• 447788_m1495676403
    Filmes

    Filme: Extraordinário

    ver post
  • 24852431_1643305065692964_7543332303222915697_n
    Playlist

    Playlist: Dezembro

    ver post
  • image009-800x450
    Séries

    Série: Atlanta

    ver post
  • Design sem nome
    Música

    As mulheres indicadas ao Grammy

    ver post
  • October 26, 2017
    postado por
    95e2532a9b0d64db3f66b144fc771620

    Eu já tinha ouvido falar de Billie Eilish, uma adolescente de 15 anos residente de Los Angeles, na California, mas eu demorei para ouvir a artista, que alcançou em 2017 um espaço definitivo na música pop alternativa. Com uma pegada inspirada em LordeLana Del Rey, as músicas de Billie tem batidas contagiantes (sem serem radiofônicas) e letras que falam sobre relacionamentos e também personagens inventados por ela, como em “Bellyache”, canção escrita pela visão de um serial killer.

    O seu primeiro single, “Ocean Eyes”, foi produzido pelo seu irmão e lançado na internet em 2015. A canção ganhou um sucesso inesperado – segundo Billie, ambos a colocaram na internet de maneira despretensiosa, sem esperar por uma repercussão – e ela possui mais de 20 milhões de execuções só no Spotify. A cantora escreve as suas letras e também quer aprender a produzir suas faixas (quem a ajuda é o seu irmão, Finneas O’Connell).

    Ela assinou contrato com a Interscope Records – mesma gravadora de Lady Gaga, Selena Gomez e Lana -, e planeja mais lançamentos para o futuro. O seu primeiro EP, “Don’t Smile At Me” foi lançado em Agosto, e alcançou ótima posição nos charts da Nova Zelândia, e nos Estados Unidos.

    5e83acd8af420618ec6f1ae22f1331f1

    A voz de Billie é doce, mas as suas letras são fortes e sinceras. Algumas canções são sobre relacionamentos, e é interessante ver a abordagem que ela segue. Em “My Boy”, ela canta que o seu parceiro está longe de ser um homem de verdade: ele é mentiroso, e apesar de dizer que iria mudar, mantém o mesmo comportamento. “But if you want a good girl, then goodbye”, (Mas se você quer uma boa garota, então adeus).

     

    Algumas músicas de Billie também estão na trilha sonora de 13 Reasons Why e Pretty Little Liars, como “Bored” e “Fingers Crossed”.

    October 23, 2017
    postado por
    tumblr_otd3vcusr81vuf8d0o1_1280

    Já faz um bom tempo que eu quero fazer esse post, e apresentar para vocês o trabalho incrível da Bruna Lima, de 19 anos e do Rio de Janeiro. Eu descobri os desenhos dela pelo Tumblr, em uma das minhas noites procurando ilustrações no site. Ao me deparar com o Poeticamente Flor, foi paixão a primeira vista! Sabe quando você realmente se conecta com uma arte? Foi assim comigo! Os desenhos da Bruna são feitos – em sua maioria -, com os detalhes das linhas (conhecidos como line drawnings). Ela também desenvolve pinturas em quadros, bordados, e possui a sua loja no Society 6 (além de aceitar encomendas no Instagram!).

    Quando comecei a acompanhar o trabalho da Bruna nas suas redes sociais, também percebi como é importante nós apoiarmos os artistas independentes. As redes sociais são responsáveis por divulgar diversos artistas (foi assim que a Rupi Kaur se tornou tão conhecida!), e nos dão acesso a arte que não estão nas mídias tradicionais. E somos nós que podemos proporcionar mais visibilidade aos artistas: seja divulgando, compartilhando com os amigos, ou apoiando-os na internet.

    tumblr_oxzsbzGpGS1vuf8d0o2_1280tumblr_owkz7aPRz41vuf8d0o2_1280 tumblr_owh9msF0621vuf8d0o2_1280

     

    Eu tive a oportunidade de conversar com a Bruna para falar sobre o seu trabalho, como foi o processo de começar a desenhar, quais são as suas influências, entre outros detalhes. Queria agradecer novamente por ela ter aceitado esse convite, e compartilhar conosco mais sobre a sua arte!

    1. Eu li no seu tumblr que você começou a desenhar em 2015. Em torno de dois anos depois, você já possui um reconhecimento super legal da sua arte. O processo artístico sempre fez parte da sua vida? Ou só apareceu na adolescência?

    Bruna: Bom, desde muito cedo eu fui impulsionada pela minha mãe a desenhar, pintar, recortar, colar. Desde meus 2 anos de idade ela já comprava muitos materiais artisticos pra mim, e então eu nunca mais parei, só fui me interessando e me apaixonando cada vez mais. Porém, esse meu estilo de traço veio surgindo mais na adolescencia sim, por volta de 2014 e 2015.

    2. Vários artistas atualmente escolhem expor a sua arte nas mídias sociais. O Instagram é um dos lugares mais interessantes para isso, na minha opinião. O que você acha desse momento que estamos vivendo, em que os artistas ganham mais espaço pela internet?

    Bruna: Em meio a tanta notícia triste na internet e a coisas ruins nos rodeando, ver um quadro, um desenho, uma fotografia de algum artista no nosso “feed” é algo de tanta importancia. Sempre tentei me rodear de artistas nas redes sociais pois isso sempre me influenciou de maneira positiva e me trouxe muita inspiração. A importância da internet pra nós, artistas independentes, é ainda mais fundamental.

    tumblr_oulm3do9Xe1vuf8d0o1_1280

    3. O seu artista favorito é o Claude Monet. Quem te inspira atualmente na arte contemporânea? Há algum artista em especial, ou mais de um?

    Bruna: Claude Monet sempre foi e será meu maior influenciador, tanto em relação aos rostos brancos, como as flores que coloco em meus desenhos. Os line drawings do Pablo Picasso e Matisse também foram minhas referências. Atualmente, eu amo as ilustrações da Henn Kim, Boris Schmitz, e Fréderic Forest.

    tumblr_ou6m2iXbWE1vuf8d0o1_400 tumblr_ovem81u1BZ1vuf8d0o1_1280

    4. O seu traço mais marcante é o das linhas, que é sempre visto nos seus desenhos. Mas eu também já notei que muitas vezes você experimenta coisas diferentes, como colocar mais cores nos desenhos e também nas telas que você pinta. Como isso acontece? É algo natural ou ocorre de forma planejada?

    Bruna: Gosto muito inovar em minha arte, e expandi-la em diferentes coisas, então de vez em quando gosto de colorir uns desenhos, mas não de forma planejada, só sinto a necessidade de fazer algo novo e diferente.

    5. Você também faz bordados, estojos, possui uma loja no Society 6 e recebe encomendas. É fácil ou difícil lidar com esses processos, desde encomendas, até as entregas? Alguém te ajuda com tudo isso?

    Bruna: Sempre tive em mente o que quero fazer em relação a minha arte, como os bordados, telas, loja, entre outras coisas que ainda tenho em mente. No começo tudo é complicado, e eu não entendia muito de envios, administrar o dinheiro, e afins. Foi na base da persistência e muita pesquisa mesmo. Tive apoio de um amigo chamado Lucas e das minhas mães com conselhos, dicas, ajuda na hora das pesquisas sobre o que era necessário para eu conseguir por minhas ideias para frente, mas quem sempre pôs a mão na massa foi eu.

    tumblr_otx4x8f41b1vuf8d0o2_1280

    6. Por último, eu gostaria de saber como é, para você, receber essa atenção e tantos apoiadores – tanto na internet como na vida real -, de pessoas que te acompanham. Vocë já se acostumou?

    Bruna: Nunca pensei que alguém diria que um desenho meu a fez sorrir, nem que me pedissem desenhos de suas fotos e muito menos que tatuassem minha arte. É algo que nunca tive em mente, e nunca esteve em meus planos. Nem sei se um dia irei me acostumar. Tudo o que conquistei até agora foi consequência do meu amor pelo que faço, e me sinto muito grata por poder fazer parte de algo que faz as pessoas se sentirem bem.

    tumblr_owpkz1cNF71vuf8d0o1_400

     

     


    Siga a Bruna nas suas redes sociais!
    Instagram
    Pinterest
    Página no Facebook

    Para encomendas, é preciso entrar em contato com ela por DM no Instagram ou uma mensagem privada no Tumblr.

    October 19, 2017
    postado por
    hdd-teaseronesheet-5940d0221309f-1

    Título: A Morte Te Dá Parabéns (Happy Death Day)

    Diretor (a): Christopher B. Landon

    Gênero: Suspense, terror

    Elenco: Jessica Rothe, Israel Broussard, Ruby Modine, Charles Aitken, Rachel Matthews.

    Sinopse: Uma mulher é assassinada e fica presa entre vida e morte. Ela deve resolver o mistério de seu próprio assassinato, ressucitando várias vezes até descobrir quem foi o responsável pelo crime. Só quando ela compreender o que causou sua morte, pode conseguir escapar de seu destino trágico.

    Quando eu assisti o trailer de A Morte te Dá Parabéns, confesso que o longa não me chamou muito a atenção. O gênero de suspense não é o meu favorito, e eu quase nunca assisto filmes desse estilo no cinema. Mas após ler as críticas positivas sobre ele, eu resolvi apostar. O filme é uma boa pedida para quem quer assistir algo com os amigos que seja engraçado, leve, mas uma boa escolha para assistir em Outubro, mês em que as estreias de terror dominam os cinemas.

    Eu usei a palavra “leve”, porque esse não é um filme de terror que aposta em cenas sangrentas que vão deixar o telespectador chocado. Ele segue a vibe de “It”, com um suspense inteligente, que te deixa curioso e sim, provoca vários sustos no cimema. Um dos trunfos mais legais do filme está na protagonista, Tree (interpretada pela atriz relativamente desconhecida, Jessica Rothe) uma universitária que, apesar de ser irritante e prepotente, tem carisma suficiente para fazer com que o público torça por ela. O dia do aniversário de Tree é um momento que a personagem, desde a morte da sua mãe – que também comemorava o aniversário no mesmo dia que a filha -, prefere esquecer.

    Porém as coisas mudam de rumo quando ela é assassinada, de maneira misteriosa, no dia do seu aniversário. Tree acorda no dia seguinte com a certeza de que teve um dejá vú, mas ela só está repetindo novamente o fatídico momento da sua morte. O filme mistura uma boa trilha sonora com momentos engraçados – e assustadores – em que a personagem tenta descobrir o que está acontecendo e quem é o seu assassino. O problema é que desmascará-lo não é uma tarefa fácil, já que Tree tinha uma legião de pessoas que tinham diversos motivos para se vingar dela.

    2486_FP_00377AR

    A única pessoa que parece disposta a ajudá-la é Carter (Israel Broussard), que esteve com ela na noite anterior do seu aniversário. Por mais que Tree o rejeite no início, o personagem de Carter é como se fosse uma representação da redenção que ela precisa alcançar, até descobrir definitivamente quem está matando-a.

    As sequencias em que Tree está prestes a perder a vida são bem cativantes. Ela morre de diversas formas diferentes (e algumas, bem surpreendentes), e as cenas cumprem a proposta de deixar quem está assistindo ao filme com os olhos grudados na tela. Uma das melhores cenas acontece no hospital – quando as suspeitas de quem é o seu assassino começam a crescer -, quando ela é perseguida no estacionamento pelo assassino, e posteriormente, em plena rodovia. A cena é de tirar o fôlego e uma das melhores do filme.

    screen shot 2017-06-15 at 1.31.34 pm

    O que eu também achei interessante no filme foi a forma como a protagonista é conduzida. No inicio, nós só vemos a superficialidade dela. Mas posteriormente, após as suas experiências horrorosas com a morte, as outras camadas da personagem começam a ser reveladas. A atriz também sustenta bem o papel, convencendo tanto nas cenas de alivio cômico, quanto nas de suspense. A personagem também é irônica, corajosa e engraçada. Ou seja: ela passa longe do clichê de mocinha em apuros, tão comum nos filmes de terror (e que ninguém aguenta mais ver).

    Destaque também para os plot twist que ocorrem durante o enredo, que conseguem nos convencer (e mudar de ideia logo depois!). Apesar de alguns erros, como uma saída um pouco previsível para o motivo do assassino estar atrás de Tree, e uma fórmula que já está batida no cinema, “A Morte Te Dá Parabéns” é o longa ideal para assistir com os amigos nas vésperas do dia 31.

    October 14, 2017
    postado por
    large

    Outubro chegou com lançamentos empolgantes na música: os britânicos do Wolf Alice, uma das bandas de indie rock mais interessantes dos últimos dois anos, finalmente lançou o seu segundo disco, que é tão bom quanto o primeiro! “Visions Of A Life” vale a pena ser apreciado. Se você ainda não conhece a banda, não vai se arrepender. Eles misturam músicas perfeitas para ouvir numa viagem de carro (como “Don’t Delete The Kisses”) à faixas raivosas (o primeiro single, ‘Yuk Foo’). O álbum estreou em segundo lugar nas paradas da Inglaterra.

    October 11, 2017
    postado por

    Recentemente eu cortei o cabelo bem curto. Eu já tinha feito isso algumas vezes (usei o long bob durante dois anos) e na semana passada resolvi arriscar de vez e radicalizar um pouco mais. Agora, o meu cabelo está no meio do pescoço. Confesso que ainda estou aprendendo a arrumá-lo e a me acostumar com os fios mais curtos (que estão me dando um pouco mais de trabalho), mas a praticidade vence em muitos momentos. Eu levo em torno de três minutos para lavar o cabelo (ou menos).

    Sei que muitas pessoas tem medo de passar a tesoura, o que é normal, já que o cumprimento do cabelo significa muito para várias garotas (os); da forma como você se vê, até o seu estilo e personalidade. Mas se você tá a fim de mudar, eu te encorajo. É bem libertador. Nós mudamos de dentro para fora. Selecionei alguns curtos que me inspiraram na hora da mudança!

    60ef470bb4bf66d50938e63f82c34ee9 709e574de051258a80745a745163acfb ae13c81b44afce94813e0d49c30dfd40 fe9ab9bc310e45bc73b9a4f9b034aa4b 085ff74f8b73a93f822fdf40bedb2c6a 6102f725f0ee7e592a5eff92b461efba ea7697c9a4b2ba8073987dc63cf70056 cb68373877c20ee8d02fef5989d08a93 7e6c770063fc7859d0c98add8dbfa7bf 53d4a1c1362ba00962657c91f4800294 623ccfbab109a41eaf7999b15efba872

    Mas eu aviso: depois que você vai para o curto, fica difícil voltar a ter cabelos compridos! Mesmo eles crescendo rapidamente, (os meus voltam ao tamanho normal em dois meses: eu juro! Quanto mais você corta, mais rápido cresce) ter fios menores é quase um vício. Comprei uma pomada modeladora para me ajudar a deixar os fios com mais forma – o meu corte é repicado – e em breve conto como foi a experiência.

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA