• 26e14d287bd9c5f49b36990e398601d0
    Comportamento

    Um recado para o Instagram

    ver post
  • space love xx Scott Brian Madeiras
    Amor, Reflexão

    Antítese

    ver post
  • 71e0db6e93ee0415f7c0c0cb28e2027c
    Looks, Moda

    Looks para o verão

    ver post
  • imagem.aspx
    Livros

    Livro: A Quimica Que Há Entre Nós

    ver post
  • February 11, 2017
    postado por
    Sem título

    Em Fevereiro eu descobri várias músicas novas pela rádio durante a viagem. Algumas fizeram eu ficar viciada, e eu acabei começando a gostar de novas bandas também, como Hey Violet. E em Janeiro, a minha banda favorita, The Maine, anunciou as datas da nova turnê mundial, após o lançamento do disco novo, “Lovely Little Lonely”, em 4 de Julho. Eu já comprei o meu ingresso para o show de Porto Alegre. Quem mais vai?

    October 29, 2016
    postado por

    Nos dois últimos meses eu fui super influenciada por um dos meus amigos mais próximos e comecei a dar uma chance maior para a música pop. Que aliás, eu sempre gostei e é um gênero que está presente nas minhas playlists faz anos, mas eu acho que eu nunca me arriscava para ouvir os álbuns completos de alguns artistas ou realmente prestar a atenção na letra e na proposta musical deles. A música pop pode parecer superficial na rádio, mas alguns artistas estão sim, tentando reverter essa imagem.

    A Lady GaGa lançou o Joanne na semana anterior, que já se tornou o meu álbum favorito da cantora. E a Tove Lo, que eu ouvi sem parar em 2015, também apresentou novas faixas com o aguardado Lady Wood. Os dois possuem potencial para consolidar diversos hits, mas ao mesmo tempo mostram letras honestas e músicas que passam longe de querer agradar todo mundo.

    October 15, 2015
    postado por
    large

    E chegou a playlist de Outubro! A seleção deste mês vai ser um mix de músicas/singles novos, e artistas que eu estou ouvindo bastante nos últimos tempos. Como vocês sabem, eu amo a Halsey faz um tempo, mas não podia faltar o novo clipe dela para New Americana. A Alessia Cara e o Ryan Adams também estão sempre no replay; aliás, quem já ouviu o álbum cover do Ryan do 1989? Eu achei sensacional e já é com certeza um dos meus lançamentos favoritos do ano!







    May 3, 2015
    postado por
    large

    Faz um tempinho que eu não trago playlists aqui no blog, mas juro que vou tentar fazer com mais frequência os posts de indicações musicais (que é um dos meus temas favoritos!). Geralmente vou trazer um top cinco com o que eu não consigo parar de ouvir nas últimas semanas e acho que vocês vão gostar também. Mas é claro, tudo depende do gosto musical!

    Um dos últimos posts aqui no blog sobre o tema foi esse, no qual eu indico quatro bandas britânicas sensacionais.

    Aliás, vocês perceberam que o vinil anda voltando com tudo? A maioria dos artistas, além de lançar a versão física normal do CD, está apostando nos vinis. A loja que mais apoia isso (além das lojas de discos oficias) é a Urban Outfitters. A marca está vendendo vários vinis nos EUA e Europa por preços bons (em torno de 20 dólares, no caso dos Estados Unidos). Já o record player também não tem preços absurdos: alguns custam 90 dólares! Se você vai viajar e curte esse tipo de investimento, eu acho que vale a pena.

    Eu compraria, por quê na minha opinião mais música nunca é demais.

    December 31, 2013
    postado por

    Não sei viver sem trilha sonora! Descobrir cantores novos é uma das minhas atividades favoritas no momento de tédio, escolher uma música para um momento especial, uma lembrança, um lugar, também é uma das coisas mais importantes na minha opinião. O motivo? Sempre quando ouvir aquela letra, você vai se lembrar de alguma pessoa, de uma amizade, de algo que te marcou naquela hora. Então, vou postar aqui as músicas que mais foram especiais nesse ano! Faltaram algumas na lista, eu confesso (se eu colocasse todas ia ficar enorme).

    E quais são as músicas que mais marcaram o ano de vocês?

    Arctic Monkeys é uma das minhas bandas favoritas e eu ouvi muito “Do I Wanna Know?” a primeira música liberada do álbum AM nesse ano. Confesso que foi repeat atrás de repeat, e aos poucos ela se tornou trilha sonora para muita coisa. Me faz lembrar um dos meus gêneros musicais favoritos, que é o indie rock, e nunca sai do meu iPod de jeito nenhum, por mais que os meses passem. O disco atual da banda foi um dos que eu mais curti. Comprei a cópia física e já perdi as contas de quantas vezes eu ouvi ele no último volume!

    Taylor Swift é a minha cantora preferida de todas. Tenho os CDs que foram lançados aqui no Brasil e sei todas as músicas de cor! Para representar o fato de eu ter ouvido o Red o ano inteiro, escolhi uma das faixas principais dele, que leva o título. A letra fala sobre um amor descrito em vários tons de cores diferentes, e o vermelho representa todas elas: a intensidade. E esse ano se resume praticamente nessa primeira palavra! Também expressa um pouco uma das minhas maiores vontades, que é ir em um show da Red Tour.

    Essa não podia faltar! O Jake Bugg conquistou o meu coração e eu ouvi DEMAIS as músicas dele em 2013. O jeito do cantor, não muito extrovertido, me atraiu bastante a atenção. Ok, ele pode até não ser exatamente simpático nas entrevistas, mas o fato é que ele fez bonito no lançamento do primeiro CD e conseguiu um espaço definitivo na minha playlist. A letra dessa música é uma das mais bonitas dele. Destaque também para “Note To Self” e “Two Fingers.”

    Não tem ninguém que arrasa mais que os britânicos. Nina Nesbitt é linda, loira, fofa e as suas músicas te fazem sair cantarolando por ai. Adorei conhecer a carreira dela e espero ansiosa para ouvir o disco novo, que já teve o primeiro single divulgado. “Stay Out” me lembrou das saídas com as minhas amigas em 2013, que foram mais constantes, e dos momentos divertidos, das milhares de histórias que a gente tem para contar sobre essas noites que foram no mínimo, marcantes. E é sempre bom se arrumar, experimentar um milhão de roupas (penteados, maquiagens) e sei lá mais o quê junto das melhores amigas.

    Ariana Grande fez seu nome em 2013 e eu confesso que me tornei fã dela, depois de ter ouvido sem parar o Yours Truly. “Baby I” é uma das minhas favoritas. Fala sobre confessar o seu amor por alguém. Não é nada que eu tenha feito nesse ano, mas mesmo assim a canção é uma das que eu mais gosto. É divertida de cantar junto, o clipe é legal, e todas as músicas da cantora me fazem querer dançar.

    Meu deus, como eu amo The Black Keys! Surtei muito no show deles nesse ano no Lollapalooza. Não, eu não fui (infelizmente) mas acompanhei a apresentação toda pela Multishow e pelo Twitter. Não é de hoje que eu gosto da banda, e quero muito que eles lancem material novo em 2014. Ia ser incrível, já que o Foo Fighters também está preparando músicas novas. Seria um ano de tirar o fôlego.

    Foi em 2012 que o Frank Ocean despontou de verdade no cenário musical com o álbum de estréia Channel Orange, super elogiado pela crítica especializada. Ele foi lançado em 10 de Julho do ano passado, e o cantor emplacou muitos singles de sucesso nas paradas, apareceu nos principais programas de TV e se classificou como um dos mais importantes nomes na indústria. O quinto single do álbum é Super Rich Kids, que alcançou a posição 23ª na parada de R&B da Billboard. O sucesso foi tanto que ela inclusive apareceu na trilha sonora de The Bling Ring.

    A cantora Gabrielle Aplin chamou muito a minha atenção no final desse ano e eu virei super fã do CD dela, o English Rain. Ouvi muito mesmo, mas ainda não cansei de nenhuma das canções. Ela inclusive entrou para a trilha sonora da última temporada de Skins, a sétima, com a belíssima canção “Start Again”, nos episódios da Cassie. É bem calminha. Quem preferir as agitadas, eu indico Panic Cord e Human. Ah, e ela também representa a minha paixão por seriados.

    Você já ouviu, sua mãe já ouviu, sua tia e primas distantes também. Pode ser até clichê colocar a música mais famosa da Katy deste ano na lista, mas ela tem um significado especial. Primeiro, é a letra de superação, que é incentivadora e fala frases de efeito. A outra, é o trecho: “You held me down, but I got up” que marca o estilo da música, e também me lembra todas as vezes que alguém tenta te por para baixo, tenta te convencer de que você está cometendo erros, mas nós tentamos superar tudo isso e nos reerguer. E o famoso “You’re gonna hear me roar” é sobre ser forte, falar para o que veio, e por mais que as pessoas tentem a todo custo te rebaixar, você não deixa, e mostra que consegue passar por qualquer problema.

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA