• 80c13eb801803ddd50f19081bf729c15
    Looks, Moda

    O vintage que me inspira

    ver post
  • Captura de Tela 2018-11-03 às 12.04.50
    It Girl, Moda

    Estilo: brasileiras para acompanhar

    ver post
  • 257264ac0224c745bbb3d2f8fb6a7cc6
    Textos

    Uma pausa para resistir

    ver post
  • A-Star-Is-Born-2
    Filmes

    Filme: Nasce Uma Estrela

    ver post
  • Novembro 12, 2018
    postado por

    O vintage sempre vai ser, de certa maneira, contemporâneo. Em todas as estações vemos o ressurgimento de tendências de décadas anteriores, sejam em detalhes, acessórios ou roupas. A moda sempre busca inspiração lá trás; todo ano eu sinto que meu estilo muda um pouco, e nos últimos meses eu busquei muitas referências nos anos 90’s e em musas francesas (talvez tenha sido influência do curso!), e é legal de enxergar como tudo isso contribui para o nosso gosto e estética.

    Design sem nome

    Brigitte Bardot foi um dos maiores símbolos dos anos 50 e 60. Hoje ela ainda é reconhecida como um ícone da moda – além de claro, sua carreira de sucesso como atriz e ativista -, e muitas das peças que a atriz usou na época podem ser vistas como tendência atualmente. É fácil se inspirar: a cintura marcada, seja com cintos ou saias, ganha espaço e é vista constantemente. Aliás, as saias recebem uma repaginada com o tecido de veludo e as cores sóbrias (roxo, azul, vermelho e preto).

    JIVE_ The Grand Summer Concert

    Jane Birkin e sua franja atemporal não perderam força. A britânica, que morou na França durante toda a sua vida, cultivou os cabelos lisos e longos com a franjinha durante décadas, se tornando uma verdadeira referência. Até hoje, as francesas continuam apostando no corte. Eu cortei franja em 2016, quando quis fazer uma mudança radical no cabelo, e desde então não a abandonei. Ela já passou por algumas alterações: no início era longa, mais parecida com essa de Jane, e agora é bem curtinha e desfiada.

    80c13eb801803ddd50f19081bf729c15 7339c516a441109f698c9d9b913d7961 f7c172d8c1d59ffe7c59f4d1a9a3c297 108753ad71961f1222acd50f26475589 14607cd9aa5cf7518f983b4a6046213f

    Mais inspo

    Design sem nome-2

    É mais fácil do que parece aplicar o estilo com inspirações vintage no nosso dia-dia. Ele está presente em detalhes: seja no estilo mais puxado para o lado das francesas, como o do primeiro look – e não pode faltar o óculos gatinho, que voltou com tudo e é marca registrada de décadas anteriores -, seja nas sobreposições da jardineira com as blusas listradas (que ganharam força nos anos 80). E para finalizar, a saia jeans é uma opção fácil: as de cintura alta e com lavagem clara e desgastada são a cara dos anos 90.

    Novembro 3, 2018
    postado por

    A internet é sempre uma das minhas maiores fontes de inspiração para a moda. É nos blogs, no Pinterest, no Instagram e no Youtube que é possível encontrar um monte de referências em uma versão mais adaptada ao dia-dia mesmo, com looks fáceis de usar durante a rotina (corrida) que a gente normalmente tem. Abaixo eu listei algumas das brasileiras que eu mais curto acompanhar e que mandam muito bem no estilo.

    Design sem nome-2

    Mariana Andrade mora em São Paulo e é a dona da Pink Vanilla Shop. A sua loja reflete bem o estilo dela: estampas fofas, blazer, pantacourt, listras, e T-shirts de banda. Essa pegada mais girlie ganha inspiração urbana, com tênis confortáveis (ela sempre aparece de all star e dad sneaker).

    Design sem nome

    O estilo da Larissa Cunegundes é definitivamente um dos meus favoritos. A começar pelo corte de cabelo diferente e despojado, ela sabe misturar looks versáteis com peças femininas. Tudo acompanhado de acessórios: bolsas diferentes, boinas, chapéu e óculos vintage. Lari mora em Brasília e trabalha com moda, e conta bastante sobre isso no seu canal do Youtube.

    Design sem nome

    Mariana Fernandes é de Cabo Frio, no Rio de Janeiro. Nesse post, o estilo dela é o que eu mais me identifico: são peças básicas que ganham um tom diferente com as peças certas. Estampa xadrez, cinto, mom jeans, blusa listrada, são detalhes que podem mudar todo o visual. Sem falar que são ítens fáceis de achar. Muitas das roupas que ela usa – segundo Mariana já falou no seu Instagram -, são de lojas de departamento que conhecemos, como a Renner.

    Design sem nome

    Você provavelmente já conhece a maravilhosa Luiza Junqueira, do canal Tá Querida, com vídeos interessantíssimos sobre diversos temas (positividade corporal, feminismo, resistência…). Mas não é só nos vídeos que ela esbanja estilo; no seu perfil do Insta ela posta vários looks. Os mais recentes tem uma pegada de tons fortes (cores como rosa e laranja), e esses do post são mais básicos, com a presença de sapatos em verniz (o meu favorito é o primeiro) e peças básicas, como a camisa estampada e o cropped listrado.

    Setembro 23, 2018
    postado por
    1018-allure-cover-shoot-rihanna-braids-blue-eyeshadow.png

    Já faz um tempo que Rihanna deu uma pequena pausa na carreira musical para investir em outro dos seus talentos, como empresária e apaixonada por make (e roupas). A Fenty Beauty, marca criada por Riri em 2017, ganhou as lojas após muita expectativa. A linha poderia ter sido só mais uma de maquiagem; não é novidade nenhuma cantoras lançarem produtos de make ou se unirem com marcas já estabelecidas para fazer isso. Mas Rihanna preferiu criar tudo pelas suas próprias mãos. O motivo? A falta de diversidade e opções no mundo da estética. 

    O grande carro chefe da marca é a Pro Filt’r Soft Matte Longwear Foundation, a linha de bases que possui alta fixação, pegada matte e 40 tons. A cantora quis, especificamente, investir nisso em sua marca para poder abranger os mais variados tipos de cores de pele diferentes. A Fenty Beauty também se destaca por possuir uma infinidade de opções para as mulheres negras, algo que não é novidade para ninguém que falta muito no mercado de beleza. Inclusive, uma das lutas da cantora para achar a maquiagem certa, a incentivou a criar este conceito para a Fenty.

    350 Neutral

    350 Neutral

    370 Warm

    370 Warm

    290 Neutral Olive

    290 Neutral Olive

    230 Neutral

    230 Neutral

    Foi por essa razão que a Allure, publicação norte-americana especializada em beleza, escolheu a Fenty Beauty como a marca de maquiagem do ano; a cada 12 meses, a revista escolhe os seus produtos favoritos. Na matéria, eles deram espaço para mulheres que foram inspiradas pela maquiagem inclusiva da cantora, a agradecê-la por meio de cartas. São relatos honestas de pessoas que conseguiram achar espaço, empoderamento e auto confiança nos ítens de beleza da cantora.

    A grande pauta é a valorização da diversidade, algo que também é visível nas redes sociais da marca de Rihanna, que busca compartilhar fotos e vídeos de mulheres do mundo todo usando os ítens da Fenty; ou até mesmo, fazendo tutoriais. São belezas e etnias diferentes ganhando espaço.

    1018-allure-cover-shoot-rihanna-braids-glitter-eyeshadow-lipstick-tongue.png

    A linha também conta com iluminadores, batons mattes e líquidos (que são maravilhosos), kit de contorno, dentre outros. Todas as propagandas incluem os diversos tons de pele que a marca abrange. Aqui no Brasil a Fenty ainda não chegou, mas na gringa ela pode ser encontrada em todas as lojas da Sephora.

    244374e05ad76c61b7254d0291e3c039

    Não satisfeita com dominar o mundo das makes, Rihanna lançou em 2018 sua linha de lingerie, batizada de Savage x Fenty. Mais uma vez, a ideia exposta pela cantora é de incluir todos os corpos com a sua coleção. A estréia ocorreu no New York Fashion Week há duas semanas, e o desfile foi de contramão ao tradicional que as grifes apostam. Com 17 minutos de duração, o conceito foi praticamente uma performance, com mulheres de corpos extremamente diferentes (magras, gordas, grávidas, deficientes) que marcaram o desfile criado por Riri.

    b0a38254be2fa0e40872f4b7b0871d7e dced054d2ddd8ee83d0241bc7b428618 41a2558605c6a118401d49d17b20f0a5 729145402519256c684b1d937b0fb14d 55fe5dabc14c240014fe10d22ca2bb77 6b772e155b55b21e29607786b1457a16

    Eles entregam no Brasil e no site você pode conferir as peças e coleções já lançadas (lembrando que o preço está em dólar).

    Setembro 17, 2018
    postado por

    Aconteceu em Nova York durante toda a semana anterior o New York Fashion Week. Esses são alguns dos sete dias em que conhecemos as maiores tendências da próxima temporada, e o street style é sempre uma das minhas partes favoritas; por ele, dá pra saber muito bem o que vem por aí, e maneiras também de usar no nosso dia-dia (por mais que alguns looks sejam mais extravagantes). Inspiração é tudo. A moda pode influenciar em um monte de áreas, se soubermos como não atrelá-la somente ao consumo.

    Design sem nome

    O óculos gatinho continua firme e forte para as próximas temporadas, e quem ganha espaço de vez são os vestidos femininos e delicados com estampa de póa. Eles apareceram diversas vezes no street style, com cintura marcada e os famosos dad sneakers, tênis com lavagem clara e mais pesados para quebrar o clima romântico do vestido.

    Design sem nome-4

    Saias retas e com modelagem 90’s são uma opção fácil para usar nos dias quentes e com meia calça no nosso inverno brasileiro. O truque é misturar com uma t-shirt de banda, por exemplo. A botinha preta não saiu dos pés das fashionistas; ah, e a calça flare, com a modelagem mais larga, está ocupando o espaço até da skinny.

    Design sem nome-3

    Os conjuntos de cores fortes (vermelho, pink, laranja) ganharam força no estilo sport na Escandinávia, e após dominarem também os desfiles na América, continuam com gás para mais uma temporada, com versões que aliam os tênis brancos ao óculos estiloso e a pochete. Se você prefere misturar cores, as sobreposições voltam com tudo. Ah, e atenção para o detalhe da bolsa na última foto; esse truque de styling apareceu muito no NYFW!

    Design sem nome-2

    E falando em cores, o rosa foi o foco das atenções. Aparecendo em suéter, vestidos, casacos ou conjuntos: ele roubou as atenções. Os conjuntinhos, como nós já mencionamos, estão em alta: Bella Hadid apostou nele; o blazer com estampa e um pouco mais oversized também é certeiro.

    Agosto 26, 2018
    postado por
    farmto table

    Já faz algumas estações que a tendência de usar meia com sandália aberta chegou pra ficar, mas foi só recentemente que eu mesma resolvi apostar e me inspirei nos milhares de looks que existem por aí no street style. Apesar de algumas pessoas acharem um pouco “ousado” demais, eu garanto que depois que você usa pela primeira vez, vai se acostumar e achar bem confortável (dá a sensação de que você está em casa). Uma boa pedida é usar as meias – as minhas favoritas são as de cetim e glitter –  com os modelos abertos da Melissa. 

    Design sem nome

    As inspirações são muitas, mas a versão com glitter e cetim é a que mais tem conquistado adeptos nesse último inverno, seja no Brasil ou lá fora. Sim, aqui ainda é mais dificil ver a galera apostar na sandália + meia, mas fica charmoso, além de você poder usar sapatos abertos mesmo nos dias mais frios.

    Design sem nome-3

    Para as mais discretas, vale apostar em cores sóbrias (cinza, preto, marrom) ou até mesmo aquelas que casem com a cor do sapato. Outra opção são as meias arrastão, que voltaram em versões mais básicas. Ao invés de usar o modelo normal, elas aparecem menores, só para combinar com as sandálias (os tons pastéis são os favoritos).

    farmto table-2

    Se você, por algum motivo de força maior, não curte usar sandálias no inverno, pode combinar as meias de glitter com o dad sneaker, esse modelo de tênis mais pesado que ganhou destaque há alguns invernos na Escandinávia, e chegou com tudo no hemisfério Norte em Janeiro. Desde então, eles roubaram espaço nos desfiles e ao que tudo indica, vão demorar um bom tempo para perder o seu posto de queridinho.

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA