• pexels-photo-934718
    Autores, Comportamento, Textos

    Eu renasço a cada extinção

    ver post
  • 9b3125d14ad66e48c294f29f8107af96
    Playlist

    Playlist: Agosto

    ver post
  • Foto 20-07-2018 19 05 52
    Viagens

    Roteiro NYC: Chinatown e Soho

    ver post
  • Foto 19-07-2018 12 35 43
    Viagens

    Roteiro NYC: Coney Island

    ver post
  • Maio 10, 2018
    postado por

    wooden-731263_960_720

    Caro amigo,

    eu me sinto como uma viajante embarcando em um trem com destino à lugar nenhum.

    Gostaria de voltar para as noites em que eu corria pelas montanhas e sentia-me à vontade com os meus pensamentos explodindo sem medo das reações externas. Eu vivo dentro de um mundo cercado pela minha alma inquieta, o que significa que não estou nem um pouco acostumada com o mundo exterior. Sei até onde a minha inquietude vai, mas não faço a menor ideia até onde o mundo exterior rasga a pele das pessoas para conseguir o que quer. Isso é assustador.

    Pego minhas malas e subo no trem com o coração na mão – será que estou tomando a decisão certa? Não estou gostando muito das minhas companhias. Preciso de um mergulho em mim. Os meus sentimentos estão prestes a voar quilômetros para longe de mim e eu não sei onde estou nesse exato momento. O trem está parando em uma estação lotada de seres que morrem, mas que não vivem. Deveria descer aqui? Eu realmente só queria que minha cabeça fizesse sentido.

    Escrevo esta carta porque você me escuta e não precisa forçar palavras exageradas para me consolar. Não quero um ombro-amigo, só quero um amigo. Eu sei que você entende o que sinto, mesmo estando tão cansado quanto eu. A estrada é cansativa, não é? A minha sensibilidade me faz sentir como um fardo na minha própria vida. Não entendo o por quê de eu me machucar com coisas que ninguém jamais pensaria duas vezes. Os olhares costumam arder, enquanto o meu medo me engole nas menores situações diárias.

    Minha essência derrete pelos outros, o que é bom a partir do momento em que me coloco no lugar deles para entendê-los e ajudá-los, mas acaba com a minha saúde quando eu estou em qualquer outro local. A maior parte do meu verão tem sido nadar na minha cama e ficar confortável com o vazio. Eu não deveria fazer isso. Você não deveria fazer isso. Sei que estou sendo confusa, é só que é exatamente assim que me sinto. Sou uma pessoa sensível com muito amor para dar, mas não dou amor à pessoa que está do meu lado o tempo inteiro: eu.

    Nós vivemos em um universo de estrelas partidas ao meio, onde somos ensinados a odiar a própria pele e invejar as demais. Eu quero que saiba que eu não invejo você, tampouco odeio você. Quero que pegue a minha mão e caminhe pela areia movediça chamada sensibilidade. Não iremos afundar, apenas tropeçar e levantar, tropeçar e levantar, tropeçar e… Renascer. Não posso deixar o mundo exterior matar a minha alma sensível. Sou uma poeta de palavras tortas, mas intenções boas. Eu tenho medo de ser machucada mais uma vez, mas honestamente, é o que irá acontecer. Só preciso me manter forte, afinal, a tempestade traz a purificação dos corpos.

    P.S Não ceda à dor deste mundo, amigo, a sua sensibilidade vale a pena.

    Responder para Camila Faria // Cancelar resposta

    1. Váh Mai 12, 2018

      Cara, eu nem sei o que dizer…
      Que texto mais lindooooo ?
      “Sou uma poeta de palavras tortas, mas intenções boas.”
      Você tem twitter?? EU postei vários trechos desse texto lá.

      https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    2. Camila Faria Mai 16, 2018

      O importante é ter essa capacidade de renascer sempre. Belíssima carta. <3

    3. Ana Barros Mai 16, 2018

      Me identifiquei com o seu texto! Sou uma pessoa extremamente sensível e fico com medo que as pessoas me levem a mal, me achem maluca e sentimental. às vezes preciso me isolar mas não quero, qualquer coisa me deixa triste. Te entendo completamente <3

    4. Tany Mai 25, 2018

      Isso é lindo.
      Num mundo em que a gente preza por ser escrota ou dura é muito bonito aceitar e externar vulnerabilidade. Continuar de cabeça erguia, mas aceitar que o que nos molda tá longe de ser só sucesso, mas grande parte são derrotas e saber que sentimentos são os únicos fatos.

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA