Autor (a): Rainbow Rowell
17/10/2015 | Categoria: Autores

rainbow-rowell_612x380_0

Eu queria voltar com a tag aqui no blog que fala um pouco sobre os meus autores favoritos (e provavelmente, os de vocês também!), e não havia jeito melhor do que fazê-lo com uma das minhas favoritas atualmente, a Rainbow Rowell. Ela é uma norte-americana de 42 anos que mora em Omaha, no estado de Nebraska (quem já leu Ligações, sabe que a cidade ganha um destaque grande na obra!). Ela publicou o seu primeiro livro, Anexos, em 2011. Em 2013, vieram os seus dois principais sucessos: Eleanor & Park, que a fez despontar de vez no mundo literário no gênero YA (Young Adult), e Fangirl. O seu último lançamento foi o Ligações, em 2014.

Rainbow1

Esses são os meus dois livros favoritos da autora, e também estão na lista dos melhores que eu já li em 2014. Nessas duas obras ela mostra como é difícil não se apaixonar completamente pelos personagens, e os enredos.

Fangirl traz como protagonista Cath, uma garota que está entrando na faculdade e tem uma irmã gêmea, a Wren. As duas sempre foram próximas, mas desta vez Wren decide que elas precisam conhecer novas pessoas, viver experiências, e que essa nova fase é o momento perfeito para isso, por isso decide que elas não irão ficar no mesmo dormitório na faculdade. Porém, Cath nunca foi muito boa em fazer amigos, e sempre se manteve ocupada escrevendo a sua fanfic de sucesso, sobre o bruxo Simon Snow (sim, rola uma inspiração em Harry Potter aí!). A autora aborda bastante sobre como é ser uma fangirl, e é legal poder se identificar com a personagem, que ama escrever. E é claro, acontece um romance muito cativante no livro.

Eleanor & Park é um livro dramático que explora de maneira perfeita os seus personagens. Eleanor é uma garota que não se encaixa em nenhum lugar; ela mora com a mãe, os irmãos e um padrasto que odeia. A sua família não possui nenhuma estabilidade emocional, o que a faz ter crescido sem realmente saber o que era ter um local seguro para ficar. Ela também sofre bullying na escola, e tenta sempre passar despercebida. Já Park também não possui um grande número de amigos, mas ele consegue ficar fora da “zona de perigo” no ensino médio. Eles se conhecem, e mesmo possuindo vidas diferentes, se tornam amigos. O livro se passa nos anos 80, e é recheado de referências musicais e cultura pop. A história se desenrola mais devagar, o que te faz ir se viciando aos poucos. É leitura indicada para todo mundo, e prepare os lencinhos, porque é emocionante.

O sucesso foi tão grande, que a DreamWorks comprou os direitos autoriais para transformá-lo em filme. Porém, o projeto ainda caminha em passos lentos: a produção está escolhendo o diretor e o futuro elenco. A autora revelou em Abril que já escreveu o primeiro rascunho do roteiro.

rainbow2

A autora possui dois livros que trazem um lado diferente da sua escrita. Anexos e Ligações trazem protagonistas adultos, e os problemas abordados aqui são diferentes. Se você ler Fangirl ou Eleanor & Park e logo depois um dos dois, vai ver o quanto eles são bem distintos.

Anexos, o seu livro de estréia, é o único da autora (até agora) que traz um personagem masculino como protagonista. Lincoln O’Neill tem 29 anos, ainda mora com a sua mãe e guarda mágoas de um relacionamento do passado, que ele viveu na época da faculdade. Após um tempo, Lincoln consegue um novo trabalho. O turno dele é de madrugada, e ele foi contratado por uma empresa para monitorar o e-mail dos funcionários, que se distraiam das suas tarefas e tinham conversas “inapropriadas” no horário do expediente. Ele acaba lendo, por acaso, a conversa de duas melhores amigas que trabalham lá: Beth e Jennifer. E de repente, ele vai se envolvendo com a vida delas, de um jeito virtual, e criando um vínculo, principalmente com Beth. Os dois nunca se aproximaram na vida real, mas ele começa a criar sentimentos por ela. O desenrolar da história é bem interessante.

Ligações foi o último que eu li, há pouco tempo atrás. A protagonista é a engraçada George McCool, uma roteirista que escreve junto com o seu melhor amigo, um programa de comédia de sucesso na televisão. Porém, o sonho dos dois era poder colocar ao ar uma série criada por ambos quando eram jovens, que mistura drama e comédia. Ela é bem dedicada ao trabalho, o que causa alguns problemas no seu relacionamento com Neal. Ela não tem muito tempo para o marido e os filhos. George não sabe bem o que fazer, pois a chance de realizar o maior sonho da sua carreira está prestes a acontecer, quando produtores querem investir no seu seriado. A história mistura volta ao tempo, romance, divórcio, e drama familiar. 

carry on

“Carry On” é o seu mais novo livro, lançado em 6 de Outubro nos Estados Unidos. O lançamento é na verdade um spin-off de Fangirl. O livro é como se fosse a fanfic escrita por Cath sobre o Simon Snow. Eu achei a ideia bem legal e vou querer lê-lo. Dessa vez, ela apostou em um gênero diferente do qual está acostumada: o de fantasia. Eu adoro quando os autores saem da zona de conforto, então estou bem ansiosa.

Novo Século já confirmou que o livro chegará ao Brasil no primeiro semestre de 2016!

“Simon Snow só quer relaxar e saborear o seu último ano na Escola Watford Magicks, mas ninguém vai deixar isso acontecer. Sua namorada terminou com ele, seu melhor amigo é uma peste, e seu mentor continua tentando se esconder nas montanhas, bem longe, onde talvez ele estará seguro. Simon não pode sequer apreciar o fato de que seu companheiro de quarto e de longa data Nemesis está desaparecido, porque ele não pode parar de se preocupar com o malvado garoto. Além disso, há fantasmas. E vampiros. E coisas realmente ruins tentando acabar com Simon. Quando você é o mago mais poderoso que o mundo já conheceu, você nunca consegue relaxar e saborear nada. “Carry On” é uma história de fantasma, amor, mistério e um melodrama. Há todos os beijos e conversas que se espera de uma história de Rainbow Rowell – mas com muito, muitos mais monstros.”

Confira as resenhas dos livros no blog!