• large (2)
    Comportamento, Textos

    Sobre recomeços

    ver post
  • 30726718_10155368975121027_8077220680606679040_n
    Playlist

    Playlist: Abril

    ver post
  • 30582445_1682313098528967_8534345049331204096_n
    Ilustração

    Universo em Bolha de Tinta no Catarse

    ver post
  • tomoffinland
    Filmes

    Filmes de Abril #1

    ver post
  • Fevereiro 23, 2017
    postado por
    Foto 26-01-17 14 29 38

    No último dia de viagem em NY foi o momento de passear em Lower Manhattan, onde fica o World Trade Center, o local em que se localizava as Torres Gêmeas. Visitamos o Ground Zero, o memorial dedicado a fatalidade do 11 de Setembro. É, com certeza, um dos memorais mais bonitos que eu visitei durante a viagem, porém ele carrega um misto inevitável de tristeza quando você está lá. Ao me deparar com tantos nomes – parecia que eles não acabavam nunca -, a gente se questiona porque a violência consegue superar a humanidade.

    Foto 26-01-17 14 43 36 Foto 26-01-17 14 36 36 (1) Foto 26-01-17 14 36 09

    O local possui duas construções, representando ambas as torres, com o nome de todas as pessoas que estavam presentes nela. Dentro deles, tem uma cascata enorme de água. Ao lado você também encontra o museu do World Trade Center. O local tem várias barracas em que você pode comprar algumas coisas em memória do local, que ajudam na manutenção dele (que é impecável).

    Foto 26-01-17 14 56 25 (1)

    Bem próximo, tem o Westfield World Trade Center, o maior shopping de Manhattan, que tem toda a estrutura em cores claras. Ele possui a Forever 21, Apple, H&M, e outras lojas famosas. Diversas grifes também estão localizadas no mesmo, que tem lojas com preço mais salgado.

    Foto 26-01-17 14 58 02

    Sabe aquela história de andar na rua e encontrar algo muito interessante? Foi assim que conhecemos a St. Paul’s Chapel, a igreja mais antiga de Manhattan, construída em 1776 (sim!). Na frente dela, tem um cemitério com túmulos dos anos 1777, 1800, 1888… é incrível, sério! Famílias inteiras e importantes estão lá. Para alguns pode parecer estranho, mas é muito legal ver coisas do século passado na sua frente.

    Foto 26-01-17 15 38 09 (1) Foto 26-01-17 15 38 41 (1)

    A igreja também possui um sino que toca apenas no dia 11 de Setembro, para homenagear as vítimas e suas famílias. Ela também está fortemente ligada a instituições de caridade e trabalhos voluntários.

    Quando foi construída, a propriedade era o “prédio” mais alto da cidade. Agora, ele parece até pequeno perto dos outros! Como as coisas mudam, né?

    Foto 26-01-17 15 38 46 (1)

    Pegamos um táxi de volta para o coração da cidade, com destino a Grand Central Terminal, a maior estação de trem do mundo, construída no século 20 e inaugurada em 1913. É uma das obras de arquitetura mais conhecidas de NYC, e motivos não faltam: o local é grandioso, lindo, e possui diversos andares.

    Foto 26-01-17 16 05 54 Foto 26-01-17 16 05 41 Foto 26-01-17 16 06 56

    Você provavelmente lembra desse local, pois diversos filmes e séries são gravados constantemente na Grand Central. Impossível não lembrar do primeiro episódio de Gossip Girl, em que a Serena chega nas escadarias da estação. Durante a viagem, eu assisti “The Girl In The Train” e vários episódios de Mr. Robot, e foi muito legal ter reconhecido tantos cenários da cidade.

    Foto 26-01-17 16 38 01

    Já na Quinta Avenida, esbarramos – literalmente – com a The New York Public Library, fundada em 1895 e que possui um acervo com milhares de livros. Aqui, você pode fazer reunião, estudar, ou simplesmente usar o seu computador em uma das diversas salas da biblioteca: e o silêncio impera em todas elas.

    Foto 26-01-17 16 42 57 Foto 26-01-17 16 44 53 Foto 26-01-17 16 50 09 Foto 26-01-17 16 50 23

    Dica: Todos os locais históricos da cidade possuem lojinhas específicas (nos museus, por exemplo, você não precisa comprar o ingresso para acessá-las). Elas são cheias de itens legais para quem quiser levar presentes e lembranças desses locais especiais. A do MET, por exemplo, é cheia de livros em edições especiais sobre moda e arte. A da Biblioteca foi uma das minhas favoritas. Vale a visita.

    Foto 26-01-17 16 54 15 Foto 26-01-17 17 10 15

    NYC é uma daquelas cidades maravilhosas que parece um mundo a parte. O tempo todo novidades acontecem, as pessoas se movimentam nas ruas, e a moda também está sempre presente (a galera se veste muito bem, sério!), e coisas legais para fazer é o que não falta. A diversidade e a tolerância também imperam no local. É um clima diferente das outras cidades dos EUA. Eu já quero voltar, principalmente para conhecer o Brooklyn, o Soho e o Chelsea.

    Fevereiro 20, 2017
    postado por
    Foto 25-01-17 18 19 53

    Uma das minhas partes favoritas de NY foi conhecer tantos museus maravilhosos. Fiquei impressionada em como os norte-americanos tem a oportunidade de vivenciar a cultura de uma maneira acessível, todos os dias (já que nos museus, como eu contei, rola aquela história de pagar o preço que desejar). O Metropolitan Museum Of Art é o principal da cidade e fica na Quinta Avenida.

    É impossível não lembrar de Gossip Girl enquanto você passeia pela quinta. A gente vai relembrando diversos cenários do seriado, e a escadaria do MET sempre foi ponto de encontro entre Blair e Serena.

    Foto 25-01-17 18 21 35 Foto 25-01-17 18 29 43

    Depois de passear por lá, nós pegamos um táxi até a Century 21, que fica na Lincoln Square, na Broadway. No caminho, foi possível ver também a Juilliard School, a universidade de música e artes mais importante do país. Ela tem uma arquitetura linda, e fica no Lincoln Center Plaza. A região é super movimentada o tempo inteiro, com várias lojas e alguns cafés legais.

    Olha que prédio lindo!

    Olha que prédio lindo!

    Foto 25-01-17 22 25 20

    Passamos pelo Lincoln Center Ballet por acaso, voltando para o hotel. É difícil não se impressionar com os locais municipais da cidade, que são muito bem feitos, com uma arquitetura de tirar o fôlego de qualquer um. O local é simplesmente lindo, e nesse dia ia acontecer uma apresentação de balé no teatro, e a rua estava lotada, cheia de gente chegando para o espetáculo.

    Foto 25-01-17 22 25 50

    Em New York é assim: em cada esquina que você vira, sempre vai ter algo muito interessante para ver e prestar a atenção (literalmente!). Não é a toa que se você olha pela janela no meio da madrugada, a rua ainda está super movimentada.

    Foto 26-01-17 01 44 02 Foto 26-01-17 01 36 47

    Nesse dia aproveitamos também para visitar a Times Square a noite. Programa super turístico sim, mas que não pode faltar se você nunca foi na cidade. O local é super cheio nesse horário, mas dá para andar tranquilamente (pelo menos em Janeiro foi assim), e visitar as lojas por lá. As que eu mais indico é a H&M (que dá para ver o logo enorme no prédio na primeira foto), que tem três andares, assim como a Forever 21, e a Sephora, com diversas linhas de make diferentes.

    Foto 26-01-17 01 46 17

    Tirar uma foto na escadaria vermelha pode ser uma tarefa complicada, mas não dá para deixar de sentar lá e observar a Times Square do alto (é o melhor ponto para tirar fotos!).

    Fevereiro 12, 2017
    postado por

    Na viagem eu tive a oportunidade incrível de passar três dias em New York, e posso dizer que foi uma das experiências mais legais da minha vida. Eu – como a maioria das pessoas – sempre quis conhecer a cidade, mas não achava que a chance iria surgir ainda em 2017. Dois blogs me ajudaram muito na hora de montar o roteiro da viagem: O NY & About, da Martha Sachser, brasileira que mora há 10 anos na cidade, e o Matraqueando, com dicas preciosas. E a minha amiga Ana Maria, que conhece bem a cidade e me ajudou na hora de colocar tudo no papel (ou seria Word?).

    Foto 24-01-17 19 09 38 (1)

    No primeiro dia que eu cheguei na cidade, o tempo estava chuvoso, com muito vento e -2. Mas isso não me impediu de logo de cara, conhecer a Times Square (mesmo congelando!). O lugar era tudo o que eu imaginava, só que ainda melhor. Cheio de lojas, propagandas enormes e aqueles cenários que a gente vê muito nos seriados. Eu voltei posteriormente, a noite, e bati fotos bem legais (mas isso fica para outro post).

    O hotel que eu e a minha família nos hospedamos foi o ROW NYC. Ele fica na oitava avenida e tem uma localização muito boa, o que é essencial quando você vai viajar para NY. O hotel fica a apenas cinco minutos da Times Square, e em um local bem turístico da cidade, ou seja: tem muitos restaurantes, cafés e gifts shops. A reserva foi feita pelo Booking (que na maioria das vezes, garante preços bem mais amigáveis do que em comparação com outros sites). Eu super indico o hotel: o quarto para 3 pessoas era espaçoso, confortável, e o atendimento foi perfeito. Também tem bar, academia, e a famosa Sugar Factory dentro do saguão.

    Foto 25-01-17 11 51 33 NYC

    O dia seguinte já estava mais quente (em torno de 8 graus) com sol. A gente deu sorte, pois era o dia de fazer o passeio do Circle Line Liberty Cruise, pelo Rio Hudson, no Píer 83, perto do Hell’s Kitchen. Ele é uma boa pedida para quem quer ver partes legais da cidade com uma visão mais geral, se você não vai ficar tantos dias, como eu. Ah, e o barco também passa perto da Estátua da Liberdade. O narrador vai falando sobre todos os pontos turísticos. Ele mostra também o Píer 54, que foi o destino dos sobreviventes do Titanic, e que está sendo reformado atualmente.

    nyc2 Foto 25-01-17 12 18 32 (1)

    Existem opções de passeios mais longos, para quem estiver interessado. Mas se você estiver com o roteiro apertado, vale a pena fazer este de uma hora.

    Foto 25-01-17 14 28 16

    O American Museum of Natural History foi a segunda parada. Fundado em 1869, ele fica em frente ao Central Park. É bom reservar algumas horas para visitá-lo (e mesmo assim, é bem difícil conseguir ver tudo!). Ele é separado em alas, com a história de vários povos e suas respectivas culturas. Eu passei pela história dos asiáticos e africanos, e é uma experiência muito legal. Você aprende muito, e de uma maneira divertida (o local era lotado de escolas com crianças pequenas impressionadas com tudo).

    Eu também visitei a ala dos animais vertebrados. Os fósseis de dinossauros são surpreendentes, e muitos foram descobertos na América Latina (principalmente na Argentina): ou seja, tem muita coisa que surgiu perto de nós, e nem sabíamos. Essa foi a única área que eu consegui bater fotos legais, porque as outras eram muito escuras.

    Foto 25-01-17 15 38 39 Foto 25-01-17 15 26 30 Foto 25-01-17 15 29 21

    Dica: Todos os museus possuem preços sugeridos (o ticket era $22 dólares para adultos) mas você pode pagar o preço que preferir por eles. Sim! É só ir ao balcão na compra dos ingressos e dizer o preço que você quer pagar. E é isso mesmo, sem erro.

    Vista do Central Park de dentro do museu

    Vista do Central Park de dentro do museu

    A visita ao Central Park aconteceu em seguida. Fomos direto para o Strawberry Fields, memorial do John Lennon, que fica bem pertinho do museu (uns 10 minutos a pé ou menos, seguindo na direção do trânsito, saindo na frente do museu).

    Foto 25-01-17 16 47 13 Foto 25-01-17 16 50 59

    O memorial do cantor é cheio de pessoas o tempo inteiro, então tirar a foto ali no centro escrito “Imagine” é uma missão complicada. Tem uma galera tocando violão, fazendo os seus covers das músicas dos Beatles, além de muitas camisetas, ilustrações e desenhos do John. O local foi construído com a ajuda de Yoko Ono. O apartamento em que ele viveu fica bem pertinho dali, o Dakota Building.

    Foto 25-01-17 16 53 29 Foto 25-01-17 17 00 15 Foto 25-01-17 16 50 06 (1) Foto 25-01-17 17 13 22

    O parque é um dos locais mais bonitos de NY e você não pode deixar de visitá-lo. É necessário pelo menos uma hora para ver uma (pequena) parte. É possível passar horas no Central Park, batendo fotos e explorando cada lugar. A pista de patinação (que funciona no inverno) fica próximo da saída que é caminho para o Museu de Arte Moderna. Confira os preços aqui.

    Foto 25-01-17 17 50 08

    Antes de jantar passeamos pelos arredores do ponto em que estávamos do Central Park, que era próximo do MOMA, o Museum Of Modern Art, que data de 1929. Aqui, rola o mesmo esquema dos outros museus (você paga o que preferir). Essa foto, da entrada, foi uma das minhas favoritas que eu tirei na viagem.

    Fevereiro 7, 2017
    postado por
    Foto 21-01-17 18 13 53

    No meu primeiro final de semana na Georgia nós fomos visitar Atlanta, principal cidade do estado. Era 21 de Janeiro e esse dia ficou super marcado na minha memória, pois estava ocorrendo a Womens March, uma marcha realizada em todos os Estados Unidos como um protesto contra as ações recentes do Trump, as suas declarações e a campanha política extremamente sexista, homofóbica e racista.

    Poder presenciar essa marcha de perto foi incrível e emocionante. Eram milhares de pessoas unidas, segurando placas, com camisetas apoiando o feminismo e contra todos esses absurdos que andam acontecendo no mundo inteiro que nos deixam revoltados. Eu confesso que naquele momento me surgiu uma esperança de que a nossa geração seja mesmo uma mais politizada e que luta contra as injustiças sociais que as minorias são vítimas.

    O movimento Black Lives Matter também foi citado diversas vezes na marcha

    O movimento Black Lives Matter também foi citado diversas vezes na marcha

    As ruas da cidade estavam lotadas, e o trânsito, paralisado. Eu vi muitos grupos de jovens indo juntos para a Marcha, animados, cheios de cartazes, e alguns com camisetas apoiando o ex candidato Bernie Sanders.

    hard rock

    Logo depois foi o momento de conhecer o Hard Rock Cafe, no centro de Atlanta. Eu já tinha visto o restaurante algumas vezes, mas não entrei. Eu queria conhecer a decoração, que é especial para quem ama música. Cheio de guitarras de artistas importantes do rock (e da música pop também), é difícil não se impressionar. O ponto forte com certeza é o ambiente.

    Foto 21-01-17 18 56 52

    Os Beatles possuem uma parede só com fotos memoráveis da banda, um violão que já foi usado pelo John Lennon, um desenho feito à lápis pelo mesmo, e outras coisas que fariam qualquer fã surtar. O meu pai, que ama a banda, adorou tudo. E nada mais justo do que eles ganharem um espaço grande no Hard Rock Cafe, né?

    Foto 21-01-17 19 00 00 Foto 21-01-17 18 57 59

    Dica: Os preços de alimentação do Hard Rock são bem mais salgados do que nos outros lugares. Então, se você quer economizar, dá para conhecer o local e ir almoçar/jantar em outro lugar. Ah, e sempre tem uma loja lá dentro (alguns preços são acessíveis) e dá para levar lembranças e camisetas para você ou para algum amigo.

    De volta para os arredores de Duluth, eu visitei um shopping aberto bem interessante, o The Forum, na Peachtree Parkway. Na verdade, o que me fez entrar nele foi que eu enxerguei a placa da Barnes & Nobles, uma livraria que eu sempre quis visitar, e que é uma das mais famosas nos EUA. As minhas expectativas foram atendidas! Eu passei mais de uma hora no local olhando tudo e desejando os livros.

    Foto 01-02-17 15 45 49

    Foto 01-02-17 15 04 57

    Eu passei um tempão na seção Young Adult, olhando os lançamentos (sabe aquele livro que você espera há meses a continuação sair no Brasil?) decidindo o que eu poderia levar. Os livros com capa dura são mais caros, custando em torno de $19 dólares. Os com capa mole são bem mais em conta: eles são no máximo $10 dólares. Mas vamos confessar que a capa dura é quase irresistível.

    Foto 01-02-17 15 12 25

    Foto 01-02-17 15 13 45

    Os fãs de Harry Potter possuem um espaço especial na Barnes & Nobles, com promoções de livros e a série com capas e versões diferentes. Eu não fotografei tudo, e tem muita coisa legal, de acessórios ao livro em formato HQ de HP. Eu fiquei impressionada. Quero começar a ler a série novamente, só que gostaria de comprar com uma capa alternativa (tem várias!).

    Foto 01-02-17 15 33 34

    Quem ai é fã da Nora Robers? Nessa parte da livraria eu encontrei todos os livros por preços incríveis (os de capa mole, que eu comentei a cima). Foi aqui que eu escolhi os dois que eu levaria: “The Summer I Turned Pretty”, da Jenny Han, e “That Summer”, da Sarah Dessen. Juntos eles custaram $20, e eu escolhi estes porque eu dificilmente achava aqui no Brasil (e eu sou fã das duas autoras).

    Foto 01-02-17 15 22 43

    A seção de vinil é imperdível! Tem desde os discos mais clássicos até os atuais, passando por The Beatles, Pink Floyd, The Smiths, até chegar em Ed Sheeran. Eu achei até mesmo o primeiro CD da carreira da Taylor Swift, que nunca foi vendido aqui no país. Fiquei desejando muito os vinis.

    Dentro da livraria também tem um Starbucks, e a galera toma um café ali enquanto lê os livros que comprou. Legal, né?

    Fevereiro 5, 2017
    postado por

    Esse é o primeiro de muitos posts que eu planejei sobre a viagem que fiz recentemente. Desembarquei de volta hoje, e já quis escrever para compartilhar com vocês como foi incrível conhecer a Georgia, um estado que fica no Sudeste dos Estados Unidos. Com uma população de mais de 9 milhões de habitantes, o estado tem como cidade principal Atlanta. Atualmente é inverno nos EUA, e a temperatura era amena, chegando ao máximo de 22 graus durante o dia e podendo chegar a 3 graus durante a noite.

    1

    A primeira parada foi em Duluth, uma cidade “pequena” que fica próximo de Marietta e Roswell. A estrada é ótima, e em 20 minutos você chega rapidamente na outra. Duluth é um dos lugares mais charmosos que eu já visitei. Aliás, todo o estado é assim: a vegetação é cheia de árvores enormes, muitas folhas no chão para dar o clima de inverno, e uma quantidade grande de verde. É tudo muito bem cuidado, limpo e organizado.

    Foto 19-01-17 16 46 18 Foto 19-01-17 17 06 35 Foto 19-01-17 12 26 05

    Além das paisagens lindas – que me impressionaram muito – a cidade possui um centro bem interessante, com alguns monumentos históricos, como o teatro City Hall, construído em 1876, e que sofreu uma reforma em 2007. A praça também tem palco e atrações (rolam festivais em determinadas épocas do ano). O clima de small town é complementado com diversos cafés, lojas de doces e sorvetes. O que eu mais gostei é que a cultura também é super valorizada. São diversos os ateliês de arte, que ficam numa mesma rua no centro da cidade, e escola de música.

    Foto 20-01-17 17 24 42 (1) Foto 20-01-17 17 32 09 Foto 20-01-17 17 29 19 Foto 20-01-17 17 15 01

    Uma das lojas que eu mais gostei foi a Peace, Love & Decorating, que é uma boutique de roupas femininas e design de interiores. Os produtos são todos feitos por designers que fazem as peças manualmente e com muita delicadeza. É de ficar de queixo caído! E as roupas são maravilhosas, e trazem aquela vantagem da exclusividade. Cada coleção de um estilista traz algumas peças selecionadas, e marcas que destinam os seus lucros para ONGs também vendem seus produtos no local.

    Foto 20-01-17 17 56 55

    Vale super a pena conferir o Facebook da loja para entender mais do que eu estou falando. Eles também tem blog e loja online!

    Apaixonada por esse grafite

    Apaixonada por esse grafite

    O almoço neste dia foi na Dreamland Barbecue – ou simplesmente BBQ – que é um restaurante no estilo que os norte-americanos adoram (é semelhante ao Outback). Ele possui unidades na Georgia, Alabama, Tennessee e Florida. Para quem curte uma batata frita com queijo maravilhosa, carnes (no estilo costela) e uma comida com tempero, mas sem exageros (já que muitos restaurantes dos EUA exageram na pimenta) o local é uma ótima opção. Dá para conferir todo o menu.

    Dica: se você está viajando com mais de três pessoas, a Dreamland é uma boa escolha, porque os preços são bons e os pratos vem em grande quantidade.

    Foto 20-01-17 17 07 27
    Deu fome?

    Deu fome?

    subir
    elas disseram TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 // DESIGN POR SARA SILVA