• screen shot 2017-06-15 at 1.31.34 pm
    Filmes

    Filme: A Morte Te Dá Parabéns

    ver post
  • large
    Playlist

    Playlist: Outubro

    ver post
  • 60ef470bb4bf66d50938e63f82c34ee9
    Beleza

    Cabelo curto para se inspirar

    ver post
  • n
    Looks, Moda

    O estilo da Noora Sætre de Skam

    ver post
  • January 24, 2014
    postado por

    Fizemos mais uma enquete para a categoria Entre Elas, um assunto que exigia total sinceridade, não com nós que preparamos as perguntas, mas com você mesma. A intenção era que você lesse cada pergunta, ponderasse sobre ela e respondesse o que verdadeiramente se passasse em sua cabeça, afinal falar sobre sua autoestima é falar sobre amor próprio também. O resultado não me surpreendeu tanto, o que me veio a confirmar que as pessoas não se veem como realmente são e não estão satisfeitas consigo mesmo. Dê uma olhada no resultado.

    Dessa vez, nenhuma garota que respondeu a pesquisa escreveu sua opinião, o que me fez questionar o porque. Então diferente das outras vezes em que colocamos a opinião de vocês, colocaremos algumas causas desse problema e algumas dicas de como elevar a sua autoestima.

    Como podemos conferir a maioria das garotas não estão completamente satisfeitas com si mesmas. Estão sempre querendo mudar alguma coisa e isso é normal, desde que não seja de uma forma exagerada e não si prejudique. Mas a questão é: porque é tão difícil gostar de si mesma do jeito que é?

    Isso é causado por vários motivos: a crítica das pessoas, o modelo de padrão criado pela sociedade, a comparação com o outro, isso tudo leva a baixa autoestima que pode ocasionar vários problemas se forem levados a sério demais. Mas a uma forma de dar a volta por cima disso tudo. O primeiro de tudo é acreditar que você é linda de qualquer jeito.

    Não se comparar com o outro é também uma das melhores formas de não atrapalhar seu relacionamento com você mesma, pois assim você não se sentirá frustada por não ter aquela qualidade que a outra pessoa tem e não enxergar as suas qualidades únicas. Por tanto, olhe-se para si mesma e encontre suas melhores qualidades, o que mais gosta em você. Fazer as coisas da qual se identifique e que goste também é de alta ajuda, dessa maneira você se distrai com coisas interessantes e esquece de ficar pensando em seus defeitos. Aceitar que ninguém é perfeito, aceitar elogios e críticas também, pois todos tem defeitos.

    As vezes é mesmo complicado não se importar com o que os outros falam ou deixar de lado seus defeitos. Mas é preciso força de vontade e acreditar que nem tudo é negativo. Acredite em você, se goste mais e pratique o hábito de se admirar mais vezes. Afinal você tem o direito de se sentir linda.

    November 14, 2013
    postado por

    Se fizessem essa pergunta a mim a uns meses atrás, responderia que sim, sem sombra de dúvidas. Mas com a tempo vamos mudando nossos conceitos e eu mudei o meu. Hoje responderia: depende. Depende de quanto tempo esses dois seres se conhecem, depende de como e porque se aproximaram, depende de como eles se relacionam, depende da personalidade de cada um, depende de tudo e cada detalhe entre duas pessoas de sexos opostos contam para afirmar se é só amizade entre eles ou se pode existir algo a mais ali. É claro que tenho amigos homens, e acredito nestes tipos de amizades, mas afirmar que nunca haverá um pensamento de segunda intenção de algumas das partes seria um erro – na minha humilde opinião, pelo menos. A maioria das garotas que responderam a enquete acredita nesse tipo de amizade, veja os resultados:

    Veja a opinião de algumas leitoras:

    Thaynara, 16 anos – “Um garoto só se aproxima de uma menina caso esteja afim dela ou de alguma amiga – ou esteja interessado em algo do tipo. Caso não consigo, aí sim, se tornam amigos!”

    Ana Lúcia, 16 anos – “Tenho um amigo desde criança, ele sabe praticamente tudo sobre mim e vice-versa, e nunca tivemos nada de mais. Acho que tudo depende da maneira como você vê o seu amigo. É claro que sempre rola alguns climas estranhos, resta saber contornar e ter vontade de manter tal amizade!”

    Não deixou nome – “Normalmente sempre existe uma segunda intenção na amizade entre homens e mulheres, principalmente da parte dos homens. Muitos não podem ver uma mulher carente, triste, que quer um ombro amigo que se aproveitam da situação e dão em cima. Por isso costumo nas minhas amizades deixar claro que é só amizade e quem tem essa intenção acaba desaparecendo aos poucos…”

    Não deixou nome – “Acho que pode acontecer sim uma amizade entre sexo oposto! Com certeza! Claro que em outras relações pode rolar uma segunda intenção da parte um do outro, por isso acho super importante separar uma amizade masculina de um possível menino para ficar. Uma coisa não tem nada a ver com a outra… acho que meninos podem ser muito confiáveis, sim. Não todos, mas alguns são e sabem guardar segredos melhor!”

    Não deixou nome – “As amizades entre sexos opostos são muito bonitas, às vezes mais que as entre mesmo sexo, já que não tem competição de menino e uma parte pode aconselhar a outra como agir quando for conquistar um paquera ou até como mantê-lo. Amigos meninos, quando não se tem segundas intenções, são irmãos que pudemos escolher. Brincam, batem, fazem cócegas, dão bronca, protegem, são carinhosos, sem parecerem muito sensíveis, te zoam, te aconselham. São verdadeiramente cativantes amizades entre sexos opostos.”

    October 26, 2013
    postado por

    Antes de divulgar o resultado da enquete, queria agradecer a participação de todas vocês, me surpreendi muito com o resultado. Obrigada. Além disso, apesar de tudo houve uma pequena falha, esqueci de pedir que colocassem o nome de vocês na pesquisa, assim ficaria fácil identificar quem mandou cada frase, por tanto, colocarei as frases sem a autoria de vocês e por favor, coloquem nos comentários se sua frase apareceu aqui. Vamos lá.

    “Nem sempre, competição é algo ruim. Eu por exemplo, vivo competindo no trabalho com meus amigos. Temos metas para bater e chega uma hora que é cada um por si e não podemos parar pra pensar no outro.”

    “Acho que se é uma amizade profunda, de anos, por exemplo, não tem essa coisa de competição. Se a amizade for sincera existe a confiança de compartilhar isso caso aconteça e, mesmo que indiretamente, acabe criticando de uma forma ”amigável” se essa tal competição vem da outra parte. Na minha opinião, confiança vem em primeiro lugar, se a amizade for booaaa mesmo, vale a pena conversar sobre essa tal competição para preservar a parceria.”

    “Algumas pessoas fazem parte do teu circulo de amizade apenas porque você convém a elas, seja para dar carona, única companhia no momento ou para conseguir alguma coisa. Isso gera inveja, pois não são teus inimigos que te decepcionam e sim muitas vezes teus próprios amigos, pois eles sabem direitinho da tua vida e teus objetivos.”

    “Depende. Não é aquela competição agressiva, não tem trapaça nem sabotagem, muitas vezes é tão natural que não da nem pra perceber. Eu e minhas amigas competimos nas notas. Quando uma tira uma nota maior que a outra pensa “Uau! Eu consegui!” ou menor “Poxa, o que eu errei?”. Não tem maldade, e nós torcemos uma pela outra, mesmo tirando uma nota menor ficamos felizes pela outra. Então depende, depende da amizade, depende da pessoa, depende do assunto. Competição por meninos é sempre a pior…”

    “Acho que as pessoas sempre gostam de se sentir um pouco superior ou pelo menos igual as outras. A competição sempre existirá, apenas deve-se ter cuidado para que não seja prejudicial.”

    O próximo tema é com vocês, comentem qual próximo assunto gostariam de falar.

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA