Até quando uma amizade é saudável?
03/03/2012 | Categoria: Amizade

Amizade! Tem coisa melhor que isso? Ter um amigo para todas as horas, compartilhar momentos, ter segredos, fazer bagunça. Como é bom ter alguém do seu lado para desabafar, para escutar, como é bom ter alguém que se importe com você de verdade. Algo puro, verdadeiro e incomparável.

Perguntam-me sobre amizade e eu digo: É a mais pura forma de amar alguém sem ser seu irmão, ser tem algum laço familiar e que um dia foi desconhecido… Amigo, uma pessoa que te completa, diferentemente de um amor.

As coisas são tão linda, não? Mas só até quando você se dedica demais e não vê resultado algum e depois de muito tempo,  você percebe que perdeu tempo atrás de alguém ilusório, do qual você construiu uma imagem diferentemente do que ela é verdadeiramente.

E é questão de tempo para você perceber que aquela dedicação toda está te consumindo e te fazendo mal e não está valendo a pena, uma vez que esse “amigo” vai tirando sua privacidade, vai transformando seu modo de pensar, você se vê escravo dessa amizade, fazendo coisas sem ao menos pensar se é isso mesmo que você quer, fazendo coisas sem poder questionar ou analisar antes de fazer. E claro, começa a te dar escolhas, te coloca contra parede, “ou eu, ou eles”.

Você vai ficando preso, fecha o mundo, só enxerga ele, perde outras pessoas, vira dependente, vai esquecendo-se de outros que também são importantes em sua vida. E eu te pergunto, para que? Está valendo a pena? Pelo contrario, não é mesmo? Só está te fazendo mal, está-te consumindo, te fraquejando, então seria uma amizade saudável? A resposta? Você já sabe.

Então está na hora de mudar de atitude, é bem complicado dizer adeus para alguém que esteve por tanto tempo com você, caminhando lado a lado, mas se está te fazendo mal, se afaste, não completamente, aos poucos, vá com calma, primeiro tirando um tempo para você, conheça outras pessoas e volte a se comunicar com as que você perdeu contato. Se liberte, talvez você volte, mas de uma forma diferente, saudável. No final, você verá que valeu a pena!


Amor
10/01/2012 | Categoria: Amizade, Amor

Amigos

Risos,
brincadeiras infames,
brigas por ciúme,
conselhos que só eles podem dar.

É difícil escolher o melhor
Chamá-los de “amigos” já os torna as melhores pessoas do mundo.

Não são a razão da minha vida,
(creio que da sua também)
Nem me ajudam a viver,
mais que isso.
Porque não a deixam mais linda,
Dão a minha existência,
um sentido.

Porque qualquer tipo de amizade é possível.

Evelyne Joyce


Apenas amizade
31/12/2011 | Categoria: Amizade

Mas uma vez… E mas uma vez paramos de nos falar, mas uma vez perdemos contato. Venha, explica-me, por favor, porque não nos falamos mais? Tente me explicar, você consegue? Sinto sua falta, você acredita? E você sente a minha? Diz que sim, preciso de mais uma dose das nossas conversas, diz que não sou só eu que me lembro dos nossos momentos, não desejando tê-los de volta, mas sim desejando não esquecê-los.

Foi bom, eu sei disso, sei que você também gostou, porque confessou, então porque não voltamos a nos falar? Não quero você como um dia quis, na verdade agora quero sua amizade porque sei que ela vale à pena e eu gosto tanto da sua companhia, vai me dizer que você também não gosta?

Lembra aquele dia que minha irmã fez palhaçada e nos fez voltar a conversar? Então estava lembrando esse dia, porque precisamos de um empurrão de alguém para voltar a nos falar? Somos tímidos não é mesmo? Deve ser por isso que perdemos o contado, porque não conseguimos esquecer o passado que estivemos juntos para começar um novo apenas como amigos.?

Ei venha cá, não fuja vai, é só uma conversa, quero sua amizade, você não quer a minha? Conheço esse olhar, é medo, timidez, você está com vergonha? Quer saber, eu também estou, mas tenho que deixar ela de lado, como sempre, para ter você de volta na minha vida. Se eu pedir um abraço você me daria? Então me abrace.

Sinto sua falta garoto, não tenha vergonha de dizer que sente a minha, por favor, vamos fazer um combinado? Vamos esquecer as pessoas que nos passam vergonha porque estamos juntos e vamos apenas curtir essa nossa conversa? Olhe para o lado, ali não são nossas irmãs olhando para nós? Há quem liga, somos amigos, não somos? Não temos nada a esconder…

Obrigada por ter me escutado, foi bom ouvir sua voz novamente, você acaba de me prometer que não deixará mais de falar comigo, então, por favor, cumpra-o, porque eu também não vou deixar de falar com você. Somos amigos agora, não é mesmo? Estou tão feliz. Senti tanto sua falta garoto e foi bom saber que você também sentiu a minha, mas agora não haverá mais a saudade, porque voltamos a conversar. Ei, só mais uma coisa, amo você, não esquece está bem? Sabia que iríamos conseguir! Quem disse que não podemos ser amigos? Ainda bem que não é tarde demais.


Ela se foi
24/12/2011 | Categoria: Amizade, Amor, Saudades

Não existia melhor companhia do que a dela, ela que sempre me escutava, mesmo quando quem precisava ser escutada era ela, ela que brigava comigo por causa das coisas erradas que fazia, mas no final acabava me apoiando.

Era sempre ela a me dá aquele abraço que tira qualquer dor do qual sinto, aquele abraço que fazia eu me sentir amada. Era ela e mais ninguém que conseguia tirar aquele sorriso de mim mesmo quando eu não estava bem para sorrir. Ela enxugava minhas lagrimas todas as vezes que elas caiam e não parava enquanto enxugava todas.

Era ela que sentia ciúmes de mim com outras meninas, era ela com quem compartilhava todas minhas risadas e nós duas tínhamos nossos momentos de loucuras, tínhamos códigos que ninguém mais entedia alem de nós mesmas e os outros ficavam completamente perdidos quando os fazíamos na frente deles.

Como sinto falta de sua companhia, sinto falta de todos os momentos em que passei com ela, sinto falta de suas risadas incontroláveis e contagiantes, sinto falta até mesmo de quando ela passava vergonha em mim, ou quando eu a fazia passar vergonha. Nossos encontros eram marcados por completas loucuras e estes sempre estarão dentro de mim.

O que eu posso fazer agora além de olhar suas fotos, ou melhor, nossas fotos? Ela já não está aqui comigo para dançar nossas musicas, aqueles musicas que pulávamos até cair no chão de tão cansada que ficávamos. Como não olhar para aqueles travesseiros e não lembrar as nossas guerras de travesseiros em cima da cama? Como não me lembrar de sua companhia, de seu abraço?

Mas agora essa dor me consome, porque eu a perdi, mas eu não a perdi para outra pessoa, eu a perdi para sempre, ela não voltará, porque ela já não vive nesse mundo. Ela não voltará para matar a saudade… porque ela se foi!

Agora o que me resta é a saudade do seu “eu te amo” ou do seu “eu te odeio” porque eu sabia que ela não me odiava e também sabia que ela só queria dizer o contrario disso. Saudade de nossas implicâncias…

Ela se foi, minha melhor e única amiga se foi, para sempre.


Aqueles que importam
13/12/2011 | Categoria: Amizade

Eu gosto de companhias. De uma voz rindo comigo no fundo, de outra respiração ao meu lado, de outras ideias, de outros pensamentos. De pessoas junto comigo, mesmo que estas não sejam iguais a mim. Na verdade, eu gosto de pessoas diferentes. Gosto daquelas que nem sempre chamam uma atenção tão absurda, que parecem que tem umas coisas escondidas dentro de si mesmas… ou que pensam demais, e falam pouco. Que não expressam o tempo o todo que pensam, que são meio quietas, que não mostram tudo sobre elas na primeira conversa ou na segunda. Gosto de tudo que é meio chegado a solidão e ao desconhecido.

E também gosto de pessoas que entendam um pouco de mim, mesmo que eu nunca seja o que aparento à primeira vista. Sorrir, todo mundo sorri, mas mostrar quem é mesmo por dentro não é tão fácil assim. Poder ser você mesmo – e só você, sem fingimentos -, falar o que você pensa, com todas as letras, e sem precisar fingir alguém que você não é. São raras essas pessoas que você pode compartilhar coisas da sua vida sem medo, sem ser julgado por suas atitudes ou pensamentos.

E essas pessoas, quando a encontramos, não podemos decepcioná-las ou deixar elas irem embora. Por que são poucos que agem desse jeito, realmente nos entendem e que não vão nos deixar de lado quando a gente precisar. É muito fácil fazer amigos para as boas horas, é muito ter relações em momentos que não são difíceis ou ter alguém te venerando. O difícil mesmo são ver as pessoas que te entendem, que conhecem você fora da sua aparência e do físico, aquelas que realmente se importam pelo que você é, e não pelo que você mostra ser.

Normalmente fazemos vários amigos ao longo da vida. Mas você já parou pra pensar naqueles que realmente ficaram ao seu lado quando você precisou? Existem também aquelas pessoas que se importam muito mais do que aparenta, elas só não acham as palavras certas para mostrar. Mas sempre estiveram lá, mesmo que você já a tenha magoado, ela esteve ao seu lado, sempre. Mesmo quando você não via ou não enxergava. Nas risadas, nos problemas e na tentativa de te ajudar quando deixou rolar algumas lágrimas. E são essas pessoas que devem ser valorizadas, e nunca, esquecidas.


Já fez parte de mim
11/11/2011 | Categoria: Amizade, Amor

“Nós, que conhecíamos tão bem um ao outro, hoje somos completos estranhos. Horas poderiam ser gastas falando sobre tudo que nos aconteceu, e não bastaria. A gente pensa que amizade é pra sempre, que quando a gente for velhinho vai lembrar de tudo que aconteceu. Hoje, caminhamos na mesma direção; talvez juntos, mas afastados. Não poderia ser de outro modo. Jamais seria. Preferia um mundo menos cinza, menos irônico e auto-destrutivo. Só que não é uma questão de escolha. Nunca foi. Não brigamos, mas nos afastamos. Estranho ver alguém que, em certa época da vida, já foi confidente, de trocar segredos e emprestar consciência. É hoje um desconhecido. Alguém que já soube de minhas dores, risos e desamores, das minhas rimas cafonas, das inseguranças noturnas e paixões oblíquas. Como uma roupa usada, que ficou pequena ou gasta com o tempo: não cabe mais e tão pouco reconhecendo sua utilidade no presente, sequer há falta ou ausência latente – se houvesse, teria mantido junto, e não sumido. Mas já fez parte de alguma história, da minha vida. De mim.”

Colaboradora: Alexandra tem 15 anos e é de São Vicente, São Paulo. Todos os seus textos são super intensos, bem escritos, a maioria fala sobre amor, além de terem um toque a mais que qualquer pessoa pode se identificar com as palavras e a intensidade. Você pode conferir outros textos dela no seu tumblr que, para quem curtiu esse, vai encontrar muitos outros ainda melhores!


Amigas a distância
30/10/2011 | Categoria: Amizade

As melhores amigas estão acostumadas a se ver todos os dias. Mas e quando elas estudam em escolas diferentes, em cidades distantes, ou não podem se encontrar todos os dias? Ou quando são, por exemplo, amigas pela internet? É mais difícil se acostumar com o fato que você não pode ver a sua amiga todos os dias, quando vocês estudaram na mesma escola durante anos e agora uma de vocês terá que mudar. Ou quando acontece a temida mudança de cidade: como lidar com os amigos que estão sendo deixados para trás? Com o fato de que você não consegue se adaptar sem a presença de quem sempre contou?

A distância não precisa – e nem é -, um problema na amizade. Já tive (e ainda tenho) várias amigas que não estudam na mesma escola eu, que moram em cidades diferentes e isso não atrapalha exatamente em nada a amizade. É possível driblar a distância com SMS, encontros no MSN, um passeio diferente nos fins de semana e até visitando a sua amiga ou amigo. Eu mesma conheço desde a infância duas meninas que sempre tive relações estáveis, e mesmo morando longe ou estudando em outra escola, a amizade sempre continuou forte.

É claro que, nas primeira semanas, a amizade pode sofrer. Vocês estão acostumadas a se ver sempre e todos os dias, e a saudade vai aumentar muito, além do fato de não poderem se ver sempre, o que costuma ser bem chato. Mas não deixe a amizade cair sempre conversando com ela pela internet: Twitter, Facebook, MSN estão aí para isso. Também não esqueça de ligar: afinal, ouvir a voz da amiga aproxima muito mais do que só teclar nas redes sociais.

Não deixe sua amiga de lado e sempre procure contato com ela. Marque várias saídas, quando, por exemplo, houver feriados e fins de semanas. Tenho algumas amizades do qual saio sempre, e por isso, não deixamos nunca de nos ver, e justamente por isso a amizade não sofre com os dias separadas. Não esqueça de reservar atenção.

Já no caso de amigas da internet – o que acontece muito na adolescência -, o segredo é sempre manter a amizade próxima. Cultivá-la, conversar todos os dias, manter a aproximação com a sua amiga (de preferência, uma amiga com muita confiança, já que na internet é difícil saber com quem se realmente conversa), troque ideias, converse sobre as bandas, artistas, filmes ou séries que vocês gostem, e conversem sempre por MSN. É fácil manter uma relação próxima sem a distância separá-las.


Regra de três
29/09/2011 | Categoria: Amizade

Quem nunca teve aquele trio inseparável? Aquele amigo e amiga que estão sempre do seu lado? Pelo menos, quase todo mundo já. Acredito que os amigos são parte dos motivos para que sejamos felizes: sendo eles amizades femininas ou masculinas, sempre contribuem para estar ao seu lado. Ainda mais duas pessoas que te apoiam, isso quando você ainda tem a felicidade de encontrar amigos que não vão te decepcionar. Esses são de ouro.

E devem ser valorizados. Já aprendi que quando se tem um amigo, não é legal sair por ai decepcionando-o: temos que cuidar da relação, temos que estar próximos. Não precisa ser um grude, mas amigos de verdade devem ser tratados de um jeito especial. Mas ai você pensa: “e se meu amigo nem me tratar tão bem assim, porque vou tratá-lo desse jeito?” Justamente isso, se todas as pessoas pensam desse jeito, por isso mesmo que poucas relações dão certo.

Pra mim ou é amigo, ou não é. Não pode ser pela metade. Tem que ser cem por cento, estar ao lado quando a pessoa precisar e não decepcioná-la. Por exemplo, se seus amigos te contam algo importante, quais são os seus motivos pra sair espalhando por ai? Falta de respeito e consideração.

Claro que nem todos tem a sorte de achar um amigo que vale ouro. Mas quando achar, cuide bem dele. Não desperdice a confiança das pessoas, porque acredite, não são muitas dignas de ouvir seus desabafos sempre. Ou seja, quando achar uma, trate-a do mesmo jeito que você sempre quis ser tratado.


Amigo, um ensaio
21/09/2011 | Categoria: Amizade

Difícil querer definir amigo.

Amigo é quem te dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que te faz falta.

Amigo é mais que ombro amigo, é mão estendida, mente aberta, coração pulsante, costas largas.

É quem tentou e fez, e não tem o egoísmo de não querer compartilhar o que aprendeu.

É aquele que cede e não espera retorno, porque sabe que o ato de compartilhar um instante qualquer contigo já o realimenta, satisfaz.

É quem já sentiu ou um dia vai sentir o mesmo que você.

É a compreensão para o seu cansaço e a insatisfação para a sua reticência.

É aquele que entende seu desejo de voar, de sumir devagar, a angústia pela compreensão dos acontecimentos, a sede pelo ‘por vir’.

É ao mesmo tempo espelho que te reflete, e óleo derramado sobre suas águas agitadas.

É quem fica enfurecido por enxergar seu erro, querer tanto o seu bem e saber que a perfeição é utopia. É o sol que seca suas lágrimas, é a polpa que adocica ainda mais seu sorriso.

Amigo é aquele que toca na sua ferida numa mesa de chopp, acompanha suas vitórias, faz piada amenizando problemas.

É quem tem medo, dor, náusea, cólica, gozo, igualzinho a você. É quem sabe que viver é ter história pra contar.

É quem sorri pra você sem motivo aparente, é quem sofre com seu sofrimento, é o padrinho filosófico dos seus filhos. É o achar daquilo que você nem sabia que buscava.

Amigo é aquele que te lê em cartas esperadas ou não, pequenos bilhetes em sala de aula, mensagens eletrônicas emocionadas.

É aquele que te ouve ao telefone mesmo quando a ligação é caótica, com o mesmo prazer e atenção que teria se tivesse olhando em seus olhos.

Amigo é multimídia. Olhos… amigo é quem fala e ouve com o olhar, o seu e o dele em sintonia telepática.

É aquele que percebe em seus olhos seus desejos, seus disfarces, alegria, medo.

É aquele que aguarda pacientemente e se entusiasma quando vê surgir aquele tão esperado brilho no seu olhar, e é quem tem uma palavra sob medida quando estes mesmos olhos estão amplificando tristeza interior.

É lua nova, é a estrela mais brilhante, é luz que se renova a cada instante, com múltiplas e inesperadas cores que cabem todas na sua íris.

Amigo é aquele que te diz ‘eu te amo’, sem qualquer medo de má interpretação.

A amigo é quem te ama ‘e ponto’. É verdade e razão, sonho e sentimento.

Amigo é pra sempre, mesmo que o sempre não exista.

Texto escrito por Marcelo Batalha


Dependência
18/09/2011 | Categoria: Amizade

Não querer se sentir só, por isso, gera toda aquela dependência que se tem das outras pessoas. Não quer viver sozinho, mas sabe que  a solidão, até outros dias, era o seu melhor amigo. As pessoas se tornam dependentes das outras, pois não querem de jeito nenhum se sentirem sozinhas. Geram a dependência pelos outros, geram aquele sentimento de que só estão felizes se estiverem acompanhados, e por isso, se envolvem tão intensamente com pessoas que só estão de passagem na sua vida. Você acha que elas vão ficar ali por mais tempo que parece, mas logo depois, as vê indo embora.

Se agarra demais às características, se torna tão familiar as pessoas que estão na sua volta que você acaba achando que elas se importam com você do mesmo modo como você se importa com elas. Não gosto de pessoas passageiras, que entram na sua vida por um determinado tempo, e logo depois, vão embora. Mesmo que eu saiba que nada é para sempre, gostaria que as pessoas não viessem bagunçar tudo e depois me deixassem só, a procura de outro para tampar o vazio que o último deixou.

Não gosto de tampar vazios, e normalmente, odeio substituir as pessoas umas pelas outras. Acho que mesmo que alguém tenha te machucado e ido embora da sua vida de forma rápida, nunca encontraremos ninguém tão importante quanto aquela pessoa, que por um tempo, nos deixou em um estado de dependência tão grande. Nos acostumamos com ela, e logo, ela invade todos os nossos pensamentos. Os detalhes, as características, tudo, permanece na nossa cabeça e nunca poderá ser substituído por outro alguém.

Outro problema são as expectativas – elas te fazem acreditar demais em tudo – o que acaba te fazendo pensar que a outra pessoa também se importa com você tanto quanto você se importa com ela. Que o faz pensar que também é uma peça que não vai poder ser jogada fora após ser usada, quando na realidade, você nem significava tanto. Não podemos controlar a passagem dos outros sobre nossas vidas: elas entram, saem, bagunçam, mas normalmente, sempre deixam a sua marca. Sempre deixam aquele desafio que você enfrentou e que vai te ensinar muita coisa.