viajar. Sair da onde você sempre está, da onde as coisas são daquele jeitinho que você gosta, mas elas nunca vão mudar. Vão estar sempre ali, exatamente iguais. Então, se um dia você quiser voltar, elas estarão lá. Mas por enquanto, eu quero mesmo é conhecer o meu futuro, e explorar o que é desconhecido.

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA