• Kennedy em Porto Alegre. Foto: Guadalupe Bastos @_lupe
    Música

    The Maine no Brasil

    ver post
  • large-4
    Comportamento, Textos

    Reconstrua

    ver post
  • large-3
    Playlist

    Playlist: Julho

    ver post
  • imagem.aspx
    Livros

    Livro: Outros Jeitos de Usar a Boca

    ver post
  • December 10, 2012
    postado por

    E a gente dá o nosso melhor. Se esforça e tenta agradar a mesma pessoa de sempre, arrumar as coisas que estão erradas dentro de si, de vez em quando mudar de roupa, de cabelo, de música favorita e opinião. Tudo porque buscamos sempre a aprovação de uma certa pessoa. Mas no fundo, não importa. Você deixa de ser você quando coloca outro alguém no espaço mais importante da sua vida: o coração. Então, não deixe que alguém faça você ter que alterar suas vontades, ou pior, quem você é realmente é.

    Você já ouviu aquela história de que não adianta tentar ser outra pessoa? Que dentro de nós, sempre vai existir os mesmos sentimentos, ideias e conceitos. Talvez eles possam mudar, mas a nossa essência, no fundo, não se altera tanto assim. Há uma grande diferença entre ser alguém que você não é, e amadurecer. Este último somos obrigados a aprender durante a vida, ou não vamos conseguir enfrentar os problemas que vem por aí.

    Tudo bem, você pode até tentar se encaixar em um grupo. Em algum lugar, com outras pessoas tão distintas, mas já se perguntou se vocês tem algo em comum? Se há companheirismo? Por que apenas sorrisos fáceis feitos na hora da brincadeira são simples. Já quando você realmente precisar, aí é tudo muito diferente. Não adianta. Nós sabemos, no fundo, quando nos encaixamos em algum lugar. Você já chegou a se perguntar: “Tem alguém aqui que pareça comigo? Esse não é o meu lugar.”

    Então busque o lugar onde você pertence. Ele está lá, em algum lugar. Pode ser um grupo de pessoas, o seu quarto, uma música, algum hobbie. Pode ser também uma pessoa especial e única. Mas aí você vai saber na hora, de cara, que não precisa alterar nada dentro de você para agradá-la. Exatamente nada. Então, não faça mil coisas só para alguém te aprovar ou dizer que você é bom o bastante.

    Ninguém precisa te dizer se você é bom ou não. No fundo, nós tentamos descobrir ou saber. E o único que pode te afirmar isso, é você mesmo. Não acredite nas palavras dos outros quando elas te julgam ou querem decidir o lugar que você estará.

    November 4, 2012
    postado por

    É incrível como as pessoas que menos esperamos no mundo que nos surpreendam, hajam desse modo e façam tudo que a gente sempre imaginou que elas não fariam. Nos machuquem e também tem a coragem de fingir que nada aconteceu, que nada mudou. Te fazem de bobo mesmo, na cara dura, fazendo você acreditar que eles realmente te consideram. É aquela grande verdade: temos que desconfiar de muitas pessoas, o tempo todo, para evitar decepções depois. Não que todo mundo não seja sincero. É exatamente o contrário: algumas poucas pessoas são, mas leva um tempo até reconhecermos quem são elas.

    E quando damos confiança demais para outros, esperando que eles retribuem, que seja realmente uma amizade para valer, jogam toda a sua confiança fora. Como se não fosse ou significasse nada. Qual é o grande problema em ser sincero? Detesto quem mente e depois ainda guarda segredos de você, e te trata como amigo.

    Isso não existe. Amizade não são fofocas pelas costas, não são coisas feitas sem que o outro saiba. Isso se chama fazer alguém de otário. E ninguém gosta de se ver jogado de lado, de ter acreditado tanto em alguém que quando você virava as costas, pisava no seu calo e logo depois te dizia algumas palavras bonitas para “reforçar a sinceridade.”

    Me desculpa, mas para mim ou é amigo ou não é. Ou tá junto nos momentos difíceis, ou passa a perna e assume logo que era só uma “amizade” descompromissada, para os momentos de diversão e de alegria. E quando você mostra um lado seu que só deixa as pessoas que você considera verdadeiras enxergarem, e depois elas te passam a perna? Duas, três vezes?

    Ou não tem nem a decência de te pedir desculpas? Cara, isso não é mesmo amizade, nem companheirismo, nem ser colega. É só uma desculpa esfarrapada de fingir que é próximo de alguém.

    É verdadeiro? Então, fique ao meu lado! Mas se não for recíproco, então trate de ir logo para evitar que eu acredite em você e depois fique chocada com a sua verdadeira personalidade. Eu acreditei em você. De verdade. Te tratei como uma pessoa especial, achei que você também acreditava que poderíamos ter uma amizade sólida por muito tempo. Mas na verdade, é bom eu aprender logo que a gente não conhece alguém em poucos dias ou meses. Às vezes, se leva tempo, muito tempo.

    E eu posso ter até essa carinha de boba e fácil de enganar, vai ver por isso você achou que poderia me esconder tanta coisa. Mas não. Uma hora eu ia descobrir, ou me tocar que você não está do meu lado de verdade. Nunca esteve, e nem estará. Uma pena, por que eu realmente acreditava estava disposta a se doar para que nossa amizade desse certo. Mas você não quis.

    September 18, 2012
    postado por

    Procuramos pessoas que nos entendam e que nos completam. Elas não estão aí o tempo todo, mas existem aquelas que continuam ao nosso lado e mesmo assim insistimos em achar que precisamos de mais pessoas. Por quê? Aqueles que te acompanham há anos, que te compreendem, não são o bastante? Claro, é ótimo fazer novas amizades, mas acho que temos também que valorizar aqueles que já demonstraram estar ali quando precisamos. Amizades verdadeiras não se criam da noite para o dia, lembrem-se disso. É muito simples alguém estar com você na hora da alegria, das piadas e das festas. Mas para essa pessoa também pisar na bola e mostrar que não era tão confiável assim, é fácil.

    E sim, amigos podem te decepcionar. Mas os que são sinceros vão pedir desculpas, se mostrar arrependidos, tentar consertar o erro, já que eles não querem perder a sua amizade. E o orgulho pode até atrapalhar, mas quando realmente gostamos de alguém, vamos atrás, sem hesitar ou sem medo de se envergonhar na frente do outro. E quando for necessário, assuma o seu erro. Deixe claro que você não vai repeti-lo. Todo mundo erra e faz burradas de vez em quando.

    E também podemos perceber outras vezes que certas pessoas não valem muito a pena. Que podemos até ter pensado que elas eram algo, mas depois se mostraram totalmente diferentes. E  acreditem, vamos encontrar muitas pessoas assim pela vida sempre. Eu por exemplo tenho a mania de acreditar muito ou dar confiança demais para os outros, ou achar que significo o mesmo para eles quando não é recíproco. Temos que saber identificar quando estamos nos doando demais aos outros sem conhecê-los de verdade.

    Por isso, tome cuidado. Ria com os seus amigos, se divirta, esteja com eles quando precisarem. Sabe aqueles que são seus amigos há um tempão ou até mesmo os que você conheceu a poucos meses mas que mesmo assim já demonstraram ter uma amizade confiável? Então. Desconfiar dos outros é normal; ainda mais quando todos parecem esconder outras intenções.

    August 9, 2012
    postado por

    Se você quer ser ouvido, ouça os outros também. Durante a vida podemos ter vários tipos de amizades: aquela garota que vai para as baladas e festas com você, que conhece muita gente diferente e legal para te apresentar também, a companheira que está junto contigo nas viagens, nos compromissos, a inteligente, que te ajuda no dia anterior daquela prova super difícil, e a melhor amiga, que faz tudo isso ao mesmo tempo. Mas é preciso saber valorizar uma amizade. Então, não machuque a sua amiga. Aquela brincadeira que para você parece ser só uma descontração, para ela, pode significar muito mais.

    Mal entendidos acontecem, e é o melhor a fazer é deixar os ânimos se acalmarem, ficar uns dias pensando no que você vai fazer. Brigas são normais, e quando guardamos tudo dentro de nós mesmos, não dizemos  que está nos magoando, tudo explode quando alguma discussão acontece. E isso não é bom: aprenda a dizer o que você não gosta, afinal, uma amizade é feita de diálogo e principalmente compreensão.

    Amigo de verdade é aquela pessoa que vai te ajudar, que não vai te julgar. Então, em uma amizade, é necessário que haja algo real e verdadeiro, e não brigas, competição e segundas intenções.

    E você pode discutir, se estranhar com a sua amiga de vez em quando. Mas as duas tem que ser maduras. Saber conversar, lidar com isso, resolver a situação. Birra, críticas ou insultos não irão adiantar em nada. Até porque, quando é de verdade, elas no fundo se importam muito uma com a outra para fingirem fazerem isso. Por isso, quando vocês se desentenderem, mantenha a calma.

    Solucionamos problemas com o tempo, e não com cabeça quente. E o que for pra ficar, no fim, vai se ajustar aos poucos. É preciso saber lidar com incertezas nas amizades, mas ter certeza que dá para se contar de verdade com o outro.

    July 20, 2012
    postado por

    Como todos sabem, hoje comemora-se o Dia do Amigo, mas amigo que é amigo, não precisa de uma data especial para comemorar a presença da outra pessoa. Amigo é aquele que nos acompanha, seja nas horas boas ou ruins. Amigo briga, discute, fica um tempo afastado, afinal todo relacionamento tem suas crises, mas depois de algum tempo, percebe-se que não pode deixar as diferenças serem maiores do que o amor da amizade. Costumo dizer que amizade é como um casamento, porque todo amigo estará ao seu lado, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza. Amigo é o irmão que Deus nos enviou fora da família. Amigo é para ser preservado, porque cada momento que amigos passam juntos, são preciosos. Trouxe algumas imagens para vocês entrarem no clima e comemorar com seus amigos esse dia especial.

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA